Tudo sobre o XXII Crystal Fashion

Dia 6
Todo mundo deu uma passadinha no último dia de Crystal Fashion. O desfile do dândi Mário Queiroz causou estresse nos bastidores mas deu tudo certo. A exigência do estilista com seu desfile expressam a paixão de quem faz moda e busca a perfeição. Do lado de fora, após o desfile da Gazetinha, que abriu a noite, mais estresse para os seguranças, que precisavam conter as fãs dos jovens Tiago Iork, cantor, e Thiago Banik, colírio da Capricho e ator. A presença de estrelas da versão brasileira do filme High School Musical da Disney e a surpresa da chega dos ex-BBBs Max e Flávio criaram mais tumulto ainda. Resumindo, a última noite fechou o evento com chave de ouro e mostrou que após 22 edições, não há evento de moda como o Crystal Fashion.

A próxima edição primavera-verão já tem data definida, será entre os dias 18 e 23 de outubro deste ano.

Gazetinha
Apresentaram suas coleções, a convite do suplemento jovem do jornal Gazeta do Povo, as marcas Lady Louca e Viu? ao som do cantor Tiago Iorc. Os jovens estilistas curitibanos fizeram um show animado movido a gritos histéricos da platéia, sobretudo feminina. O livro “O Pequeno Príncipe” foi a inspiração da marca Viu? que apresentou camisetas inspiradas no best seller para eles e para elas a coleção trouxe mini vestidos, shorts e camisetas com inspiração nas estrelas, rosa, no solitário asteróide B 612. Já a grife Lady Louca, se inspirou no hit Lucy in The Sky With Diamonds do The Beatles, e trouxe uma coleção com jaquetas, macacões, vestidos, tops, com modelagem e tiradas criativas interessantes. O jeans esteve presente nos dois desfiles, um marcado pelo tema singelo e abordagem casual, o outro com sofisticação e referência no clássico.

Mario Queiroz para Mister Jeans
O desfile de Mario Queiroz fechou a 22ª. Edição do Crystal Fashion em grande estilo. A coleção inspirada na diversidade de Londres trouxe o punk e o colorido para as passarelas do evento. Foi o único desfile exclusivamente masculino desta edição e apresentou peças de alfaiataria para homens, ladeadas de lã e estampas que remetem à capital inglesa. Matelassê, terno de dois botões, chapéus da polícia, coletes, cardigans, veludo, xadrezes e claro, muito jeans. Vermelho, amarelo, azul e o preto deram o tom alegre do desfile que levou ainda peças em risca, listras e a bandeira inglesa em um clima urbano e alternativo.

Dia 5
A expectativa criada sobre a nova colação do estilista Alexandre Herchcovitch foi justificada, a marca fez um desfile de cair o queixo, com um vestido que de 30 mil reais na passarela! Recobrada a consciência, o público assistiu a um desfile da marca fitness da marca Track & Field que teve um final engraçado. Após as luzes se apagarem, eis que surge a atriz Letícia Sabatella, para fazer sua participação na campanha do Hospital Pequeno Príncipe, que sempre leva celebridades ao evento e faz seu marketing social.

Alexandre Herchcovitch
Um desfile claramente feito para o mercado externo, com coleções masculina e feminina apresentadas separadamente. Para elas, o estilista usa como inspiração a obra do diretor russo Sergei Paradjanov, que traz a influência do folclore da Geórgia e da Armênia. Plissados, babados, cristais Swarovski, com técnicas e cortes variados, explorando o talento sem fim do estilista que abusou de correntes douradas, pedraria bordada à mão, estampas étnicas, zípers e metais. Vinho, cinza concreto, vermelho e preto para elas. Já os meninos contam com uma coleção inspirada no filme “O Sétimo Selo”, do diretor sueco Ingmar Bergman. Com muito xadrez (referência ao jogo de vida ou morte no filme), tecidos metalizados e até dourado. Tudo em um clima sombrio que mistura gente comum, cruzadas e o apocalipse.

Track&Field

A aposta da marca para a coleção apelidada de Golden Collection é a sofisticação, com peças aveludadas e muitos tecidos inteligentes e modernos. Camisetas, tops, calças e agasalhos com cores vibrantes. Branco, diversos tons de cinza, rosa, o bordô e o vinho se mostram marcante na coleção. O algodão gelado Pima, do Peru, é utilizado em algumas peças e sobressai o aspecto de confortável de algumas peças.  Acessórios para todas as horas e shorts de corrida foram alguns destaques da marca que trouxe ainda estampas discretas de esportes de inverno.

