Campanha Voto contra a LGBTfobia pede adesão de candidatos a vereadores e prefeitos

O Grupo Dignidade lançou a campanha ”Voto contra a LGBTfobia, defendendo a cidadania”, onde a proposta é garantir que candidatos à vereadores e prefeitos assinem um termo de compromisso se responsabilizando em atuar em prol da cidadania plena de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis. Junto ao termo, os candidatos recebem uma carta com propostas para a promoção da cidadania da comunidade.
 
Na Câmara Municipal, os objetivos são unir esforços para promover Frentes Parlamentares, com a pela Cidadania LGBT, a de HIV/Aids, além das de Políticas Sociais e Direitos Humanos. Outros focos importantes dizem respeito ao combate da LGBTfobia dentro das instituições públicas, através da utilização oficial do nome social de travestis e transexuais em todos os órgãos de administração pública em nível municipal. Outro ponto levantado é a necessidade de um projeto de lei que penalize e proíba a discriminação contra orientação sexual por agentes públicos ou privados.
 
Há ainda um apelo pela defesa do Estado Laico e do cumprimento de políticas públicas que defendam uma educação pública de qualidade e pautada no respeito à diversidade. 
 
Já as propostas para a Prefeitura são mais abrangentes, mas de importância igual. A primeira reivindicação é um Plano de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT que respeite as decisões das Conferências Municipais e Regionais de 2015. O ponto alto é a criação da Coordenadoria Municipal da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT, que estaria dentro do Executivo e teria orçamento próprio. Ou seja, a principal luta é em destinar verbas para a execução de projetos que promovam a cidadania LGBT. Outro carro chefe é a aprovação de leis que combatam a LGBTfobia, além de promover igualdade e justiça.
 
Por um Brasil igualitário, justo, laico, solidário e sem discriminação e violência.
 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado