Motivos para NÃO apoiar Bolsonaro

Vamos aos fatos: em 2016, Jair Bolsonaro completará 26 anos ininterruptos como deputado federal.  Até agora, um dos motivos de orgulho para ele na política foi sua atuação contra a aprovação do kit didático anti-homofobia que seria distribuído em seis mil escolas de Ensino Médio, há cinco anos.
 
Mas esse não é o único assunto polêmico que consta em sua biografia:
 
1. “Eu não corro esse risco, meus filhos foram muito bem educados.” (Dito para Preta Gil, sobre o que faria se seus filhos se relacionassem com uma mulher negra).
2. "Eu não entraria em um avião pilotado por um cotista nem aceitaria ser operado por um médico cotista." (Ao ser questionado sobre cotas raciais).
3. "Ter filho gay é falta de porrada". "O filho começa a ficar assim, meio gayzinho, leva um coro, e muda o comportamento dele."
4. “Não te estupro porque você não merece.” (Dito para a deputada federal Maria do Rosário).
5. “O erro da ditadura foi torturar e não matar.” (Em discussão com manifestantes);
6. "Perderam em 1964, perderam agora em 2016"... "Contra o comunismo, pela nossa liberdade, contra o Foro de São Paulo, pela memória do coronel Carlos Alberto Brilhante, o pavor de Dilma Rousseff, pelo exército de Caxias, pelas Forças Armadas, o meu voto é sim." (Durante o processo de abertura do Impeachment, em referência ao golpe militar de 64 e ao coronel conhecido por torturar Dilma Roussef).
 
A título de informação, um levantamento do projeto "Brasil: Nunca Mais" diz que 502 pessoas foram torturadas por ordem do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra. Além disso, o Dossiê Ditadura, da Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos, relaciona a este coronel 60 casos de mortes e desaparecimentos em São Paulo. 
 
Importante notar também que Bolsonaro preza, sobretudo, pelas Forças Armadas e pela família tradicional brasileira: neste caso, a constituída por um homem, uma mulher e filhos heterossexuais. É claramente a favor da tortura e, para ele, a solução contra o crime é armar a população e matar bandidos, não importando se alguns inocentes irão morrer no caminho. 
 
Portanto, não é tranquilo nem favorável apoiar um político cujas atitudes são claramente discriminatórias, incitam o ódio e a violência verbal e física, principalmente contra gays, negros, mulheres etc...
 
Ainda mais se levarmos em conta que quando um deputado assume seu posto, faz o seguinte juramento: "Prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro e sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil”. 
 
O Bolsonaro não promove o bem geral e a integridade do povo brasileiro com sua postura no exercício de seu cargo público. Cargo este pelo qual recebe salário mais benefícios de até R$ 168,6 mil por mês, pago por TODOS nós.
 
Então, concordar com ele, mesmo que parcialmente, e inclusive curtir a página deste deputado no Facebook, ou em outra rede social, é assumir que se aceita o combo Bolsonaro como um todo. 

É jornalista ou apenas curioso e curte a página dele para buscar pautas e até mesmo denunciar o que ele posta/diz? Então, que tal dar deslike na página e criar uma lista para segui-lo sem denotar que o apoia? (Clique aqui)

Porque, sendo muito sincero, apoiar Jair Bolsonaro, mesmo que no Facebook, é apoiar o desrespeito ao ser humano. É dizer que os fins justificam os meios. E, se para você, isso de verificar quem dos seus amigos está entre os 2.7 milhões de seguidores deste deputado nas redes sociais e excluí-los da sua vida é algo absurdo e extremista, mais uma informação para que repense seu posicionamento:
 
Jair Bolsonaro é, segundo pesquisa mais recente do Datafolha, o candidato preferido à presidência da República da parcela mais rica do país – os 5% com renda mensal superior a 10 salários mínimos.
 
Então, não é só pela opção curtir no Facebook, é pelo todo. É um posicionamento contra os que acham que o fato de um deputado fazer o trabalho para o qual é muito bem pago justifica todas as atrocidades que ele profere quando abre a boca. 
 
É porque estão chamando de “mito” e querendo alguém na presidência que defende que a raça branca é melhor do que a maior parte dos brasileiros que não se encaixam nesse perfil.  
 
Denota também que os algozes da ditadura estavam certos ao torturar, matar e sumir com os corpos de quem pensava diferente dos militares no poder. 
 
É simplesmente inadmissível torturar, matar, incitar o ódio e a discórdia, ser racista e preconceituoso e/ou compactuar com ações assim. Nenhuma delas é digna de apoio ou aplauso. 
 
As maiores atrocidades na história humana aconteceram porque cidadãos comuns tentaram justificar atos inadmissíveis para permanecer com a consciência tranquila ao apoiar pessoas do mesmo nível de Bolsonaro.
 
As características negativas dele NÃO devem ser desconsideradas, pois NÃO se trata de um político incompreendido e injustiçado. O que ele defende está claro, transparente e é muito fácil de enxergar em todo e qualquer pronunciamento feito. 
 
Se você, assim como eu, não quer Jair Bolsonaro no Congresso pelo 27º ano ininterrupto, para começar, assine esta petição aqui, da Avaaz.

 
 
 

Tags: 




Comentários

Opinião quando ofende a

Opinião quando ofende a capacidade do outro de ir e vir, fazer o que quiser com seu corpo, com sua orientação sexual não é opinião. Opinião é eu gostar de chocolate e você de morango. Uma pessoa que utiliza o argumento de "é minha opinião" para atacar o outro precisa de no mínimo um pouco de estudo e acima de tudo respeito.

Eu fico apavorada de vera

Eu fico apavorada de vera quantidade de gente ignorante, que é cega de amor por esse lixo, que tem como melhor argumento "pelo menos ele não é corrupto". Abram seus olhos, Bolsonaro é um " ser humano " nojento, aquela imitação de homem tem que ser detida. Fico de boca aberta vendo comentário dizendo que ele está fazendo um bom trabalho, que o mal é necessário pro bem maior, QUE ELE APENAS SE DEFENDIA QUANDO DISSE QUE SÓ NAO ESTUPRAVA POIS A MARIA NÃO MERECIA. Gente, isso não é piada, não é zueira, não é trivial, não é supérfluo; pelo amor de deus, vamos deixae o orgulho e o muro que criaram de lado dois minutos e ver o real Jair Bolsonaro que vocês insistem em chamar de Mito.

Comentar

Conteúdo relacionado