Silicone masculino no tórax e nos glúteos ganha adeptos no Brasil

A cada ano, 1.800 homens aderem ao silicone no Brasil segundo pesquisa do Ibope divulgada em 2010, realizada com os membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Tórax, Queixo, Glúteo e Panturrilha são as regiões mais turbinadas, indicando que os homens aderem aos implantes para ganhar visual mais sarado ou volume.

O procedimento ainda é caro mas poupa horas de academia. A busca pelo corpo perfeito e da vaidade masculina são visíveis, principalmente no meio gay, mas a operação também tem resultados diretos na auto estima, independente da sexualidade do paciente. O paulista Alexandre M., 30 anos, fez a cirurgia no começo deste ano e aprovou o resultado. Cansado de malhar e não ver resultado na região torácica, o rapaz pesquisou sobre o assunto e não teve dúvidas de que a melhor opção seria implantar as próteses de silicone no peito. “A cirurgia foi bem tranquila e achei o resultado excelente, totalmente natural. As cicatrizes ficam nas axilas, não dá nem pra ver”, contou o DJ.

“O silicone é capaz de garantir um corpo malhado que não se obtém na academia, mesmo que a pessoa vá todos os dias e fique lá horas e horas. O resultado é sempre muito satisfatório e natural”, comenta o cirurgião plástico Luiz Haroldo Pereira, do Rio de Janeiro, membro titular da SBCP.

A cirurgia para colocação da prótese no tórax funciona com uma pequena incisão na axila, onde o cirurgião cria um espaço para inserir o silicone abaixo do músculo peitoral, deixando o tórax com maior projeção. Enquanto a prótese feminina é arredondada e grossa, a masculina é retangular e fina. Há três tamanhos: P (190 ml), M (230 ml) e G (300 ml). O paciente pode voltar a malhar depois de 30 dias da cirurgia.

As pernas também podem ganhar novos contornos com a ajuda de próteses. As panturrilhas podem ficar torneadas, ajudando a dar simetria ao corpo. O volume da prótese deverá ter uma relação entre a altura, o peso e o desejo do paciente. Existem dois desenhos destas próteses: um deles, simétrico, tem 7 tamanhos. O outro, assimétrico, tem 3 tamanhos. Os mais utilizados são de 140 ml e 180 ml. Podem ainda ser utilizados implantes feitos sob medida. De acordo com a Silimed, maior fabricante de implantes de silicone da América Latina, a procura por próteses de panturrilha cresceu 20% de 2009 para 2010. Já a venda de implante peitoral masculino aumentou 17% no último ano. Os estados que mais utilizam essas próteses são São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Categoria: 




Comentar

Conteúdo relacionado