Entrevista exclusiva com o Serginho do BBB10 (Adoooro)

Mais cult do que nunca, Mr. Orgastic, o Serginho da décima edição do Big Brother Brasil, está de volta ao mundo (principalmente o virtual) e se prepara para novos saltos como lançar sua grife de roupas (com muitos shortinhos), um livro e fazer trabalhos para fortalecerem os gays, principalmente os jovens.

Cercado por uma família que deu exemplo de amor e aceitação para todo o país, o jovem paulistano que fez seu aniversário de 21 anos dentro da casa, respondeu às perguntas enviadas pela equipe da Lado A e diversos leitores. A entrevista foi por e-mail, no dia seguinte do retorno de Serginho para São Paulo, onde em breve fará sua esperada primeira aparição na noite depois do reality show.

Entrevista Orgástica

Você já fez uma avaliação da sua participação no BBB10? O que poderia ter sido diferente para você ter chegado à final?

Tudo que fiz dentro da casa foi de coração e tenho certeza que não fiz nada de errado até porque fui “eu” 24h, todo tempo, e o público está me recebendo de braços abertos. Isso confirmou meus atos dentro da casa. Seria diferente, se eu jogasse pois aí sim eu não teria sido votado e poderia estaria entre os 3 (finalistas), talvez tenha sido um erro meu, mas não me arrependo de nada. Ser você mesmo vale muito mais e eu não queria me igualar aos muitos jogadores que já passaram e estão dentro da casa.
 
Qual será o destino do Mr. Orgastic depois de sair da casa mais famosa do Brasil?
Pretendo ter minha grife, lançar um livro contando minha história, experiências próprias, dicas, conselhos, casos sobre homossexualidade e preconceito.
 
Você teve alguma estratégia no jogo ou foi 100% você mesmo?

Por incrível que pareça, nenhuma estratégia, fui para curtir a vida, sorrir, sentir, me orgulhar, dar meu recado e mostrar pro Brasil como a igualdade é necessária e importante independente de TUDO.
 
O que você aprendeu com o BBB e o que isso irá mudar a sua vida?
O BBB me ensinou o autoconhecimento e a virtude de conhecer, entender o próximo, respeitar as diferenças e o poder de “sentir”. E mudou muito minha percepção de vida em relação a tudo, cresci em todos os aspectos possíveis, uma experiência única que me inova cada dia mais e mais.
 
Se o Michel fosse gay, você acha que dariam certo juntos? Ele faz o seu tipo?
Não tenho como opinar sobre isso, porque nunca olhei o Michel com esses olhos. Pois ele representa outro tipo de sentimento, o da amizade.
 
Você acredita que um gay pode deixar de ser gay?

Deixar de ser gay não, pois não mudamos nossa essência, correto!? Mas dar oportunidade a alguém do sexo oposto é algo válido e muito bonito pois demonstra mais ainda que você gosta da pessoa, como aconteceu no meu caso. 
 
Seu relacionamento com a Fernanda foi para confundir o público, um mal entendido, foi sincero ou uma brincadeira? Você acredita que isso te prejudicou?
Foi completamente sincero, tudo que fiz na casa foi sincero, sinto atração por ela. Não sei se me prejudicou mas se esse for o preço por ser sincero, vou pagar.
 
Você disse que pensa em montar uma ONG para ajudar os gays, já tem idéia de como seria este projeto?
Com certeza; Minha associação vai ajudar aos jovens se entenderem, e terem apoio quanto a sua sexualidade, dicas, apoio psicológico, trocas de experiências e tudo que um pai e uma mãe precisam saber para lidarem com a sexualidade e preconceito com seus próprios filhos.
 
Por vezes, você deixou passarem batidas algumas ofensas contra os gays, como quando o Dourado afirmou que só gays pegavam Aids, e também disse que não se importava muito em ser chamado de viado ou outros termos. Você reage assim na vida real?
Bom, eu deixei bem claro minha opinião sobre essa colocação que o Dourado fez referente a generalizar isso, não deixei passar batido, só fui elegante na minha postura, mas disse tudo. Mas em relação a termos de bicha, viado... e coisas do tipo, mesmo sendo direcionados a minha pessoa de forma negativa, não me incomodam pois para alguém me ofender tem que ser bem MAIS do que isso e tá pra nascer alguém que consiga.  * RISOS *
 
Você afirmou que não representava os gays, mas os alternativos. Você fugiu desta carga ou nunca teve esta pretensão?
Não precisei dizer que representava os gays, pois após ter pisado na casa, sendo assumido, uma representação subentendida estava diante do Brasil todo, pois sempre citei ser gay, mas eu deixei em negrito eu representar os GAYS ALTERNATIVOS, pois faço parte deles também. Cada um representou uma classe de gays, drags, lésbicas... e etc. Mas sempre citei também sobre o preconceito dos GAYS em GERAL!
 
O fato do Dicesar também ser gay criou algum tipo de rivalidade? Era inevitável a comparação, como você respondeu a isso?
De forma alguma, pelo contrário, nós nos aproximamos por termos muito em comun.
 
Você acha que o Dourado é homofóbico? Em qual grau?
Não o conheço para dizer isso. Conheço o Dourado na casa e na casa ele sempre me respeitou.
 
Quem você quer que ganhe o BBB 10?
Cadu, pelas atitudes certas e doces que ele teve e tem na casa.
 
 
Para os fãs do Serginho, seu Twitter está bombando e é, assim como ele, um bafo só: www.twitter.com/orgastic_desire

Categoria: 




Comentar

Conteúdo relacionado