Dia 4
Movimentação intensa pelos corredores. Descobrimos onde estão as melhores comidas: no lounge da revista Voi (tem buffet e tudo) e no Ruy Barrozo (comida mexicana foi só no primeiro dia, depois mudou o cardápio). Engraçado foi a amiga barrada no Lounge da Voi depois que ouviram ela falando que “ia encher o bucho”. Deveriam ter levado como elogio já que a dieta do evento está forte. O desfile da Triton levou muita gente legal mas que infelizmente saiu sem entender muito a proposta. Homenagens e muita confusão nas cadeiras numeradas. O bafo continua forte. Não adianta, o Crystal é imperdível. Tem figuras que a gente só encontra por lá. Sentou do lado da gente uma tia “comentadora” de desfiles, sim, na primeira fila, nas cadeiras de imprensa. Ela dizia o que achava de cada roupa e julgava o caráter dos modelos (esse é profissional). Quando ela falou esse é gayzinho... quase que ela voou no meio da passarela. No stress! No food! E viva o espumante (ou vinho gasoso). Aliás o Glamurama ta perdendo em glamour. O difícil é escolher o mais glamoroso. A gente vota no Ruy Barrozo, que está clean e tem uns bofes escândalo servindo o AG1 (agêhum, gíria gay para comida).

Cori
O inverno da Cori acertou em cheio. Peças simples, bem acabadas, que podem ser recombinadas, com silhueta diferenciada, fofinha, que muito lembra o design japonês dos anos 80 (leia-se Yamamoto e Miyake). Mas a inspiração foi no trabalho de Edith Head, figurinista de cinema norte-americana da década de 60. Casacos de alfaiataria e vestidos mais soltos; calças e macacões justos; muitas figuras geométricas. Preto, tons neutros, azul e roxo. Texturas, relevos e aplicação de recortes, lã, couro, e couro ecológico. Estampas de animais estilizadas e tecidos exclusivos fazem parte da coleção que surpreendeu por sua consistência e profundidade. A marca aposta pesado em conceito e personalidade e merece todo o crédito.
 
Triton
A simpatia do ator global Gustavo Leão foi o ponto máximo do desfile que ficou marcado por uma mistura excessiva. Peças de show apresentadas no SPFW e outras mais comerciais, misturadas em modelos e clientes, estilos diferentes e peças berrantes. Com estampas da artista plástica e vocalista do Cansei de Ser Sexy, Lovefoxxx, de cogumelos, corujas e teias de aranha, a marca apresentou tecidos marmorizados, e muita tecnologia. As malhas e moletons com brilho furta-cor, apliques de letras peletizadas, diversos temas de estampas e texturas. Apliques, adesivos fluorescentes e pastilhas metálicas completam a diversidade da coleção. Jeans escuros e peças estruturadas da coleção merecem destaque. Talvez muito colorido para um show, que já foi eclético com a presença das convidadas.

Dia 3
O terceiro dia do evento foi de longe o que trouxe gente mais bonita que ferveram nos lounges do tradicional evento de moda do Shopping Crystal Plaza. Muitos para assistirem ao desfile com a Princesa Paola, garota-propaganda da última campanha da revista Caras, outros para conferirem a estreante e jovem Território, que fez um desfile diferente. Teve a presença também neste dia a Drag Queen Wan Grega . O evento mostrou finalmente todo o seu poder, reunindo muita gente chique e bonita nesta quarta-feira. Destaque para algumas ações de empresas no evento: a Delatia, que presenteou jornalistas com bolsas maravilhosas; a academia Hype que está dando uma semana de experimentação; e a Jasmine, de produtos naturais, que está divulgando entre outros a ração humana da marca, nova coqueluche dos naturebas.

Saad
Luxo sem complicação, esta foi a proposta da marca Saad, que trouxe como tema a realeza para o XXII Crystal fashion nesta quarta-feira. Desfilando, a modelo tupiniquim, a realeza Princesa Paola, descendente da Princesa Isabel. Transparências, pelos, couro e tecidos historicamente relacionados à nobreza como o seda, xantungue, georgette, organza e cetim. Mangas volumosas, corseletes, babados e acessórios maravilhosos. As cores vão do nude, pérola, argila e rosa claro, passando pelo café, vinho, cinza e grafite e pelo hit da estação, o marinho. As cores rubi e esmeralda emprestam calor à coleção que foi apresentada de forma lúdica, com elementos que direcionavam para os contos de fadas e os sonhos.

Território
A estreante loja multimarcas de roupas de aventura trouxe para a passarela o modelo Caco Ricci e muitas roupas quentes. Com cores berrantes em contrastes com tons sólidos, as peças utilitárias foram apresentadas com um vídeo de esportes de inverno. Jaquetas estufadas e impermeáveis, botas, e calças em microfibra ou nylon, com cores fluorescentes, pelúcia e muitos acessórios. Na segunda parte do desfile, a loja mostrou roupas de passeio urbano, com jeans e peças de uso diário, mesclando o uso com peças utilitárias, provando que não é só para neve que serve uma boa jaqueta, ainda mais no clima frio curitibano. Ricci arrancou suspiros da platéia, que estão raros nesta edição de inverno já que a maioria das roupas esconde o corpo dos modelos.


Dia 2
O segundo dia de Crystal Fashion foi de muvuca, pelo menos do lado de fora, onde as pessoas que esperavam pelos desfiles da noite formaram grandes filas. O clima estava mais despojado para os desfiles que surpreenderam. TNG e Cavalera mostraram porque são duas marcas jovens que despontam no mercado. A quarta-feira promete agitar mais ainda, com a presença da princesa Paola, do global Gustavo Leão e do modelo Caco Ricci. O lounge do jornalista Ruy Barrozo traz comidinhas mexicanas e o lounge principal apostou nas crostatas e molhos.Um estúdio de tatuagem montando no evento faz desenhos lindos nos VIPS. Apesar do motor, as tatuagens, tema desta edição, não são definitivas.

TNG
Com participação do ator Sergio Marona e inspiração no Canadá e Alaska, a marca trouxe muitas pelúcias, capuzes, estampas e acessórios étnicos. Roupas utilitárias e confortáveis, com padronagens pequenas ou grandes, em referência às tribos do extremo Norte do continente. Lãs, nylons, sedas, tela de algodão, couro e jeans bruto, em cores mais escuras e algumas peças mais quentes iluminando a passarela. Maxicamisetas para os meninos, muito xadrez na coleção, que traz ainda peças de alfaiataria e shortinhos para elas que ganham ainda um cinto de ajuste na altura da cintura. Muito branco e café. Cintos, óculos, bolsas enormes e sapatos assinados por Fernando Pires.

Cavalera
A marca aposta no rock em sua nova coleção que tem espírito jovem e livre como uma águia, que aparece em boa parte das peças. Pink, verde-floresta e oceano contrastam com o jeans sujo (resinado) e calças skin pretas. Xadrez multicoloridos, camisetas em preto e branco, outras com a bandeira inglesa, couro, Beatles, tudo misturado mas sem desafinar, como um rock original. Índigo, malha, sarja, lã, seda e renda completam a mistura. Destaque para uma regata masculina com aplicação brilhante que foi apresentada sobre uma camisa.



Dia 1

A semana começou animada com a 23ª edição do Crystal Fashion, no Shopping Crystal Plaza, em Curitiba. A maior semana de moda de varejo do Sul do país teve na primeira noite celebridades e socialites cruzando os corredores do evento. Destaque para Fernanda Richa, esposa do ex-prefeito de Curitiba Beto Richa, que concorre para Governador nas próximas eleições. A vereadora Renata Bueno também deu ar de sua graça. Ambas simpaticíssimas e finas. Na passarela, as marcas Mixed e Bob Store desfilaram suas apostas para o outono/inverno 2010. Os lounges estavam animados mas este ano um pouco sem glamour, ainda.

Mixed
A marca abriu a noite trazendo uma coleção inspirada na dinastia Romanov, da Rússia. A modelo Letícia Birkheuer fez as honras de Anastásia em um desfile com ar romântico e muito noite. Vestidos curtos, sobreposições, couro, veludo, renda, seda, meia-calças trabalhadas, estampas de arabescos e peles, peças estruturadas pero no mucho. Preto, azul, dourado, tecidos metalizados fizeram contraste com o couro e peças bufantes. São muitas as apostas da marca que brincou com um mix de tendências mas não explorou o inverno russo e sim o brasileiro, faltando peças mais pesadas.

Bobstore
A modelo carioca Daniella Sarahyba foi a atração do desfile de roupas da marca que prestigiou mais uma vez os anos 80 e 90, com um clima de rock and roll e pop na passarela. Leggings, blazers, jaquetas, couro, paetês, metais, peles e estolas e muitas botas e maxi bolsas na coleção que na maioria do tempo deixou o ar inocente feminino em segundo plano e apostou na mulher com atitude. Shortinhos, saias, calças curtas e mais botas. Lã, tweed, e outros tecidos quentinhos foram muito bem apresentados explorando os tons café, bordô, nude e o off white. O preto combinado com amarelo, roxo, pink, laranja e azul completavam referência ao Studio 54, boate lendária de NYC em que a coleção se inspirou. Acessórios um pouco em excesso em algumas peças, ofuscaram as criações.

Fotos dos desfiles: Ricardo Pacak

Categoria: 




Comentários

Ela ´não é princesa patavina. Aqui é uma república e não uma monarquia; ela é apenas descendente do ex-imperador. Além disto, na monarquia brasileira, eram príncipes os filhos e os netos do imperador e não os seus tetranetos, como é o caso. Esta coisa de princesa é pura futilidade, além de ser falso como título, que não existe em uma república.

Se corta invejosa!!!!! se ela é descendente de rei , ela é princesa sim..não é porque esse pais agora é uma republica que ela perde o titulo...e futilidade é pra quem pode linda.. não pra quem quer...

Ela ´não é princesa patavina. Aqui é uma república e não uma monarquia; ela é apenas descendente do ex-imperador. Além disto, na monarquia brasileira, eram príncipes os filhos e os netos do imperador e não os seus tetranetos, como é o caso. Esta coisa de princesa é pura futilidade, além de ser falso como título, que não existe em uma república.

Se corta invejosa!!!!! se ela é descendente de rei , ela é princesa sim..não é porque esse pais agora é uma republica que ela perde o titulo...e futilidade é pra quem pode linda.. não pra quem quer...

Comentar

Conteúdo relacionado