Causando

Vagner Rossoni

Hello! Hello! Operação pente fino nas baladas de São Paulo

Por Vagner Rossoni

Hello! Hello! Queridos amigos! É tão bom poder voltar ao lar, depois de tanto tempo estando “congelado” (mas não de ideias), sinto a necessidade de estar mais próximo a vocês. Desde 2010 quando mantinha meus textos no site, muita coisa mudou.  Eu amadureci, mudei de Porto Alegre para São Paulo, voltei a estudar, agora Publicidade e Propaganda, xiii, é tanta coisa que daria mais um texto facilmente, fato é que agora estou muito mais criterioso, mais exigente e menos paciente com certas situações, diga-se de passagem.



Bolo, espumante e tititi

QUERIDOS! Já estava com saudades pois estava ausente há algumas semanas, voltei para narrar para vocês mais uma das minhas tragicômicas histórias de vida. Na verdade, a intenção é mostrar a importância dos amigos em nossas vidas. Crescemos com a idéia de que amigos de verdade são pai e mãe, não discordo disso, eu mesmo já tive a prova cabal de que pai e mãe são pra sempre e estão ali para nos ajudar quando menos, ou melhor, mais precisamos.




O amor em 8 segundos

Olá queridos!!! Sentiram minha falta? Pois então, cá estou novamente e como de costume, sempre com um questionamento, uma palavra amiga ou simplesmente nada, porque, às vezes, o nada também é muito bom. Li um artigo muito interessante esta semana, mas precisamente num blog sobre assuntos gays.

O texto fazia menção a um artigo publicado no jornal britânico “Daily Telegraph” sob o texto de “Archives of Sexual Behaviour”. Tratava-se de uma experiência feita com câmeras escondidas no qual a idéia era saber o tempo necessário para se apaixonar.




Ter estilo é estar na moda ou está na moda ter estilo?

Vou abordar um tema mais leve desta vez, um tema que para muitos parece ser supérfluo, porém para outros de extrema importância. Hoje vou falar de moda e estilo, pois tenho uma dúvida: está na moda ter estilo ou ter estilo é estar na moda? Bem, quem me conhece sabe que sou fascinado por moda e estilo, na verdade, penso que os dois podem andar de mãos dadas, lado a lado.




Chá ou Solidão?

Hello people!! Mais uma vez uma questão veio a minha cabeça e me deparei com uma incógnita. Nós, gays, não temos muito do que reclamar, de certa forma a vida “alegre” na qual vivemos é cheia de surpresas. Tiramos sempre uma visão positiva por pior que possa parecer a situação. Mas o futuro ao qual nos reserva muitas surpresas é uma dúvida. Não sabemos o dia de amanhã e por mais que a gente pense que é cedo, o “cedo” uma hora chega e obrigatoriamente nos obrigamos a pensar na solidão em que um dia podemos viver.