Sobre o ultraje que é a indústria musical contemporânea u Sobre a minha relação de amor e ódio com samplers

Alguém leve a Ke$ha, por favor. Aproveita e pega junto o Will.I.Am e toda essa cambada que se dizem cantores, produtores... enroladores! Gozar com o pau dos outros é mais fácil, já diria meu amigo Tabyon. Gente, porra, quem no Brasil não ficou puto quando ouviu On The Floor da Jennifer Lopez?

PUTA MERDA! E eu quero me corta ao quadrado em cubos quando ouço G6 do Far East Movement. Primeiro, NINGUÉM naquele grupo tem voz pra cantar, então eles usam voice coder até não poder mais. Segundo, criam uma letra idiota só porque sabem que vai pegar tipo chiclete mascado por três meses. Tipo aquela música Bass Down Low. Porra, super chiclete mas tem letra mais idiota?

Gente, foram-se os tempos em que artista eram realmente talentosos, hoje em dia é famoso quem tem bons contatos, não boa voz. Eu sempre conto pra todo mundo sobre como a Ke$ha suja ficou famosa: Um dia estava ela num bar, toda cagada, e um produtor viu ela e sabe-se lá porque, achou que ela star material , perguntou se ela gostaria de ser uma pop star e pronto. Quando foram ouvi-la cantar, odiaram sua voz, por isso que todas suas músicas são mais cantadas por um computador do que por ela.

Pense em um cantor como Fred Mercury, vocês acham que nos dias de hoje vai surgir outro? Poizézamigas... não vai... porque mesmo que apareça, será soterrado com essa cambada de medíocres que pretendem ser artistas. Sei que estou soando como um velho ranzinza reclamando dá geração atual... e quer saber, é isso mesmo que estou fazendo!

Como que alguém pode ouvir uma bandinha de merda chamada Restart que diz que é melhor que os Beatles?! AHHHHHH! Ai gente, mas adoro bater cabelo ouvindo Katy Perry... “Um dia todo sampler será perdoado” - Las Bibas From Viszvaya




Comentar

Conteúdo relacionado