Relatos de uma bicha no Canadá – Parte 1

Vai sem introdução mesmo.... estou morando há três meses no Canadá. Vamos falar sobre sexo. (By editor)

O pior sobre o sexo são os barulhos. Não os sons, os sons são bons. Ruins são os barulhos mesmo. Dois corpos suados se esfregando faz um barulho muito estranho, ou quando algo escapa de dentro da sua boca, faz um barulho horrível.

Outra coisa que sou contra é essa coisa de conversar e/ou dar ordens e/ou fazer pedidos enquanto trepa. Ah não, não aceito! Por favor, você tem que transar com quem confia, não disse com quem conhece, disse com quem confia. A coisa toda está na confiança, se você confia, não dói, e se você confia, ele (ou ela) vai (ou vão) conseguir enxergar no seu olho, na sua face, na sua pele, no seu suor, no seu ofegar, na sua respiração, no seu gemido, o que você quer. A mesma coisa vale pra você. É tudo uma questão de confiança.

E outra, como você vai deixar sua carteira marcando sozinha dentro do bolso da sua calça que está no chão perto de alguém que você não confia?

A coisa sobre o sexo está mais no antes e no depois do que no durante. O durante é só fruto do acaso, algo inevitável. O importante mesmo recai no antes e no depois. Lembro de uma transa que tive com um cara em Vancouver. O antes foi bom, o durante horrível, mas o pior mesmo foi o depois... Eu não sei porque cargas d’água ele ficava batendo com o pau dele na minha bunda, eu virei e perguntei qual era a pira daquilo e ele deu um sorriso idiota. Claro que depois disso eu levantei, tomei banho, coloquei minha roupa e dirigi duas horas de volta pra minha cidade. Credo, estou quase chegando a conclusão que canadense é tudo retardado. Até agora não peguei um que preste. São lindos, porém retardados. Ou retardados porque lindos? Não sei. Tomara que não...  tomara mesmo, porque eu preciso casar. Com 20 anos, uma bicha já está ficando velha e passada, com todos esses piazinhos por aí dando aos 13, 14 ou 15 anos, a concorrência fica difícil. Se bem que aqui a pira é outra... você, meu amigo, minha amiga, que curte um bear peludo, forte, barbudo, alto, machão e experiente, se manda pro Canadá, que aqui é o paraíso dos ursos.

Por que eu estou reclamando? Eu acho que enjoei de ursos... não sei, mas não acho que um namoro com um cara com o dobro da minha idade tenha futuro. Outra coisa é que aqui é igual aí. Eu já achei boates correspondentes ao New SPM (Numbers), ao MEET (Celebrities) e ao Side Caffe (Pump Jack), todos na Davie St. (Advice dado pela nossa queridíssima editora). A diferença é que a música é horrível e você paga em dólar canadense. Ah, e você não vai achar nada aberto depois das três ou quatro horas da manhã, e quando os garçons percebem que você está ficando bêbado, cancelam. Acabou a festa, bicha.

Bom, talvez seja só a minha má sorte, mas até agora não consegui ninguém com quem eu queira morrer junto. Quem sabe nesse fim de semana, né?




Conteúdo relacionado