Cabeleireiro de 19 anos é sequestrado, violentado e agredido por três homens em Juiz de Fora

Um caso chocante e indiscutível de homofobia está chocando Juiz de Fora, considerada uma das maiores e mais tolerantes cidades de Minas Gerais, palco há mais de 30 anos do concurso Miss Gay e há 15 anos do JF Rainbow Fest, um festival gay que enche as ruas da cidade. Um rapaz de 19 anos de idade, cabeleireiro, teria sido emboscado no Centro da cidade por um grupo que o levou até uma obra na Zona Norte e o violentou. Uma mulher solicitou ajuda ao rapaz que ao chegar em seu carro foi ameaçado por outros três homens e raptado. Levado a local ermo, o rapaz foi violentado por dois dos homens que ainda o espancaram e xingaram.

Deixado na construção, ele foi encontrado em uma estrada próxima, em estado de choque, desnudo. Quando a polícia chegou o rapaz estava apenas de cueca e camiseta. A sessão de tortura teria demorado mais de 3h. A vítima contou aos policiais que não conhecia os agressores e que a tal mulher teria fotografado todo o abuso. O rapaz teria recebido pauladas na cabeça e nos braços, e ficou com escoriações no rosto e braços. Um dos rapazes teria ejaculado em sua boca. O caso está sendo investigado pela 7ª Delegacia Distrital, pela delegada Mariana Veiga. O rapaz passara por corpo de delito e prestará depoimento. A polícia já trabalha na região em busca de pistas.

Categoria: 




Comentários

Isso somente prova o quanto a maldita ´´bissexualidade´´ estraga VIDAS! TANTO DE HETEROSSEXUAIS QUANTO DE HOMOSSEXUAIS! Este assassino NUNCA foi heterossexual, mas apenas um derrotado, que se rendeu ao heterossexismo, vendeu a própria alma pra desgraçar a própria vida e a dos outros!!

Isso somente prova o quanto a maldita ´´bissexualidade´´ estraga VIDAS! TANTO DE HETEROSSEXUAIS QUANTO DE HOMOSSEXUAIS! Este assassino NUNCA foi heterossexual, mas apenas um derrotado, que se rendeu ao heterossexismo, vendeu a própria alma pra desgraçar a própria vida e a dos outros!!

Comentar

Conteúdo relacionado