Tá na hora de sair às ruas?

Está se aproximando o 5° Encontro Nacional Universitário da Diversidade Sexual, ENUDS, que será entre os dias 11 e 14 de outubro em Goiânia; E o EBGLT, que apesar de toda bagunça “organizada” pela antiga comissão executiva e política do Encontro, deverá acontecer em fevereiro, em Porto Alegre. Começo falando destas atividades, pois quero com isso refletir na nossa situação atual, nas conquistas que nosso movimento teve, ou melhor, para pensar: que conquista nós tivemos? Posso responder esta indagação de forma muito fácil. Até hoje, NÃO TIVEMOS UMA CONQUISTA!

Enquanto o Senado absolve um ladrão, Renan Calheiros, com apoio do PT, PSDB e diversos partidos submersos na lama da corrupção há anos, pois na verdade, para ser mais atual, vamos recordar os mensaleiros que até agora não tiveram nenhuma punição, começando em Minas Gerais, com o Senador Azeredo, do PSDB. Os 40 acusados de utilizar mesadas em troca de favores, como a Reforma da Previdência, que retirou direitos dos trabalhadores, até hoje não foram punidos e, na verdade, o “ALI BABÁ”, líder dos 40 ladrões, que habita o Palácio do Planalto, nada sofre. Pelo contrário, foi um dos primeiros a receber o “inocente” Renan Calheiros em seu Palácio.

Bem, enquanto milhões são destinados para pagar deputados e votar CONTRA o povo, mais de 40% do nosso PIB (nossa riqueza) é destinada para pagar os JUROS DA DÍVIDA EXTERNA. Nós do movimento GLBT seguimos SEM DIREITOS APROVADOS HÁ MAIS DE 15 ANOS, ou melhor. NUNCA tivemos um direito aprovado pelos parlamentares. Tivemos APENAS um lindo livro colorido de um programa interministerial que NÃO SAIU DO PAPEL, que é o Brasil Sem Homofobia do Governo Federal.

Enquanto isso, muitos são os homossexuais assassinados no Brasil, algo que vem crescendo! Pessoal, vamos fazer uma reflexão: Temos a maior Parada do mundo que acontece em SP, por que temos um índice alarmante de assassinatos de homossexuais em nosso país? Ora, o problema não está apenas em ser homossexual, vai muito além disso. Está na cor, no poder aquisitivo, ou seja, é uma questão de classe.

Temos um exemplo objetivo em Porto Alegre: no Centro Comercial Nova Olaria. Lá, homossexuais, negros e pessoas com baixo poder aquisitivo, jovens, são EXPULSOS com seguranças armados há mais de 2 anos e NADA é feito, com a desculpa de não consumirem em um lugar que é um CENTRO COMERCIAL!

CHEGA DE HIPOCRISIA! Está na hora de NÓS tomarmos uma atitude, sairmos às ruas de todo o Brasil, gritar por direitos iguais, nem menos, nem mais, mas mais do que isso, gritar que queremos mudar este mundo, este sistema e construir uma nova sociedade onde sejamos os verdadeiros governantes!

O ENUDS e o EBGLT devem ser espaços para discutirmos este calendário DE LUTA e não apenas Paradas do Orgulho festivas.  Carnaval, acontece em fevereiro!

Roberto Seitenfus é militante do Grupo Desobedeça de Porto Alegre e estudante de DIREITO na UNIRITTER e ex- membro do Conselho de Direitos Humanos de Porto Alegre (www.desobedeca.com.br)

Categoria: 




Comentários

A inscrição para o ENUDS encerra hoje, basta ser universitário para participar. Quem quiser mais informações: www.5enuds.kit.net

A inscrição para o ENUDS encerra hoje, basta ser universitário para participar. Quem quiser mais informações: www.5enuds.kit.net

Conteúdo relacionado