Quer namorar comigo?

 

Então aconteceu. Pronto. Já era. Vida nova... Mil festas, urrul. Se joga! Muda de página, pelo amor de Deus.

É, eu... por exemplo, levei um chute muito grande.. daqueles que você voa metros e metros... Mas e daí? Quem disse que tudo é tão mal assim? Já me lembrei de um amigo com aquela frase bonitinha:

- Sorria, nada acontece por acaso!

Não é? Que acaso é esse, maldito, frio e calculista?

Como pode deixar meu pobre coração desamparado... Mas... não tem problema. Dizem que quando chutam a gente pelo menos a gente anda pra frente né? E, nessa hora, nada como os amigos mais gays do universo para te deixarem para cima...

Na balada
Então eles te ligam naquele pior sábado do mundo, que você está de pijama, tomando vinho e em algum bate-papo na internet.  E eles mais que lindos, insistem e te convencem que sair de casa é a melhor coisa do mundo.

Ok, lá vai você sair para dançar... assim que chega no recinto, quem você vê? SIM, aquela sua ex, na entrada. Mas, teus amigos vão lá e a espantam... e ainda te mostram uma loirinha linda.. Di-vi-na. E eles não sossegam enquanto não te apresentam para ela e até que rola um clima. Vocês ficam (obrigada meninos) e trocam telefones.

Depois disso, todos já sabem o que acontece. Cinema, jantar, teatro, balada, motel... Mas oficialmente, vocês continuam só ficando. Quando é mesmo que começa um namorico?

Saí nas ruas perguntando para mulheres das mais diferentes idades. Lésbicas casadérrimas, namorando, avulsas, etc. Cada uma com visões diferentes. Bom, soltei aquele meu lado total psicanalista e, com um divã (quase) invisível, fui ouvir as opiniões.

Sabe aquela tal expressão amor à primeira olhadinha? Pois é, já era. De todas, NENHUMA se apaixonou logo de cara. A frase campeã foi “envolvimento? Só com o tempo”.

Tá, beleza. O problema é o tempo. Mas quando isso muda? A dica para quem quer se amarrar de uma vez é a quantidade dos encontros. Estar grudada, aumenta a cumplicidade. Mas, segundo minhas ‘clientes’, isso não significa tempo.

Teve umas que narraram que se viam todo dia desde o início e começaram a namorar bem rápido. Hm, então, quem sabe, o importante na verdade é a intensidade do sentimento, sem importar o tempo?

São tantas as perguntas, mas isso não é tudo. As avulsas, se revoltam e falam: “mulherada anda correndo de compromisso sério”. O lance é pegação, eu sou de todo mundo e todo mundo me quer bem.... e quando o lance esquenta, elas pulam fora. Realmente, assim, não dá pra pensar em investir numa relação.

A maioria não quer e nem merece ficar esperando. Aí, aquela teoria da intensidade cai por chão: o que está faltando é tempo pra amadurecer a relação que nem início tem. Eu confesso para vocês que me senti meio tonta com essa história toda...  Mas a culpa é sempre do outro? É sempre a outra que não quer? Ou todas estão fechadas e não dão uma chance pra algo diferente finalmente acontecer?

Tá, tá e tá. Mais questionamentos. Mas não tem como, ouvindo todas elas me apontarem tantos empecilhos, não se perguntar o que diabos falta pra as investidas darem certo? Achei que ia dar aquele barraco, mas que nada na maioria responderam algo como “ela era bem legal comigo”, ou “beijava bem”, “na cama era ótima”...

E enquanto elas falavam, eu tentava entender. E o único argumento dado era “não rolou”. De novo, mais perguntas: o que “não rolou”? Um dos lados não queria se envolver? É tão ruim assim abrir mão da maldita “liberdade”?  Ou o problema são as exigências?

Eu acho que o que falta na verdade é aquela vontade de ficar junto. PRONTO. Sabe quando uma só pensa em estar logo com a outra, existe aquela necessidade de estar perto... Quando se está sozinha nada tem graça. É tudo uma mistura só, química, sexo, amizade, tesão,  companheirismo. Todas essas dúvidas somem. E a razão? Nossa, nem se comenta. É nesse momento que surge a melhor de todas as perguntas: “Quer namorar comigo?”. Daí companheira, começa o relacionamento.

Resumindo, essa coluna confusa, parece que a solução está em ficar tentando... Uma hora você acha. Aquele alguém que não vai te encher de promessas e depois você perceber que era tudo mentira. Tente, seja com o tempo ou intensidade, mas, acima de tudo, com vontade de acertar. Não existem fórmulas certas. Mas, é cedendo um pouco aqui ou ali, que a relação ganha chance de dar certo.

 




Comentários

passo por isso sempre, quero algo serio, mas elas correm leguas...ja nem sei o que fazer, deixar pra lá,dificil. parabens pela coluna e sucessos.

ola para todos vcs gatos é gatas da noite tudo bom com todos vcs éstol aprocura de um amor para amar é para ce amada beijos para todos vcs gato é gatas meu nome é léo akilla de são paulo vc gay é lisbicas da notite beijos bonecas qe qere ligar para mim liger para gente com vesa com migo gata é gatos de léo alilla de froriánolis sc 48,912780000

Guria, amo tudo que tu escreves, é sempre um prazer passar por aqui! bjinho

Ameei! Antes de começar a namorar com a minha atual namorada ficamos seis meses q ja era quase namoro. Eu gosto de me amarrar mas ela ama a tal da LIBERDADE mas enfim ela falou depois de muito pensar e quase voltar atras bem na hora e decidiu q ate o presente momento sou a mulher da vida dela!! Esse texto foi bem nossa cara perfeito. Nay, 18 anos.

Adoro seus textos! Cadê você mulher? Textos novos, hum? Bejitos de uma fã.zoca =*

ahh.. vim aqui pra procurar um lugarzinho gls e me deparo com seu texto.. mto bom!

bahhhhh! muito massa o que vc escreveu.Conheci a pouco este site, mas espero fazer novos amigos aqui e poder sair pra baladas com vcs.. bjaumm

Conteúdo relacionado