Projeto MonaMigs reúne e ajuda pessoas que foram expulsas de casa

“E se você fosse expulso de casa hoje devido a sua orientação sexual ou identidade de gênero?”, assim questiona o projeto MonaMigs, lançado este ano na internet e que arrecadou R$22 mil no Catarse, por meio de 422 doações, para dar o pontapé inicial para o projeto. Criada por estudantes da UFPE que passaram por preconceito dentro de casa, a iniciativa apela para o senso de comunidade e solidariedade, oferecendo abrigo a pessoas que passaram por esta situação. 
 
A ideia surgiu no início deste ano, em um desafio universitário de criar uma startup em 54 horas, na UFPE. O projeto descobriu que 75% dos gays não assumidos tinham medo de serem expulsos de casa e que 60% das pessoas conhecem alguém que passou pela situação. Ainda, que cada pessoa precisando de ajuda encontraria outras quatro dispostas a ajudar, bastava conectar elas. 

Esta semana, fizemos a matéria de um casal de namorados do Rio de Janeiro que precisava de ajuda, exatamente por um deles ter sido expulso de casa, e um dos nossos leitores indicou o projeto, que achamos super interessante!
 
“O principal objetivo do projeto é entregar mais dignidade e segurança para pessoas da comunidade LGBT fragilizadas pelo preconceito. O Mona Migs é uma plataforma web que conecta quem está sofrendo e precisando de ajuda com quem está disposto e pode ajudar, além disso, a plataforma pretende direcionar os acolhidos para centros de apoio à comunidade LGBT para que a readaptação seja feita com acompanhamento profissional e completo”, diz a discrição do projeto que conta com um site, aplicativo para smartphones e equipe.
 
Com o dinheiro arrecadado, eles esperam ajudar 500 pessoas nesse primeiro ano de projeto, oferecendo lares voluntários para pessoas que foram obrigadas a sair de casa e acompanhamento psicossocial para a readaptação.
 
 
 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado