Feliciano cancela reunião que discutiria projeto de “cura gay” e lei contra heterofobia

Os apelos de Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), presidente da Câmara, foram ouvidos pelo deputado Marco Feliciano (PSC-SP) que adiou a reunião que discutiria nesta quarta-feira a suposta “cura gay” na Comissão de Direitoss Humanos e Minorias da Câmara (CDHM)  Segundo o site “Terra” também estava prevista a discussão do projeto que criminaliza a “heterofobia” - que propõe cadeia por até três anos para quem discriminar heterossexuais, de autoria do próprio Feliciano, presidente da CDHM. A assessoria do deputado informou apenas que a pauta foi transferida para o encontro da próxima quarta. 

A assessoria informou ainda que por conta dos protestos que o pastor vem enfrentando durantes as reuniões, haveria risco à integridade física dele e demais parlamentares presentes. O projeto de “cura gay” prevê a mudança de uma resolução no Conselho Federal de Psicologia e proíbe psicólogos de agirem de forma a tentar mudar a orientação sexual dos pacientes, considerando a homossexualidade como doença. o projeto sofre pressão da opinião pública e da cúpula do PSDB, partido do deputado goiano João Campos, que propôs o polêmico projeto.
 
Os dois projetos mostram como o deputado pastor Feliciano não tem maturidade para presidir a CDHM, colocando suas crenças a frente da missão do grupo. Um projeto contra a heterofobia é algo berrante, quando ele critica o projeto para criminalizar a homofobia, esta sim causa de mortes e segregação no país.

Foto: Carlos Terrana

 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado