Jovem gay de 23 anos é espancado por homofobia em Curitiba

Um rapaz gay de 23 anos foi espancado próximo ao Bosque do Trabalhador, situado na rua Maurício Miguel Nasser Abrão, no bairro Cidade Industrial de Curitiba. O crime aconteceu na noite de quarta-feira, dia 13 de dezembro. 

O rapaz que trabalha que trabalha como balconista do açougue em um supermercado caminhava com mais dois amigos em direção ao bosque como era de costume em suas folgas. “Ele e mais um amigo foram tomar café na minha casa e decidimos ir juntos até o bosque, onde sempre passamos no nosso dia de folga”, comentou um dos amigos da vítima, que trabalha como operador de caixa no mesmo mercado. Durante a caminhada, o trio percebeu que estava sendo seguido por um homem branco, careca e de olhos claros, muito parecido com um ‘skinhead’, movimento extremista que prega a homofobia e o racismo. O homem então começou a xingar o trio de 'bichas’ e como um deles era negro, completou as ofensas chamando-o de 'bicha macaca’. O agressor exigiu que o trio se retirasse do local pois “ali não era lugar para eles". Suspeita-se que o algoz mora na região, pois o pai dele apareceu para continuar as agressões uma vez que percebeu o tumulto na rua. 
 
Em meio à confusão causada pelo agressor, um carro com quatro ocupantes se aproximou e não só permitiu que as agressões continuassem, como também bateram no balconista que já estava no chão. Os outros dois amigos correram para pedir ajuda. 
 
Após as agressões, a vítima foi socorrida e levada ao Hospital do Trabalhador com ferimentos graves na cabeça. “Nós não fizemos nada e simplesmente fomos atacados dessa forma. Com certeza foi homofobia. Nós achamos que esse tipo de coisa nunca vai acontecer com a gente, mas, infelizmente, estamos errados”, disse o operador de caixa e amigo da vítima, que registrou Boletim de Ocorrência. A Polícia Civil está investigando o caso. 
 
 
 

Categoria: 

Tags: 




Comentar

Conteúdo relacionado