Peça polêmica Bug Chaser - Coração Purpurinado volta a ser exibida em São Paulo

Após um mês de exibição entre os meses de julho e agosto, a peça Bug Chaser – Coração Purpurinado terá nova temporada a partir de amanhã, 4 de outubro, no Teatro do Núcleo Experimental, em São Paulo.
 
A peça conta a história de Mark (interpretado por Ricardo Corrêa – que também assina a dramaturgia), um homem que está em quarentena sendo analisado por um programa de inteligência artificial. Em fragmentos e saltos atemporais, descobre-se que Mark é um advogado criminalista que busca se infectar deliberadamente pelo vírus HIV, uma subcultura pouco discutida na comunidade LGBT contemporânea.
 
Com direção de Davi Reis, a Cia. Artera de Teatro discute a relação entre o risco e o prazer da prática do sexo barebacking (sexo anal sem preservativo) e do bugchasing (quando um homem saudável procura, propositalmente, ter relações sexuais com outro homem soropositivo para ser infectado).
 
“Há uma distinção entre o que se chama barebacking e bugchasing. Nem sempre os praticantes de bareback buscam a soroconversão. A quarentena da peça significa a de todos os dias em que os discursos biomédicos colocam o sujeito que pratica bareback como alguém anormal, portador de distúrbios psicológicos ou criminalizadores, que acabam contribuindo para a manutenção de novos estigmas que há séculos acompanham os indivíduos homossexuais. Aliás, ainda há campos de concentração para gays. Foi mais de um ano de pesquisa, baseada em documentos e depoimentos de homens que se dispuseram a falar sobre o bareback” relatou Ricardo Corrêa segundo a Coluna do Pomba, do site iGay.
 
Bug Chaser – Coração Purpurinado fica em cartaz até 30 de novembro. Não perca essa discussão sobre dois grandes tabus do universo gay: o barebacking e o bugchaser! A intenção da peça é justamente quebrar estigmas e questionar ideias do senso comum.
 
Serviço
Teatro do Núcleo Experimental
Rua Barra Funda, 637, São Paulo, SP.
Temporada de 04 de outubro a 30 de novembro – quartas e quintas às 21h.
Duração: 60 minutos.
Classificação etária: 16 anos.
Capacidade: 65 lugares.
Valor do ingresso: 40 reais - www.compreingressos.com.br
 
Ficha técnica
Dramaturgia: Ricardo Corrêa. Direção: Davi Reis. Elenco: Ricardo Corrêa e Leonardo Souza. Vídeo design, fotos e programação visual: Alice Jardim. Figurino: Cy Teixeira. Iluminação: Fran Barros. Trilha sonora: Lucas Kaiser. Cenário: Cesar Resende de Santana (Basquiat). Preparação corporal: Felipe Alves. Operação de som e vídeo: Flavia Servidone e Viviane Barbosa. Operação de luz: Lucas Barbosa. Produção: Ricardo Corrêa. Realização: Cia. Artera de Teatro.

 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado