Muitas cadeiras LGBT nos programas The Voice Brasil e X Factor Brasil

Os participantes LGBT causam nos programas The Voice Brasil (Globo) e X Factor Brasil (Band), de longe os realities shows mais inclusivos da TV brasileira! Já teve participação de trans, casais gays, nas temporadas anteriores, mas os dois programas que estão no ar estão surpreendendo. Tem queer, pintosas, lésbicas e muita gente talentosa.
 
A quinta temporada do The Voice Brasil estreou com beijo gay, quando o participante Renan Zonta, de Curitiba (PR), foi aprovado com a música Highway to Hell e comemorou beijando o namorado, no primeiro programa da temporada, exibido no dia 5 de outubro. Já no X Factor Brasil, em sua temporada 2016, a paulistana VKiller e Jenni Mosello, de Curitiba, representam as meninas modernas. VKiller que no desafio das cadeiras esta semana acabou eliminada, ostentou uma bandeira do arco-íris na sua roupa ao cantar "Velha Roupa Colorida", de Elis Regina. Já a curitibana passou de fase, e é uma das semifinalsitas da competição. Com seu estilo e voz inconfundíveis. Jenni já é uma das favoritas a vencera competição e foi uma das cantoras do show Tributo ao Queen na Ópera de Arame, além de compositora e cantora de jazz conhecida na cidade.
 
O candidato Diego, de Osasco, não deixou por menos nesta edição do X Factor Brasil. Com figurinos provocantes ele mostrou toda sua androginia no palco e cantou muito e seguiu no top 12 da competição. Porém que parou mesmo tudo foi o pai do competidor, que passou batom nos lábios durante a apresentação do filho para mostrar apoio. João Dias Pereira Bahia Neto, gestor de recursos humanos, de 45 anos, passou batom preto para assistir o filho: “Ele deu um show! O Diego tem uma luz própria, irradia e contamina com boa vibe por onde passa”,  afirmou o pai orgulhoso. Sobre a homofobia que o filho pode passar pelo seu estilo: “Não tenho medo. Sei que a humanidade tem evoluído, mas ainda possui muitos integrantes que desrespeitam a liberdade alheia. Não será diferente com o Diego, mas estarei sempre ao lado dele e, se for necessário, cuidando para que os desrespeitosos paguem a pena justa”, defendeu o pai.

 


 
 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado