Coluna do Leitor

Gays e seus animais de estimação: amor sem limites

Os gays têm uma ligação muito emocional com seus animais de estimação, mais forte do que a população em geral. São bastante exigentes, querem a perfeição. Seus pets são tratados como filhos já que, na maioria dos casos, não podem tê-los. São extremamente cuidadosos com seus animais, dão sempre as melhores rações, fazem a vacinação sempre em dia, levam com freqüência seus pets para tomar banho e fazer tosa, adoram enfeitar seus animaizinhos, colocar jóias, lacinhos, perfume, gastam muito com camas, roupas e acessórios em geral.




Dieta e sentimento de privação

A privação é um dos sentimentos mais difíceis de ser administrado. A maioria das pessoas lida mal com a frustração. Em qualquer tratamento que se faça, onde se visa à redução de peso, a maior dificuldade encontrada pelas pessoas é encarar a privação a que são submetidas. Poder comer o que se quer, na hora em que se está com vontade, representa para todos, a expressão máxima de autonomia, do real poder de decisão. Em contrapartida, ficar restrito a certos alimentos pode significar, mesmo que temporariamente, o rompimento com o livre arbítrio, com o poder de escolha.




Comece já! Dicas para treino

Com toda essa correria do mundo moderno, altamente competitivo, onde nunca temos tempo para nada. Fazer uma atividade física parece algo impossível de acontecer. As desculpas ouvidas por personal trainers, instrutores de academias, recepcionistas e até mesmo donos de academias são inúmeras: “O trânsito estava ruim”, “A reunião se prolongou”, “Tenho trabalhado muito”, “Esqueci a planilha de treinos”, entre outras. Para iniciar um programa de atividade física são necessários alguns cuidados básicos:




Gay Port Alegre

Em inglês Gay significa Alegre e Port é Porto, dessa forma temos a tradução de Porto Alegre como Gay Port. Capital dos Gaúchos, povo estereotipado como gay, Porto Alegre é uma das maiores cidades do Brasil. Considerando que as grandes metrópoles geralmente se caracterizam por uma vida noturna mais agitada e como reduto para a expressão homossexual, esse parece ser um paraíso! Isso que não se está falando da beleza desse povo.




Últimas palavras

Você diz que me ama mas não demonstra
Você diz que me ama mas não fala
Você diz que me ama mas não me toca
Você diz que me ama mas me evita

Fala que eu sou bom para você mas me destrata
Fala que eu te ajudo mas não me agradece
Fala que eu te faço feliz mas fica triste
Fala que eu sou diferente mas me maltrata

Te peço um beijo e você vai para longe
Peço mais carinho e diz que eu reclamo
Digo que te amo e você não diz nada
Peço por mais sexo e vc não responde




Anjo Noturno



Quero sair para dançar,
Libertar-me das amarras,
Perder a auréola,
Quebrar a crista que me envolve,
Ser consumido pelo pecado.

Quero o pecado,
Invadindo meu corpo,
Ao som frenético,
Nas cores,
Em loucas luzes.
Quero sentir o aroma,
Exalado pelos homens,
E que seus corpos suados,
Se enrosquem no meu.




Beijaço em Shopping de Floripa

Um beijaço gay foi realizado dia 17 de maio para comemorar a passagem do dia internacional de combate a homofobia, em Florianópolis, e reuniu cerca de 60 pessoas em uma das entradas principais de um shopping center da cidade. O beijaço Gay foi organizado pela ONG "Nada mais do que isso", que ainda se encontra em processo de criação. Segundo um dos organizadores do evento, a falta de apóio e o tempo não colaboraram para que o beijaço fosse um sucesso, mas que eles estavam contentes com o resultado.




A intimidade nada íntima de um dark room

Provavelmente todos aqui já devem ter ouvido falar em um “tal” de “dark room”. Bem, caso não tenham ouvido, vou explicar. Para aqueles que por sorte, ou não, já ouviram, irei fazê-los lembrar.
Um “dark room” (em português significa “sala escura”) é uma sala encontrada em boates GLBT e casas de swing, onde várias pessoas encontram prazer. Prazer este que varia de acordo com a forma que cada um procura.




Pais de filhos homossexuais

Freqüentemente, os pais reagem com hostilidade ao conhecerem a bissexualidade e, sobretudo, a homossexualidade dos seus filhos. Decepção, revolta, desprezo, mágoa, sentimento de culpa  e dramas familiares, em que o filho torna-se objeto de incompreensões e de recriminações. Ao preconceito e à discriminação da sociedade, somam-se os da família. Ao sofrimento provocado pelos outros, acresce-se o infundido por aqueles que devem encarnar os primeiros amigos e colaboradores dos filhos, nas suas vidas em geral.




Eu e o HIV


Sou portador há dezessete anos. O HIV entrou na minha vida pela porta da frente. Não bateu e nem pediu licença, simplesmente foi entrando e se acomodando. Convivemos juntos até hoje. Da minha parte, estamos nos dando muito bem. Infelizmente não aconteceu o mesmo com meu primeiro companheiro.




Arco-íris

Por Miguel Pesch T. (Conto publicado na XVIII Coletânia de Autores Contemporâneos da Câmara Brasileira de Jovens Escritores)


Amêndoa caiu da árvore. Ela nem ouviu. O barulho do balanço camuflou o som. Pensativa, impulsiona: pra frente, pra trás. O pé-de-sombreiro faz sombras no rosto, pegando sol somente nos pezinhos. O sol pega, o sol não pega, e o mundo balança.




Construindo um Brasil sem homofobia

Por Julian Rodrigues

Apesar da histórica dificuldade que a esquerda tem em discutir e apoiar a livre orientação sexual, o PT já nasce incorporando a luta dos gays, lésbicas, bissexuais,  transgêneros, travestis e transexuais (GLBT). Desde os documentos de 1981, o PT sempre defendeu a livre expressão sexual e foi o primeiro partido do Brasil a organizar um setorial de gays e lésbicas e a ter, em seu estatuto,  o apoio aos  GLBT.



Um amigo me perguntou como é ser HIV positivo...

Toni Correa

Olá amigo. Agradeço o seu carinho e sua atenção. Você quer saber como é ser HIV positivo?

Bom, como sou portador há dezessete anos, hoje, para mim já é normal. Felizmente sou assintomático, não tive nenhuma doença oportunista e, com isto, fora o coquetel, tenho uma vida normal e sem neuras. Percebi que a melhor maneira de lutar seria me aliando ao vírus, ou seja, conversei muito com ele e o chamo de amigo invisível.




Páginas