Rapazes de programa: qual o preço do seu sexo?

Se você imaginou que esse artigo fosse meter o pau nos homens que vendem o corpo por dinheiro - se deu mal. A intenção aqui é justamente o oposto: confrontar as nossas atitudes para entendermos, de uma vez por todas, que somos todos farinha do mesmo saco.
 
Meio mundo levanta a bandeira de que jamais faria sexo por dinheiro, por interesse; batem na tecla de que o corpo físico é o seu bem mais precioso... ‘Eu? Imagina, sou uma pessoa íntegra, preferiria morrer’.  Já podemos encomendar os caixões. Abaixo segue uma listinha bem ácida de situações em que todos nós vendemos o corpo, a alma, a mãe, a integridade, a vergonha na cara e até o que não temos.  Os exemplos são muitos e se empilham:
 
1- Tem gente que troca sexo para passar um final de semana num apartamento na Zona Sul do Rio; R$100,00
 
2- Tem gente que troca sexo por autoestima, só para ter o prazer de falar para as “amigas” que pegou o cara mais gato da academia, mas omite o fato de que a química passou longe; R$200,00
 
3- Tem gente que troca sexo por colocação (isso inclui álcool, cachimbo da paz, balas, doces, praticamente o kit São Cosme e Damião); R$100,00
 
4- Tem gente que troca sexo por segurança, fazendo o que tiver que ser feito para manter a relação, acreditando que a cama pode ser o suficiente; R$200,00
 
5- Tem gente que troca sexo por uma viagem, que pode ser para um vilarejo sem graça, ou até uma temporada na Europa; R$100,00
 
6- Tem gente que troca sexo pela juventude, desfilando com um garotão para se sentir mais novo esperando ter de volta o brilho dos olhos que ficou perdido em algum lugar do passado; R$200,00
 
7- Tem gente que troca sexo por uma ponte aérea para bater cartão numa festa badalada e poder se drogar até quase morrer; R$100,00
 
8- Tem gente que troca sexo por ilusão: ‘Nossa, o beijo dele é diferente. Tenho certeza de que vai rolar algo mais sério, ele só não atende minhas ligações porque anda muito preocupado com o trabalho’; R$200,00
 
9- Tem gente que troca sexo por um abadá de carnaval; R$100,00
 
10- Tem gente que troca sexo por companhia, para ter com quem conversar, porque são pessoas difíceis de conviver e que não conseguem construir amizades sólidas. E então, acabam utilizando os lençóis como mesa de bar; R$200,00
 
11- Tem gente que troca sexo por emprego, para manter a sua posição, ou subir um degrau na escadinha hierárquica (essa é clássica); R$100,00
 
12- Tem gente que troca sexo por autoafirmação, vivendo a vida sem aceitar que o tempo vai deformar o corpo; R$200,00
 
13- Tem gente que troca sexo por fogos de artifício, só para ter onde cair no Réveillon; R$100,00
 
14- Tem gente que troca sexo por vingança; R$200,00
 
15- Tem gente que troca sexo por beleza, acreditando que estar ao lado de um rapaz bonito vai deixá-lo, automaticamente, mais notável; R$100,00
 
16- Tem gente que troca sexo pelo vazio; R$200,00
 
17- Tem gente que troca sexo por ambição, fazendo joguinhos emocionais e manipulando o cônjuge para ganhar presentinhos como carros, apartamentos, e por aí vai...; R$100,00
 
18- Tem gente que troca sexo por vaidade, para satisfazer o ego, alimentar a fantasia de ser o suprassumo da beleza, o irresistível. (Na maioria das vezes fazem um sexo meia boca, é tiro e queda: transam com eles mesmos); R$200,00
 
19- Tem gente que troca sexo para andar de carro (a famosa Maria Gasolina); R$100,00
 
20- Tem gente que troca sexo por prato de comida (essa opção não devemos desejar nem aos inimigos); R$200,00
 
21- Tem gente que troca sexo por um intercâmbio cultural, simplesmente para ter onde ficar... na casa do gringo; R$100,00
 
22- Tem gente que troca sexo pela piscina do Fasano, só para tirar umas fotinhas “inusitadas” e fazer o Instagram bombar; R$200,00
 
23- Tem gente que troca sexo por amor... R$100,00
 
Não é o meu intuito fazer apologia à prostituição, mas muitas pessoas torcem o nariz quando se deparam com um garoto de programa sem ao menos se darem conta da história de vida daquele ser humano. A gente nunca vai saber das lágrimas por trás de cada sorriso. E, ao invés de sairmos por aí julgando, cuspindo verdades prontas e vomitando um repertório decorado, é bom que paremos para pensar no valor do sexo nas nossas próprias vidas, porque tudo, absolutamente tudo - é uma troca. Quanto custa uma noite com você? Faça as contas.

 
Bruno de Abreu Rangel
 

Tags: 




Comentários

Resumo: fez com o boy, pagou

Resumo: fez com o boy, pagou e agora está querendo justificar e minimizar a culpa que sente por pagar por sexo. A culpa que advém do sexo pago é a ausência do prazer de se sentir desejado, só desejar não satisfaz, tem que ser recíproco. Profissional do sexo é um trabalhador como qualquer outro, forçou a barra esse textão todo... Mas enfim, quer pagar pra fazer sexo, se contente de saber que não é desejado, pelo menos pelo profissional...

Comentar

Conteúdo relacionado