Babados da Semana

Zac Afron e Taylor Lautner como casal na versão gay de Grease
Os dois atores que mais têm arrancado gritos dos expectadores teens nas telonas podem protagonizar um casal gay. Zac Afron, de High School Music, e Taylor Lautner, de Crepúsculo, são os nomes mais cotados pelo diretor Randal Kleiser a estrelarem o papel do remake “Grease – No tempo das brilhantinas”, filme que projetou John Travolta.

Até o momento os atores não se pronunciaram a respeito de aceitarem fazer o papel, o que particularmente não creio que aconteça. Embora o diretor assegure que nos próximos anos muitos atores irão assumir sua homo ou bissexualidade devido ao público se importar menos com isso, sabemos que as grandes produtoras e seus patrocinadores se importam.

Candidata à presidência, Dilma Rousseff, se declara a favor da união gay
A candidata do PT à presidência pós-Lula, Dilma Rousseff, afirma ser a favor da união civil gay. Em entrevista concedida ao programa “Roda Viva” da rede Cultura, que vem entrevistando os presidenciáveis, a Dilma foi categórica ao dizer que "direitos civis básicos, direito à herança e a receber a aposentadoria do parceiro, são direitos civis e devem ser reconhecidos de forma civil”.
 
Em relação ao casamento religioso, Rousseff esquivou. “A questão do casamento é religiosa. Eu, como indivíduo, jamais me posicionaria sobre o que uma religião deve ou não fazer”, afirmou a candidata. Particularmente concordo, gays devem ter seus direitos civis garantidos. No entanto, em relação à religião, os dogmas é que devem prevalecer. Nada mais justo.

Argentina dividida
Quem está atento às noticias internacionais deve estar sabendo, nuestros hermanos argentinos estão em meio a uma “guerra” em relação à lei que regulariza a união civil entre pessoas do mesmo sexo.

De um lado estão as organizações sociais, estudantes, políticos de esquerda, sindicalistas e defensores dos direitos humanos que apoiam o projeto que será votado em julho. Do outro, estão os conservadores e religiosos que, além de serem contra, sugerem um plebiscito para que a população decida se deverá ou não ser aceito o casamento gay. Ainda que naquele país já existam três cidades que já realizam a união, como Buenos Aires.

Vale lembrar que não somente na Argentina o movimento está sendo feito, no Brasil, com menos expressão, existe também uma movimentação da classe artística em prol dos direitos dos homoafetivos. Ao lado, a apresentadora Astrid Fontenelle com a placa da campanha “Eu digo SIM”. Outros famosos como Cazé Peçanha e Regina Cazé fazem parte da iniciativa.

Declaração de Ganso gera polêmica
O jogador do Santos, Paulo Henrique Chagas de Lima, mais conhecido como Ganso, fez uma declaração recentemente que irá lhe render um pouco de dor de cabeça. O atleta teria dito ao jornal Estado de São Paulo que “graças a Deus", não existia homossexuais no time.

Com isso, o Fórum Paulista de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transgêneros encaminhou um ofício à direção do Santos para uma futura retratação. Na foto, Ganso (dir.) e seu amigo Neymar para a revista RG Vogue. O cachorro late, o gato mia e o ganso grasna...




Comentários

A Dilma esquivou-se e mostrou o seu despreparo e a sua ignorância: o casamento não é apenas religioso; é civil, também. É assunto da igreja o casamento que cada uma celebra, como sacramento; é assunto do Estado o casamento civil. Ela não é a favor do casamento civil dos gueis; é a favor da manutenção da discriminação, o que mostra que, com todo o seu esquerdismo, ela ainda é conservadora, alinhada com as posições retrógradas da igreja. Ou ela não quer chocar os evangélicos, interessada nos votos deles.

Arthur, há um equívoco em sua colocação: O Estado é laico, casamento NÃO é religioso e civil ao mesmo tempo. Se fosse assim, quem se casasse apenas no civil e não não religioso não consumaria csasamento própriamente dito, assim como aqueles que casassem somente no religioso, e não no civil, estaria também em semlhante situação. Vale lembrar que é assegurado aos casais, homo ou hetero, que tenha relação estável, independendo da sua condição de casado legalmente ou não, direitos como seguros de carros conjuntos, contas conjuntas, etc. Isso pode não ser muito, mas já é alguma coisa. Não votarei na Dilma, mesmo porque o casamento homossexual não é algo que dependa somente dela, e sim de aprovação no congresso e no senado. Além do que regulamentação jurídica, que provavelmente, depois de aprovada, levaria pelo menos uns 3 anos para que pudecemos usofruir dos benefícios da lei plenamente. Por isso Votem Conscientemente!

ph ganso te amo de mais mais do q td !!!vc é meu jogador meu td favorito!!!!enquanto a isso só pode ser coisa da imprensa com certeza só fizeram isso porque vc é lindo td de bom!!!! te amo gato!

nunca se sabe ha ou nao ha homossexuais no time do santos. agora ele e o Neymar que eu saiba eles sao so grandes amigos. nao tem nada a ver tudo isso.

Comentar

Conteúdo relacionado