Sobre as pretensões que eu nunca tive

Nunca briguei e nunca tive a pretensão de ser do babado. Talvez ser do babado no sentido de entrar na boate e parar tudo pela beleza, mas não de criar barraco. Não acho que tenha criado barraco, nunca.

Bebado batedor de cabelo, talvez. Barraqueiro, nunca. Meu pé pode estar calejado, mas nunca desço do salto. Digo isso porque hoje, aliás alguns minutos atrás, estava na boate, dançando livre, leve e solto com meu “amigo/conhecido” Kymo, uma bicha modelo/drag queen de Trinidad & Tobago quando, do nada, e eu juro, DO NADA, ele arruma uma briga com o grupo de heteros/gays enrustidos/bêbados (leia-se as barras como slash, é mais divertido). Eu juro que me coloquei no meio para tentar evitar, mas nunca que vou dar minha cara a tapa pra briga dos outros. Eu nunca briguei, não vou me sujar pelos outros.

Pode me chamar de bundão, cuzão, o que for. Sinceramente, o que alguém pode sair ganhando numa briga de bar? Má fama, nada mais, nada menos. Ainda mais em boate gay. Não quero soar “gayzista”, mas quem briga em bar ou é hetero ou é lésbica... Ou bicha-pão-com-ovo. Gente, todo mundo está lá para se divertir. O povo bebe, fuma e se droga mas, no fim, só quer se divertir. Eu trabalhei a semana inteira, ainda vou trabalhar domingo, amanhã (sábado) é meu dia de folga e eu queria aproveitar a noite, daí chega uma bichinha uó e estraga a minha noite? Sinceramente? Poxa! VAI SE FODER!

Fica em casa, sei lá, vai dar o cu, mas não vem estragar a minha noite. E se você é barraqueira, e eu sei que no Brasil e em qualquer lugar do mundo, sempre tem as metidas a travesti de BR que juram que guardam gilette na boca e curte arrumar confusão, sinceramente? Se mata, bunita. Você não tá com nada e é UÖ, uó uó uó arrumar briga em boate.

Fora que, já repararam que elas nunca arrumam briga quando estão sozinhas, tem que estragar a noite das amigas que foram lá pra se divertir. Quer brigar? Vai bater em skinhead, isso eu apóio!

Beijos&MeEvita!




Comentar

Conteúdo relacionado