Etiqueta sexual não é crime!

Sexo para mim já foi casual, mas é intimidade. É ótimo quando se ama, mas é bom sempre. 
 
Independentemente do que seja para você, em uma coisa é precisamos concordar: respeito ao parceiro é mais do que necessário, é afrodisíaco!
 
Escrevo isso porque, em tempos de libertação sexual via apps de relacionamentos e afins, parece que as pessoas perderam o rumo... 
 
Como a oferta é tamanha e as dificuldades são quase nulas, basta ter local, meio de transporte e disposição para que um encontro recheado de segundas intenções aconteça.
 
O problema está justamente na falta de educação, inclusive em encontros para sexo casual. 
 
Por exemplo, abaixar as calças e falar para um desconhecido algo como “você nunca tinha visto uma piroca dessa grossura, diz aí!” pode ser MUITO broxante para quem ouve, e até para quem diz, caso a resposta não seja o que se espera.
 
Mandar um “que boquete gostoso, você deve ter chupado vários para fazer bem assim!” não é elogio. É escroto. 
 
Soltar frases como “você é gostoso, mas ficaria muito mais gostoso se fosse cinco quilos mais magro”; “prefiro homens velhos como você, não tenho paciência para ensinar garotinhos” e perguntar de cinco em cinco minutos “você já gozou?” é pedir para o parceiro te bloquear na vida!
 
Se os exemplos já estavam ruins, o que dizer sobre mencionar o ex na hora H? E mesmo depois, em efeitos comparativos do tipo “só gozava assim com o meu ex!”. 
 
Até para a sinceridade existem regras de etiqueta. Se você acha super importante ser sincero, mesmo quando não te perguntaram nada, reveja seus conceitos. 
 
Ouvir “acha que eu tenho peito de gordo?” é tão broxante quanto “vem cá, me deixa mamar esses peitos de gordo obeso”. 
 
Tem dúvida do que dizer por que não ficaria ofendido em ouvir certas coisas? Pense o seguinte: se não tem intimidade com o boy, melhor pecar pelo silêncio do que pelo falatório inconsequente.
 
Além disso, vale lembrar que safadeza e “sincerocídio” são coisas totalmente diferentes. E mais, na hora da transa, a cama, a rua e nem a fazenda são lugares para compartilhar neuras, ego inflado ou falta de educação. 
 
Se você se achava muito sensual ao dizer coisas como as citadas aqui, repense e mude. Ainda dá tempo de usar a oferta de desconhecidos buscando sexo casual a seu favor! Boa sorte.

 
Leandro não sabe se prefere sexo, silêncio ou os dois juntos. Na dúvida, acha melhor ficar calado. 
 

 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado