Polícia italiana tenta recuperar arquivos do computador da travesti brasileira morta

Após a morte na semana passada da travesti brasileira Brenda, protagonista do escândalo que levou a demissão do governador da província de Lazio, Piero Marrazzo, a polícia investiga o computador da vítima para averiguar mais sobre seu relacionamento com o político. Os peritos da polícia encontraram 80 gigabytes de informações e ainda alguns arquivos deletados que podem ser recuperados. Os dados serão passados ao Ministério Público italiano, para que sejam indexados ao processo que irá investigar a morte do travesti brasileiro que se prostituía na Itália e contra as atividades de Marrazzo.

Brenda teria dito que não possuía computador e tão pouco saberia operar um, o que foi desmentido por suas colegas de moradia, depois que ela morreu. Dois celulares ainda estão desaparecidos. Brenda morreu em razão da asfixia pela fumaça de um incêndio ainda não explicado em sua residência na quinta-feira da semana passada. O computador estava na pia do banheiro, sob água corrente. O corpo de Brenda foi encontrado parcialmente carbonizado. Três dos quatro policiais acusados de extorsão ao governador estão presos.


 

Categoria: 




Comentários

Comentar

Conteúdo relacionado