Carta aos políticos honestos brasileiros e a quem interessar

Prezado candidato político honesto brasileiro, por favor, identifique-se, pois está difícil de te encontrar. Sabemos como é árduo e raro se eleger e defender os ideais democráticos em meio a tantos votos comprometidos contra o povo, mas fica aqui nosso voto de esperança. Se eleito, seja fiel aos seus eleitores, defenda as ideias que podem mudar o nosso país, e não os projetos daqueles patrocinadores de sua campanha, obviamente os nominados em suas prestações de contas, pois se você tem outros a quem deve se reportar, senão o povo, essa carta, obviamente, não é para você.
 
Prezados candidatos políticos honestos brasileiros, não votamos em partidos, não acreditamos mais na política como ela é conduzida, mesmo assim, votamos, não apenas porque somos obrigados, mas por termos a certeza que ainda podemos mudar o jogo, e precisamos de vocês. Lembre-se que o poder só faz sentido se utilizado para o bem de todos, e de nada serve para atender interesses pessoais, para permanecer em um cargo. Você não está sendo eleito para fazer amizades, mas para uma missão ingrata. Tente, não desanime, ser honesto pode parecer tolo em um ambiente corrompido mas contamos com o seu sacrifício. Se você não vê o cargo como um trabalho árduo e sacrificante, mas uma forma de ter um bom emprego e prestígio, esta carta também não é para você. Se você pretende empregar amigos, parentes ou pessoas que ajudaram na campanha, e já prometeu isso a elas, caso seja eleito, esta carta também não é para você.
 
Prezado candidato político honesto brasileiro, nós, o povo, estamos cansados. É preciso reinventar o Brasil, os partidos, os serviços, os impostos, os contratos, aplicar as tantas leis que existem e ser austero para ensinar às novas gerações muitos valores que não são pregados hoje. Você, caro candidato, precisa ser exemplo para o futuro e não mais uma cópia dos políticos que se multiplicaram e tomaram conta do nosso país, que usam da demagogia e da mídia para passar uma imagem que não nos convence, pois as palavras estão muito longe dos atos, não somos bobos, apenas não conseguimos identificar você. Se você pretende negociar sua atuação como forma de conseguir fazer ao menos um pouco, enquanto precisamos que faça muito, esta carta também não é para você.
 
Esta carta não é para você, candidato que representa um setor reacionário, que não quer a mudança, que representa os interesses de um clã familiar ou oligarquias. Não é para o candidato que bate no peito se orgulhando do que fez, se conformando frente ao tanto que deixou de ser feito. Esta carta não é destinada ao político que viu a injustiça ou a corrupção de perto e, mesmo que não tenha feito parte dela, se calou. Esta carta é um apelo em nome de pessoas que acreditam no Brasil, que temem pelo nosso futuro, que esperam com seus votos ocupar as vagas do Legislativo e do Executivo com pessoas capazes de se colocar no lugar dos outros. Políticos que entendam que pagamos nossos impostos para manter serviços públicos ineficientes, precários, e que estamos nas mãos de um sistema cruel que cada vez mais nos suga a dignidade e nos afasta dos direitos constitucionais garantidos pela nossa Carta Magna, fundadora da nossa nação.
 
Esta nossa carta é para os políticos que se arrepiam quando ouvem o hino nacional onde quer que estejam, que cantam forte à pátria amada sem medo de parecer exagerado, que ainda se lembram do juramento à bandeira que realizaram em suas infâncias. Que sentem dor quando veem o flagelo nas ruas e se chocam com a violência e mortes diárias às quais estamos sujeitos. Esta mensagem é destinada àqueles candidatos que sabem que estão concorrendo para fazer número de votos que beneficiará o político que seu partido espera que entre no jogo mas que podem ser eleitos ainda que por um milagre e então dizer não à velha política, podem tentar e contar com o nosso apoio. Se você não entendeu o que gritamos nas ruas em junho de 2013, esta carta também não é para você, mas quem sabe por meio dela você entenda a nossa indignação que não terminou, apenas cansamos de gritar no momento.
 
Esta carta é um lembrete aos políticos honestos brasileiros que ainda temos cidadãos honestos brasileiros que esperam que o Brasil seja de fato um país justo, que a corrupção em todos os níveis acabe, que a justiça social funcione, que o serviço público seja eficiente, que tenhamos o básico que nos é de Direito, a fim de que as instituições e você, político brasileiro, mereçam finalmente o nosso respeito. 
 
Ass:
Cidadãos Honestos Brasileiros

 
 

Tags: 




Comentários

Cara! Procuro há tempo e,

Cara! Procuro há tempo e, ainda não achei.Tenho 65 anos e não desisti de procurar.Politico só vai mudarquando mudarmos o legislativo. No dia em que os herdeiros,esposase agregados forem responsabilizados a devolver o total furtado ou desviado com a devida correção, a coisa muda. Ah!O ou a parlamentar "enriquece" com somente um mandato. Lembrem-se das "emendas parlamentares" Torço pela pátria.

Comentar

Conteúdo relacionado