Organização internacional quer evacuar gays da Chechênia

O mundo gay não faz outra coisa senão tentar achar alguma solução para ajudar os homens presos nos campos de concentração LGBTs da Chechênia. Há relatos de que cerca de 100 gays estão sendo torturados nesses centros, sendo que três já teriam morrido, e outras centenas vivem reclusos no estado independente russo. A Rainbow Railroad, organização canadense, está juntando fundos para ajudar a retirar essas pessoas do país.
 
O diretor executivo da organização, Kimahli Powell, declarou em uma nota oficial que a região Nordeste da Europa passou a ser prioridade nos planos de ação da ONG, que é especializada em ajudar pessoas LGBTs a fugirem de lugares onde sofrem perseguições. “Desde que recebemos os indicativos iniciais de que haviam campos de concentração na Chechênia, nós imediatamente reclassificamos a região Leste da Europa como nossa prioridade”, afirmou.
 
A Rainbow Railroad está trabalhando em parceria com a organização russa LGBT Network. O planejamento é de que a ONG russa identifique indivíduos específicos que precisam de ajuda para serem evacuados do país e, assim, a Railroad dê suporte financeiro para ajudar essas pessoas.
 
O presidente da Rússia, Vladimir Putim, e o da Chechênia negam as acusações e afirmam que esse tipo de pessoas não existe na região. 
 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado