Curitibano falece depois de ser encontrado desacordado no Rio de Janeiro

O Domingo de Carnaval no Rio de Janeiro foi o último dia de festa para Ruan Kaike dos Santos, de 22 anos, nascido em Campina da Lagoa, Norte do Paraná. Ele se considerava curitibano, onde passou a adolescência em São José dos Pinhais e Curitiba, antes de se mudar para Campinas com a família. O jovem estudante de Arquitetura e mantinha um blog sobre moda, uma de suas paixões. Sua última postagem foi uma foto tirada em um bloco na sexta, em Santa Cecília. Ele foi encontrado desacordado, sem roupas, no sábado, dia 26, no Posto 2, na Praia de Copacabana, e as autoridades cariocas, em pleno Carnaval, se apressaram para dizer que sua morte foi provocada por afogamento.
 
Ruan, que usava o nome de Kaique Favarão nas redes sociais, veio a óbito na terça-feira, dia 28, no Hospital Miguel Couto. Seu corpo foi levado para Campinas onde foi enterrado. Ele passou o último Réveillon em Santa Catarina e era descrito pelos amigos como uma pessoa alegre e alto astral. Para a Lado A, a família comentou que várias testemunhas foram ouvidas mas que não houve relato e nem indícios de que ele havia sofrido qualquer violência. Uma testemunha teria dito que ele foi assaltado.
 
Na internet, amigos afirmam que ele pode ter sido vítima de um latrocínio ou mesmo de homofobia. Apesar dos primeiros laudos afirmarem que a vítima não apresentava sinais de violência, a região é conhecida por abrigar uma base militar e uma área de pegação em um bosque, onde já foram registrados muitos casos de homofobia. 
 
O programa Rio sem Homofobia chegou a classificar a morte como homofobia mas reiterou o laudo da polícia. “A vítima foi encontrada inconsciente, com hematomas e sem roupa, na manhã de domingo próximo ao Posto 2 da Praia de Copacabana e morreu no hospital. Ele estava na cidade com amigos e o namorado”, chegou a afirmar o programa carioca.
 
A 12ª DP (Copacabana) seguirá investigando o caso, apesar de um laudo preliminar afirmar que ele foi vítima de afogamento.
 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado