Para leitor, Valente é o filme gay do ano!

Por Jefferson Michels

Hoje (24.07.12), fui ao cinema, algo que não acontecia há um bom tempo. Sempre penso: “eu poderia baixar e assistir no conforto da minha casa..." mas hoje era diferente. Foi a família inteira, culpa da minha irmãzinha ( de 8 anos) que estava louca para assistir ao novo filme da Disney Pixar: “ VALENTE”. Pois bem, vamos falar sobre o filme.

Somos levados a uma Escócia de tempos medievais, quando a magia ainda estava presente na vida dos personagens. O filme tem as "coisas" de um filme medieval: reinos, castelos, batalhas e uniões arranjadas (olha, minha vó teve uma união assim, então não mudou tanto). A personagem principal da história é princesa Merida, uma menina linda de cabelos crespos ruivos divinos, mas que não tem modos de uma princesa. Na verdade, ela age “como se menino fosse”.

Sobre minha ótica, não estou dizendo que o filme afirma isso. Merida é mais uma entre milhões de meninas no mundo que gosta de outras meninas (ela é como eu, só que ao contrário). A cena que deixa isso bem claro é quando ela pede sua própria mão em casamento para tentar fugir do seu "destino de princesa".

Não vou contar o filme, mas fiquei emocionado (confesso que caíram algumas lágrimas) pela mensagem que Valente passa: que devemos ser quem somos e assim moldarmos nosso destino. Por fim, gostaria de expressar meu agradecimento aos produtores. Pode ser algo simples, mas o filme começa a quebrar algumas barreiras nas nossas crianças (na verdade elas não têm preconceitos, mas a sociedade que implanta esse mal).

Posso estar totalmente louco em fazer essa associação, mas foi isso que senti quanto estava sentado em minha poltrona comendo pipoca. E já considero o Filme Gay do ano.

Assista o trailer de Valente e comente o filme:


 


 




Comentários

Não tive a chance de assistir

Não tive a chance de assistir o filme ainda,mas pelo seu breve pensamento destacando-o,deve ser "o melhor do ano mesmo" e como sou apaixonada por cinema seria muito trágico não assisti-lo,principalmente por que me identifiquei com o que o filme lhe transmitiu.

Então, fui assistir o filme.

Então, fui assistir o filme. Tem sim um grito de liberdade, que pode ser interpretado, assim como em XMen, por gays, como uma mensagem de apoio. Que bom, pois na ausência de filmes gays, temos que nos contentar com mensagens não existentes mas que de alguma forma nos tocam. Fiquei sensibilizado com o texto do leitor, que é adolescente e quis dividir esse momento conosco. Parabéns!!!

Eu sou um amante da "sétima

Eu sou um amante da "sétima arte". E tenho um enorme acervo de filmes com temática gay (pelas minhas contas só de filmes com essa temática já passou de 200. E o que me incomoda nos filmes com essa temática são os enredo fracos e as atuações sofríveis). Como disse no texto acima as associações que fiz podem estar completamente erradas, mas como sempre digo " a mensagem é diferente para cada pessoa" naquele momento em que fiz o texto aquelas eram meus sentimento e aspirações quem sabe se eu o tivesse feito hoje seria completamente diferente.

Assisti o filme e entendi que

Assisti o filme e entendi que devemos viver nossa liberdade e não o que a sociedade nos impõe. Ela no seu ofício de princesa, quebrou todas as regras, apesar de ter passado pago caro por isso, mas no final tudo se resolveu. Mas não vejo como um filme gay, pois o tema se torna tão genérico e cada telespectador interpretará de acordo com algum momento vivido.

ava, ela não pede a própria

ava, ela não pede a própria mão em casamento. Ela iria querer se casar com si mesma? Acho que vc não entendeu direito, a rainha Elinor fala que apenas os primogênitos de cada grande líder poderiam competir pela mão da Merida, ela fala que vai competir pela sua própria mão, pq não quer casar com nenhum daqueles la, ela ainda não encontrou seu amor verdadeiro! Ja que apenas os primogênitos podem competir ela pensa, se sou primogênita de um grande líder posso também competir! Na minha opinião ela é bem feminina so que não é cheia de frescurinhas, ela quer viver livre e não, definitivamente ela não é lésbica! Espero que tenha uma sequência onde ela conheça um cara pelo qual ela se apaixone, mas claro não deixando de lado a magia e sua bravura, talvez uma outra maldição! :) Acho que seria legal..

filme gay ou não isso é o que

filme gay ou não isso é o que menos importa, a mensagens do filme é bela, fala sobre relações familiares e adolecência e os seus conflitos Hoje temos que viver a libertade, nãomimporta que cor somos, roupa que usamos ... devemos sim é ter respeito pelo ser humano.

Comentar

Conteúdo relacionado