Marvel apresenta super-heroína lésbica na nova série Runaways

A editora Marvel vai lançar no próximo mês uma super-heroína lésbica. O corpo da personagem Karolina Dean emitirá um brilho nas cores do arco-íris, já que é alimentada com energia solar e super empoderada. Karolina Dean fará parte da série de ação Runaways que estreará junto com a personagem. 
 
O enredo é jovem e agitado. Rhenzy Feliz, Lyrica Okano, Virgínia Gardner, Ariela Barer, Gregg Sulkin e Allegra Costa são seis amigos que descobrem que seus pais fazem parte de uma organização maligna e fogem. Algum tempo depois, os adolescentes voltam como heróis para lutar contra o mal. A série começou a ser escrita em 2008, mas foi arquivada em 2013 devido ao sucesso de The Avengers. 
 
Na série, Karolina Dean passa por um processo de aceitação da própria sexualidade. "Debaixo de seu privilégio de perfeição, Karolina está experimentando uma nova vontade de explorar sua identidade e perseguir seus próprios desejos", disse a Marvel. Além disso, a jovem deve se preocupar em manter seu brilho já que existe uma organização extraterrestre capaz de manipular a luz do sol. Inicialmente, Karolina tenta se relacionar com a personagem Nico Minoru, mas é rejeitada. Depois disso, um alienígena chamado Xavin, viaja para a terra como objetivo de se casar com Karolina e unir seus dois mundos. A jovem não aceita, até que Xavin se transforma em uma mulher e as duas se unem, mas não por muito tempo, pois Xavin vai embora da terra e Karolina se relaciona então com Julie Power, outra personagem heróica.  
 
Esbanjando representatividade, não é apenas Karolina Dean a única personagem LGBT da Marvel. A empresa revelou que o filme Thor: Ragnarok apresentará um personagem bissexual em forma de guerreiro. No início de 2017, foi lançado pela editora um quadrinho protagonizado por América Chávez, uma adolescente latina filha de lésbicas. Existe o receio de que, o sucesso da série Runaways exibida na TV, gere protestos para boicote. Por outro lado, a Marvel vai manter a livre demonstração da homossexualidade da personagem Karolina. 
 
 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado