Feitiço contra o feiticeiro - O ativismo gay pode estar atrapalhando?

Polemista norte-americana que esteve se apresentando em seminário da Copesul Cultural, em Porto Alegre, diz que influências para que jovens se assumam gays é um problema.

A escritora e socióloga Camille Paglia critica as formas de ativismo que influenciam para que garotos a garotas assumam sua sexualidade gay. Segundo Paglia, alguns jovens podem estar passando por uma fase de transição ou descobertas e se assumir homossexual a ponto de adotar seus comportamentos e visões pode ser um problema. Pois, dessa forma, excluiriam a possibilidade de serem apenas bissexuais ou passar por essa fase de auto-conhecimento.

Por outro lado, os ativistas afirmam que nossa geração é muito mais aberta às causas homossexuais do que em outras gerações, como por exemplo: a de nossos pais. E que em outras épocas os gays eram obrigados a viver como heterossexuais, convivendo com mulheres e reprimindo seus sentimentos reais.

Contudo, não é novidade que a abertura da mente da sociedade tem contribuído muito para os gays. No entanto essa abertura de mente poderia influenciar para que jovens confusos adotem um mundo que não é deles, e dessa forma serem prejudicados? Fica a indagação.

 




Conteúdo relacionado