Desperdícios

“Deus dá asas para quem não sabe voar” - uma grande verdade. Além do mais quando se tratam de homens heterossexuais. Eles são um triste exemplo dessa realidade. Digamos que mulheres bonitas existem de bando por aí, uns 70% hétero, uns 20% bissexuais e uns 10% lésbicas.

Essa grande maioria de beldades cai na mão dos homens, que por as terem garantido não se dão conta, ou o valor necessário. Encontram aquelas mulheres lindas, inteligentes, fiéis... E as desvalorizam como se fosse uma obrigação as terem ao lado.

Sabe porque falo isso? Tinha uma vizinha linda de morrer. Ela era lésbica sim... Desde os cinco anos de idade nós brincávamos de médico. Quando ela ia às boates gays, não tinha uma mulher, homem, gay, lésbica, trans... Que não a observasse e ela ficava com muitas mulheres, até que um dia isso deu medo nela... E ela se casou. Puft, e como se não bastasse foi para o Japão. Da para entender? Hoje em dia, ela virou uma subordinada do marido. Não pode usar decote, saia... Nem nada.

Casal hetero:
Então as pessoas são assim: encontram alguém que preenchem suas vidas, dão liberdade até o momento em que o trabalho ou algo do gênero entra em cena. Aquela deusa maravilhosa, que te espera com um jantar romântico, um supervestido sensual... Vira segundo plano. A escolha é clara: a mulher sempre estará ali. O emprego é instável. Às vezes me pergunto se uma mulher linda ao lado de um homem como esse, não é apenas um bom e grande STATUS para o ego masculino. Porque mesmo que a mulher seja tudo, o homem vai e se sente tentado a encontrar (e se acha no direito) de ter casinhos por fora. Daí, o dia em que essa mulher encontra uma lésbica no caminho... Não adianta chorar depois.

Casal lésbico:
Tudo bem, nem de todo mal e neuras vive um relacionamento lésbico. Fora o ciúme, posse, troca... Existe o lado bom. As lésbicas não se dão a esse luxo citado acima com as suas mulheres. Elas têm o olhar, o toque, o sorriso... Tudo é aproveitado para manifestar amor, carinho, sensualidade. Ta certo que não podemos (muito) sair beijando no meio da rua, não dá para danças em festas de famílias com coxa colada na coxa... Em um jantar entre seus amigos de trabalho e com seu chefe, você não pode (muito) colocar os braços por cima da sua parceira, não dá para ir a teatro e fazer caricias mais fortes na amada... Mas pode ter certeza que todo o olhar, palavras, movimentos e atenção estará voltado para a parceira. E ela percebe isso, porque mulher é muito mais sensível que homem. Elas sentem as coisas no ar e isso as excita. Porque toda lésbica gosta de mostrar e fazer questão que sua parceira saiba e que sinta que mesmo em um meio que não é delas, onde não é concedida a liberdade que qualquer outro casal hetero tenha, elas nunca se esquecem que estão do lado de suas namoradas. Lésbica não é esquecida pela parceira. E certamente toda e qualquer mudança que ela tenha feito. Até o rimel no olho que seja outro, a parceira percebe.

O grande e maior gafe dos heteros é terem tudo nas mãos e não darem valor, não saberem aproveitar. Eles têm todo o espaço do universo para estarem juntos e se darem carinho e não o fazem. Imagina se tudo fosse liberado para a comunidade gay... O mundo teria muito mais amor, pode ter certeza.

O grande erro é repetirem todos os santos dias para todo mundo que não tem muito tempo para isso, que ainda não surgiu à pessoa certa, que é preciso de um clima para dar certo. E buscam tanto isso que até se esquecem que o tempo vai passando...

Quando arranjaram tempo para suas mulheres? Para eles, não hoje... Não agora, não quando o mundo os chama e eles têm que correr. È esse mundo dos homens feito a sua imagem e semelhança os chama eternamente.

Só não corre para aquelas que as esperam cheia de amor para dar.

Não basta só amar. É tão difícil ser lésbica, há tantas dificuldades e aceitações. A gente não tem o mesmo espaço... O mesmo tempo.

Nós aproveitamos muito mais o momento, damos (na maioria) muito valor a quem está do nosso lado, amamos com muito mais intensidade sem faltar à sensualidade, a subtileza, com muito mais engenho, com mais imaginação...

Porque é preciso muita imaginação para encorajar, animar e aconselhar amigas heteros que se lamentam no meu ombro pela falta de amor e carinho dos homens.

E quando vejo minha amiga do Japão sofrendo tanto, me faz sentir o desperdício e o grande desespero dessas mulheres que tem tanto para dar, sem ter a quem.

Como eu vou tentar argumentar que os homens de quem elas amam deveriam sentir e agir como as lésbicas? Como dizer, sem as magoar ainda mais, que uma lésbica, com uma carreira profissional bem sucedida, na maioria das vezes com filhos e netos e sem mais ninguém com quem partilhar o lado responsável e mais pesado da vida, arranja sempre tempo para mimar, surpreender e agradar a sua namorada?

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Ah, e no final... Belíssima teve um casal lésbico. Não aquele que nós esperávamos com um super beijo e enfim acabar com essa instiga noveleira. Só que se a novela esperava com isso o mesmo Ibope que teve “América” em torno daquele beijo gay... Deu-se mal. A comunidade GLBTS já ta ciente que no horário nobre, pelo menos por enquanto, não terá isso tão cedo.

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Recebi por e-mail e achei o máximo:
 
Você já viu aquelas frases mais que clichês que usam para nós?

Frases das lésbicas
- Melhor mal acompanha do que só;
- Para as sapas relógio fica no braço direito;
- Não existe mulher atiro, existe mulher mal cantada;
Frases de mães de lésbicas
- A culpada disso tudo é aquela sapatão ridícula que desviou minha filhinha;
- É só uma fase... Já passa!
- Onde foi que eu errei na sua educação?

Frases de homens heteros
- Eu não tenho preconceito nenhum com lésbicas... Não gosto de gays;
- Se vocês um dia precisarem de uma ajudinha... Estou aqui;
- Legal isso, eu e você gostamos do mesmo fruto;
- Minha namorada é bissexual e estamos com vontade de inovar... Você aceita?
- Eu acho que vocês nunca tiveram um cara sério na vida;
- Vem cá que eu faço você gostar de homem;
- Nossa aquela é tão feia que só poderia colar velcro mesmo.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Nessa semana...
- o som é The Pussycat Dolls, cantando "Don’t Cha "...
- o aroma é de pizza... de frango catupiry, lá se vai meu regime de novo!
- o filme é "Closer", de novo.
- para ler... a coluna da Zara, neste site!
 - a frase é ainda: TUDO VAI DAR CERTO SIM... NO FINAL
 
-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Lady Jolie