Ensaio aborda Carnaval de rua em São Paulo e as vivências LGBT na cidade

Um casamento homoafetivo em um trio elétrico no meio do Carnaval de São Paulo e um debate sobre o Carnaval de rua e as vivências LGBTs em sampa, ambos promovidos pela marca Ben & Jerry’s, motivaram a criação de um ensaio bastante intimista sobre a temática. “CARNAVAL E LGBT: problemas e potências - um ensaio sobre diferentes vivências LGBT no feriado mais celebrado do Brasil” é o título do texto, de 17 páginas, que traz a perspectiva de um homem trans, uma mulher trans, uma mulher cis negra e bissexual de Parelheiros, uma drag militante e uma bicha gorda. Todos se auto-identificaram desta forma. 
 
Cássio e Hebert se conheceram no Carnaval e decidiram se casar no Carnaval. A Ben&Jerry’s decidiu dar uma forcinha e promoveu o evento no LOVEFEST, que une blocos LGBTs no Largo do Arouche. Mas eles não pararam aí, eles quiseram descobrir o que isso traz de positivo pra comunidade e foi aí que surgiu a ideia de um debate entre aquele grupão bastante representativo da comunidade. O ensaio surgiu desse debate.
 
Para entender todo esse envolvimento da marca, a Ben & Jerrys é uma empresa norte-americana, que faz parte da Unilever, de bolos, iogurtes, chocolates e sorvetes. Desde a sua criação, em 1978, já era aberta a funcionários LGBTs.

O debate foi realizado com consultoria da Pajubá, Diversidade em Rede e com a ajuda da Casa 1 e aconteceu na Rua Oscar Freire, um centro comercial de luxo de São Paulo. Lua Lucas, mulher trans, Tchaka Drag Queen, Regiane Soares, mulher preta e bissexual, Gustavo Bonfiglioli, bicha e Ariel Nobre, homem trans, foram os convidados que fomentaram o debate com suas experiências vividas. Eles responderam perguntas sobre o casamento entre LGBTs, as relações afetivas, opressão, o Carnaval e as fantasias e a mídia. 


 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado