Retrospectiva 2007

Fatos do cenário GLS que bombaram nesse ano

DJ que se destaca no line brasileiro. Estilista que conquista o outro lado do mundo. Empresário expandindo os negócios. Mais uma revista do segmento GLS na praça. Mister Gay brasileiro com sangue paranaense. Até políticos, jornalistas e telenovelas fazendo seu papel social.

The Week, X-Demente, Concorde, GaAs nunca mais foram as mesmas depois do line arrasador da nossa queridíssima DJ Ana Paula. A carioca que ultrapassou as fronteiras brasileiras e tocou até em Israel, ganhando visibilidade internacional, agitará as noites gays mais badaladas de Floripa. E por falar em mercado internacional, outro brasileiro que está fazendo bonito no exterior é o badalado estilista brasileiro Alexandre Herchcovitch. O desenhista abriu sua primeira loja fora do país, em Tóquio, no Japão. E além da moda, Herchcovitch entrou para o mundo das letras lançando ano o livro “Cartas a um jovem estilista”. Além de voltar para a Zoomp, quem havia deixado para participar da Colcci.

Voltando para as pistas, André Almada tem marcado presença também. O proprietário da The famosa The Week abriu em julho uma filial no Rio de Janeiro, e neste Carnaval de 2008 irá inaugurar a The Week Florianópolis.Tudo o que faltava para a Ilha mais famosa no cenário GLS ficar perfeita. Agora esperamos que ao menos haja mais festas com DJs dessa casa tão querida aqui em Curitiba. Porém, nós paranaense também temos algo para nos orgulhar esse ano. Além, da inauguração da belíssima GaAs, Box, e das reformas no Meet e Side, o gay mais bonito do Brasil é do Paraná. Luciano Lupo, mesmo representando Cuiabá é nosso conterrâneo. O Mister Gay Brasil, de 27 anos, nasceu em Cambe e irá disputar no inicio de 2008 o posto de Mister Gay Internacional em Los Angeles. E cá entre nós, por ser brasileiro já tem lá suas vantagens.

Na mesma linha de sucesso da Revista Lado A, a revista Junior chegou esse ano com toda a elegância e já tem conquistado muitos leitores. Com ela nasce a Do Outro Modo – DOM, ainda não tão conhecida pelo fato de ter investido tão pesado em publicidade. O que essas publicações mostram é que com a presença da G Magazine, a sociedade e o mercado estão deixando de lado o preconceito para encarar a realidade. Mas, claro, lentamente. Continuando com papel social, o governador do Rio de Janeiro tem feito sua parte. Sérgio Cabral, assim como Marta Suplicy, foi um dos poucos expressivos políticos que relacionaram seu nome com a Parada do Orgulho GLBT e adotando suas causas.

O jornalista Sérgio Ripardo também tem feito sua parte. Semanalmente publica a coluna “Destaques GLS” no grande jornal Folha de S. Paulo, além de lançar um guia sobre a noite gay da cidade. Importante contribuição da mídia, impressa, para o meio gay. E como a sociedade brasileira é extremamente voltada à mídia televisiva, as telenovelas têm marcado presença para a contribuição da caminhada contra a discriminação. Empresas como a TAM Viagens se mostram mais receptivas aos gays. Os autores globais, Agnaldo Silva e Gilberto Braga, gays assumidos, não deixaram suas produções passarem sem personagens gays. Embora, sempre, pouco expressivos. No entanto, já é de grande valia.

E a todos os leitores, desejo um Feliz Natal e um excelente Ano Novo. Boas festas. E que venha o Carnaval!

 




Conteúdo relacionado