Amor & Sexo tem programa exclusivamente dedicado à comunidade LGBT

Com grandes nomes da cultura LGBT nacional, como Pabllo Vittar, Liniker, MC Linn da Quebrada e As Deendjers, o programa Amor & Sexo que foi ao ar na noite de 02 de fevereiro foi dedicado exclusivamente a falar sobre identidade de gênero e sexualidade, no estilo telecurso. A letra T, da sigla LGBT, que representa todas as identidades transgêneros, ou seja, que não se identificam com a construção cultural do binarismo homem-mulher cis, ganhou visibilidade. A apresentadora Fernanda Lima trouxe diversas apresentações de drag queens, travestis, pessoas trans e conversou com agêneros e genderqueers. Youtubers, militantes, muitos convidados para falar um pouco da Diversidade.
 
Apesar da rapidez em se falar sobre assuntos complexos e importantes, o que é compreensível, visto que esses temas são discutidos há décadas e o programa tinha apenas 40 minutos, a apresentadora Fernanda Lima trouxe muitas informações e explicações importantes sobre o que é ser uma drag queen, o que é cisgênero e transexualidade, por exemplo. Mas, acima de tudo, deixou a mensagem que o que importa não é o nome, mas, sim, ser o que ser quer ser.
 
O programa foi, também, uma aula de história sobre o movimento LGBT no Brasil. Lorelay Fox falou sobre a cultura drag e MC Linn da quebrada construiu um panorama interessante sobre a relação das travestis com a transexualidade. Um dos pontos altos da noite foi o concurso de bate cabelo e outro de performances drags, que contou com a participação da dupla curitibana As Deedjers. Ah, teve também uma drag misteriosa que aceitou se montar exclusivamente para o programa. Adivinha só quem era? Rodrigo Hilbert, esposo de Fernanda Lima. O beijo dos dois foi sensacional!
 
Os fãs foram à loucura nas redes sociais. “O que foi esse AMOR E SEXO de hj? Lindo, informativo e emocionante. Arte, amor e inteligência.  <3 parabéns. #bapho #pabllovittar #liniker#rodrigohilbert #lorelayfox”, postou Kayto Oliver no Facebook. 
 
No final, a apresentadora Fernanda Lima dedicou o programa a todos que lutam pelo mundo mais justo e igualitário. Foi lindo! Esse programa foi histórico e vale a pena ter guardado com muito amor.

 
 




 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado