Meninos de Ferro

Bruno de Abreu Rangel (B.A.R.)

A inveja que rola no meio

Rola muita coisa no meio, mas a falta de r*la pode, também, ser uma das explicações para a infelicidade de muitos. A escassez de amor, de sentir alegria pelo próximo, tem feito a bandeira colorida passar vergonha. Nas redes e nas rodas sociais é aquela disputa cansativa o tempo todo: o mais lindo, o mais sarado, o mais rico, o maior pegador, o casamento mais perfeito/o solteirão mais cobiçado, o mais viajado; o partido político que rouba menos...



Amor & outras drogas - Às vezes a pessoa que a gente tem uma queda acaba nos derrubando...

Tem um filme de chorar super fofo com esse título "Amor & outras drogas" e, apesar da trama abordar sobre amor e medicamentos, o assunto que vou tratar está bem longe de ser algo estrelado pela queridinha Anne Hathaway. A parada aqui também faz chorar sim ..., mas é trash, já vou logo avisando.
 
O roteiro é patético: uma pessoa surge na sua vida como um furacão, bagunçando tudo; lhe fazendo provar cheiros e sensações nunca antes sentidas, proporcionando noites incríveis, lhe deixando meio atordoado, perdendo o foco, a fome, o sono.



13 razões para desistir das bees “sem noção”

O Ministério do humor adverte: esse é um texto com altas doses de sarcasmo. Tirem as crianças da sala e qualquer semelhança não é mera coincidência - é intencional “meixmo” (deboche com sotaque carioca). Acontece comigo, acontece com você.
 
Abaixo, segue um pequeno repertório de características e atitudes das bees que são capazes de tudo só para saírem bem na fita e, no final das contas, acabam cag*ndo na própria cabeça. Não há nada de suspense nessa trama: elas se arruínam e a gente só assiste. 



Insta, Insta meu, existe alguém com mais likes do que eu?

Li numa dessas revistas que pegam poeira em consultório médico, que nós passamos por mais de 300 aprovações por minuto quando encontramos alguém pela primeira vez na vida. Nossos corpos já começam a se comunicar antes mesmo de travarmos um diálogo. Em milésimos de segundos nós passamos uma espécie de raio X na pessoa e damos início à uma série de análises que vão desde o corte do cabelo até à forma de piscar os olhos.



O amor e as escolhas certas

Você sai para comprar uma calça jeans, tem consciência de que precisa muito e não há como adiar porque já deixou de ser supérfluo - é uma necessidade. Só que no caminho você se depara com um sapato lindo e fica do outro lado da vitrine namorando: é o modelo da moda, ficaria bem em você; já se vê postando fotos, usando aquela peça incrível numa festa badalada, no casamento da amiga, pensa até no seu casamento.  Aí você insiste e esquece completamente da calça jeans e opta pelo sapato: ‘Sim, vou ficar’.
 
Escolha errada.



O que há de errado com os garotos de Ipanema?

O Morro Dois Irmãos é testemunha:

–  Oi, você conhece esse garoto aqui? (Foto enviada)
–  Não, por quê?
–  Você sabia que ele está passando HIV pra geral?
–  Como assim? Deixa eu entender, ele te passou HIV?
–  Não, claro que não!
–  E como você sabe que ele é soropositivo e está contaminando todo mundo?
–  Um colega me contou...



Meninos da pegação: Perfis que só te fazem perder tempo

O amor, dos dias de hoje, virou pizza. A gente pede por telefone, no conforto da nossa casa e, na maioria das vezes, não comemos sozinhos. E se não estiver boa, se esfriar, a gente joga fora e pede outra. Tem gente que liga e dá “piti”; tem aqueles que pedem outro sabor; tem alguns que comem, lambem os dedos e ainda ficam insatisfeitos; há, também, os que simplesmente se lembram da dieta e terminam numa ressaca moral difícil de conviver (isso que dá sair comendo qualquer coisa).



Alguns tipos de namorados que você deve evitar!

Todos esses tópicos abaixo foram baseados em postagens que pipocam na Rede. E é óbvio que eu também estou nesse barco. Hoje as pessoas andam tão melindradas que preciso sempre me justificar quando vou escrever sobre qualquer assunto. Do contrário, sou alvo de uma tribo de “corajosos virtuais” que surgem com pedras de faz-de-conta, com palavras de baixo calão e julgamentos que me deixam noooites sem pregar os olhos. Sigo me mantendo no estado planta.



Rapazes de programa: qual o preço do seu sexo?

Se você imaginou que esse artigo fosse meter o pau nos homens que vendem o corpo por dinheiro - se deu mal. A intenção aqui é justamente o oposto: confrontar as nossas atitudes para entendermos, de uma vez por todas, que somos todos farinha do mesmo saco.
 
Meio mundo levanta a bandeira de que jamais faria sexo por dinheiro, por interesse; batem na tecla de que o corpo físico é o seu bem mais precioso... ‘Eu? Imagina, sou uma pessoa íntegra, preferiria morrer’.  Já podemos encomendar os caixões.



Os surtados do Hornet: Tem maluco dando vexame nos aplicativos de pegação

Que pegação de rua já caiu em desuso, todo mundo já sabe: a moda agora é pagar de doido num desses aplicativos de “relacionamento”. Está duvidando? Baixe o Hornet, por exemplo, crie um perfil bacanésimo que não tenha nada a ver com você (que é o que todo mundo faz), invente um personagem surreal com uma história impossível de sustentar e...
 
 ...catapoft!



30 frustrações e traumas das “bees” amigas

A nossa vida, se olharmos a olhos nus, chega a ser hilária: Comer – transar – ir ao banheiro – lutar por algo mais – morrer, e pronto. Nesse meio tempo que vai da estreia ao término do espetáculo – sim, porque as bees não nascem, estreiam – o que sobra é um desejo excessivo em ser algo que não somos e uma porção de frustrações que levamos para o caixão.



Baladas Vorazes

Quantos serão eliminados nesse novo torneio?
 
O mundo é lindo sim, mas está nas mãos erradas. Está sendo manipulado por pessoas cheias de “boas intenções”, que estão construindo impérios longe dos nossos olhos, enquanto tiram proveito dos que estão sendo eliminados - pouco a pouco. Também faço parte desse jogo e, apesar de ainda ficar meio perdido com relação às regras, me questiono constantemente: qual a razão de tudo isso? Quem vence no final?



Encalhados S/A

Estamos sozinhos por escolha, ou estamos escolhendo demais?
 
Não está sendo fácil pra ninguém. Esse mercado dos solteirões está ficando cada vez mais inviável. A grande maioria das pessoas está se colocando na vitrine de forma inconsequente, escancarando o produto, incrementando o rótulo com informações fúteis, criando uma campanha de marketing monstruosa sobre si mesmas, fazendo o diabo para tentarem se vender a qualquer custo.



As verdades secretas dos garotos de Ipanema

Saiba o que ninguém nunca teve a coragem de dizer.
 
Pode até parecer que eu esteja incentivando a ira, destilando um veneno bem amargo, pegando carona no bonde dos invejosos e recalcados. Mas não, estou apenas listando alguns dos desabafos que venho colecionando dos meus leitores ao longo desses últimos meses. Antes de jogar a m*rda no ventilador conscientizei-me de que qualquer verdade, por mais secreta que seja, tem duas versões: a minha e a sua. Tudo está atrelado ao bendito ponto de vista.



A casa caiu para os mafiosos da fé

Entenda por A + B porque eles rejeitam gays
 
Não digo ‘amém’ pra tudo que escuto, mesmo porque ninguém tem respostas pra tudo. Todas as religiões têm suas teorias sobre a morte, céu, inferno... Mas nenhuma certeza nos é garantida. A nossa única segurança é o espaço de tempo entre a maternidade e a funerária, e é melhor que saibamos aproveitar essa oportunidade dada pelo “Cara lá de cima”. A maioria das pessoas que conheço não tem a menor ideia do significado do milagre que é essa coisa chamada de vida.



Páginas