Na luta pelos direitos e pela dignidade LGBT, tem PSOL!

A candidatura Leandro Dias (PSOL PR), é uma candidatura coletiva, de um partido que sempre teve na luta LGBT, desde sua fundação. Por isso, defende as pautas apresentadas pelo movimento LGBT, e pelo acúmulo que o setorial LGBT do partido tem.

Para nós do PSOL, a defesa dos direitos humanos e algo primordial. Hoje vemos que a política se tornou um grande negocio, onde se negociam ate os direitos básicos das pessoas LGBTs, das mulheres, dos negros e das negras, dos trabalhadores e das trabalhadoras, e da juventude.

Setores conservadores e fundamentalistas, tem bancadas nas câmaras legislativas estaduais, e no congresso nacional, fazendo assim pressão, para que não haja avanço algum nos direitos LGBTs.

Nós repudiamos isso, e mantemos nossa independência política desses grupos. 

Não podemos aceitar, nem a pressão desses grupos, nem a subserviência do governo a eles, que rifam direitos em troca da “governabilidade”.
Não podemos deixar que aconteça de novo o que aconteceu em 2012, quando para impedir a  abertura da CPI contra o ex-ministro Chefe da Casa Civil, Antônio Palocci, o governo vetou o “Kit anti-homofobia nas escolas”.

E não podemos deixar que isso aconteça de novo, porque o resultado esta aí, uma morte de pessoa LGBT a cada 28 horas, segundo números oficiais.

É preciso dizer não à troca de favores com os direitos LGBTS, e por isso apresentamos a candidatura da Luciana Genro para a presidência, que sempre se colocou favorável ao casamento civil igualitário e a aprovação da lei Joao Nery, que garante o direito do uso do nome social para pessoas Trans.

No Paraná, a questão não e muito diferente do resto do Brasil.

O Paraná é um dos estados onde mais se matam lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transsexuais. Muitos desses crimes passam impunes, e não existem políticas publicas de educação para o respeito e para a diversidade.

Por isso, defendemos a criação de um kit estadual contra a Homofobia, a bifobia, a lesbofobia e a transfobia para as escolas paranaenses, somente com uma educação libertária, baseada no respeito à diversidade e que derrotaremos a LGBTfobia.

E na pauta da saúde, as pessoas LGBTs mais uma vez não são levadas em conta, sendo que não há espaço algum especializado para as necessidades especificas da população LGBT.

Sendo assim, propomos a construção de ambulatórios de saúde e centros de atendimento às travestis e transexuais nas cidades do interior.
Na cultura, mais uma vez vemos que as especificidades da população LGBT são esquecidas, principalmente as demandas da Juventude LGBT que mora na periferia, e por isso queremos fomentar espaços públicos de convivência e cultura para a juventude LGBT da periferia.

O PSOL, pode sim se comprometer com as pessoas LGBTs, pois não temos rabo preso com os representantes do conservadorismo e do fundamentalismo e sempre defendemos o Estado realmente laico, por entender que essa pressão pela retirada de direitos LGBTs e extremamente anti-democrática, e traz consequências diretas nas vidas de milhares de pessoas.

E necessário prestar atenção, nos candidatos, nas coligações e nos aliados. Não existe voto individual pra deputado no Brasil. Seu voto vai para o partido/coligação e depois disso é que vai para o candidato. Os falsos políticos continuam a se eleger graças aos votos dos pequenos candidatos, que, mesmo que bem intencionados, se tornam laranjas daqueles mesmos de sempre. Dependendo da coligação em que o candidato está, votar em um candidato que defende a pauta LGBT pode estar elegendo um pastor/cristão fundamentalista. È preciso votar no projeto que esta pessoa representa.

O PSOL não coliga com quem ataca os direitos LGBTs, e na câmara dos deputados em Brasília, temos o Jean Wyllys, que tem uma militância na luta LGBT e pelos direitos humanos, sempre se colocando contra o ódio, o preconceito e a intolerância.

Faço um convite, para conhecer melhor o projeto que o PSOL representa, que visa uma sociedade baseada na igualdade, sem exploração ou opressão por conta de gênero, raça ou orientação sexual.


Leandro Dias (50.500) é candidato pelo PSOL no Paraná para deputado estadual.



Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado