Museu do Holocausto de Curitiba: histórias que jamais devemos esquecer

O primeiro museu sobre o Holocausto no Brasil encontra-se em Curitiba e existe desde 2011. São cerca de 700m² de exposição, com um acervo que inclui fotografias, mapas, objetos e depoimentos de sobreviventes do Holocausto. A exposição permanente possui 56 objetos e aproximadamente 300 fotos e vídeos, que compõem por volta de 5% de todo o acervo do museu. O acervo completo pode ser visto em dois computadores ao final da visita ao museu e em exposições temporárias e itinerantes.
 
O Holocausto foi um dos eventos mais marcantes da história mundial devido ao grande número de mortes, algo em torno de 6 milhões de vítimas. O governo alemão nazista, sob o comando de Adolf Hitler, perseguiu judeus, homossexuais, ciganos e outras minorias com o objetivo de “limpar” a raça humana, já que para eles somente os arianos eram puros. Esse extermínio ocorreu entre os anos de 1933 e 1945, quando os prisioneiros eram levados aos campos de concentração onde morriam devido aos maus tratos, escassez de comida e doenças. O campo de concentração de Auschwitz, na Polônia, é o mais conhecido devido a mais de um milhão de mortes ocorridas somente nele.
 
Ainda que o Holocausto tenha sido um dos maiores genocídios da história, o objetivo do Museu do Holocausto de Curitiba não é focar em números ou apresentar uma visão geral do acontecimento, mas sim individualizar as vidas daqueles que experenciaram este período para que eles sejam lembrados.
 
Se você tem interesse em conhecer um pouco mais sobre um dos eventos mais tristes da história humana, faça uma visita ao Museu do Holocausto de Curitiba na rua Coronel Agostinho de Macedo, 248, no bairro Bom Retiro. Mas atenção, todas as visitas devem ser agendadas com antecedência de pelo menos 2 dias através do site http://www.museudoholocausto.org.br/ ou dos telefones (41) 3093-7461 e (41) 3093-7462. Se quiser uma visita guiada, elas ocorrem somente aos domingos. A entrada é gratuita e não é permitida a entrada de menores de 12 anos!

 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado