Notícias

Favorito em pesquisas presidenciais da França tem sua sexualidade questionada e afirma ser hétero

Emmanuel Macron é um político francês de 39 anos, um dos favoritos à presidência da França nas eleições de 2017. Rumores duvidam sobre sua sexualidade. Há quem espalhe boatos de que ele é homossexual, mesmo sendo casado com Brigitte Trogneux - 24 anos mais velha do que ele. Macron nega, afirma ser heterossexual e sempre que é questionado, responde com bom humor, sem qualquer repúdio ou preconceito. 
 
O principal argumento da oposição, que reforça o boato acreditando ser negativo, é de que o casamento de Macron com uma mulher 24 anos mais velha é uma farsa.



Empresa de manutenção “Mari Donas” presta serviços ao público feminino e LGBT

Você já sentiu medo de ser quem é ao contratar um “marido de aluguel” para fazer reparos na sua casa? Pois saiba que é bastante comum ter receio quando se é mulher ou LGBT. Foi por viver experiências desagradáveis com prestadores de serviço que Maria Augusta Brandt e Melany Sue criaram a “Mari Donas”, em Curitiba, uma empresa de manutenção que faz reparos com atendimento humanizado e voltado para o público LGBT e feminino. 
 
Maria se formou, originalmente, em jornalismo e Melany em design.



Formation: Família de ativista gay morto processa Beyoncé em US$ 20 milhões

Pela primeira vez na carreira musical de Beyoncé, ela larga o Pop e se lança com músicas afiadas, que expõe o racismo institucionalizado na sociedade americana. Em seu novo álbum Lemonade, Beyoncé fala sobre a opressão da polícia contra a população negra, o racismo e a inferiorização da cultura negra. A música e o clipe de Formation são uma aula sobre cultura black e, por isso, estão indicados ao Grammy. Entretanto, nem todos enxergam o sucesso da música dessa forma.



As 10 festas mais incríveis da Verdant em 2016

A Verdant é uma casa noturna que toca pop, funk, e muito mais, bem no centro da região histórica de Curitiba, dando um toque colorido e moderno à região boêmia. Uma das maiores do segmento LGBT na cidade, a balada é conhecida por suas festas temáticas criativas e de tirar o fôlego. A Lado A separou uma lista com as 10 festas mais divertidas da casa noturna em 2016, só para fazer um esquenta para 2017. Confira:




Estudo aponta que crianças transexuais devem ser encorajadas

Um novo estudo publicado no jornal American Academy of Children and Adolescent Psychiatry revelou informações importantes sobre crianças trans. Ao acompanhar 63 crianças trans que têm o apoio dos pais ao longo de três anos, de 2012 a 2015, os pesquisadores descobriram taxas menores de propensão a depressão e ansiedade, dois problemas comuns entre crianças trans.
 
Na pesquisa, é comprovado cientificamente que a depressão e problemas de ansiedade são disparadamente mais comuns entre pessoas trans, do que cisgêneras.



Lady Gaga grava participação em nova temporada de RuPaul´s Drag Race

A Logo TV, produtora do reality RuPaul’s Drag Race, liberou uma semana depois do cast da 9ª temporada, um vídeo com a cantora Lady Gaga completando a frase da Mama Ru “Ladies, start your engines, and may the best women win”. Logo em seguida, as queens participantes da nova temporada entram em euforia. O que será que Gaga vai fazer no programa? Vai ser jurada convidada ou há mais surpresa por aí?
 
O vídeo traz Gaga produzida no melhor estilo estravaganza das queens, ao lado de RuPaul, que veste um conjunto amarelo gema.



Rio de Janeiro pode sediar o Gay Games em 2026

A Fundação Cesgranrio e o Instituto de Pesquisas e Estudos do Turismo do Rio de Janeiro revelaram no início do mês uma pesquisa sobre o perfil do turista LGBT que frequenta o Rio de Janeiro. 70% desses turistas aprovam a cidade como gayfriendly, o que, desta forma, coloca a cidade nos radares de grandes eventos internacionais, como o Gay Games, realizado a cada 4 anos. 




Gloria Groove, a drag queen rapper que está dominando as paradas musicais

A cantora drag Gloria Groove lançou o seu novo álbum completo no YouTube no último dia 03 de fevereiro. Aos 21 anos, original de Vila Formosa, São Paulo, a drag pretende conquistar o país com a sua versão de Hip & Hop e R&B falando sobre os problemas da comunidade LGBT, do preconceito e da arte de fazer drag. Depois de estourar com os videoclipes de Dona e Império, a gata espera conquistar mais fãs com as faixas de “O Proceder”.



Lady Gaga canta hino gay Born This Way no Super Bowl

A cantora Lady Gaga foi a principal atração do intervalo do SuperBowl, final da NFL (National Football League), um dos principais eventos esportivos e televisivos dos Estados Unidos. Os comentários sobre a apresentação quebraram as Redes Sociais até no Brasil, onde o evento não é tão acompanhado. Fato é que Lady Gaga cantou Born This Way, hino LGBT, no evento, em um estádio do Texas, um dos estados mais conservadores do país.
 
O portal “USA Today” ressaltou que durante a letra de Born This Way, há a estrofe “não importa se você é gay ou bi, lésbica ou transgênero”. Esta seria a primeira vez que a palavra transgênero fora dita em um Super Bowl. Apesar do marco, a apresentação de Gaga deixou a desejar para muitos fãs, que esperavam mais ousadia e ativismo da sua parte. 
 
“O público esperava algo mais politicamente explícito”, comentou Daniela Mussi no Facebook. Seja por ordens da organização ou por escolha de um repertório com críticas embutidas, Lady Gaga não fez nenhum discurso abertamente contra Trump, mesmo tendo declarado publicamente a sua posição contrária ao presidente. Fato é que Gaga deu um espetáculo e não deixou a desejar ao homenagear a comunidade LGBT com Born This Way.
 
A apresentação foi o 2º Maior Show do Intervalo do Super Bowl em número de audiência, ficando atrás apenas do apresentado por Katy Perry, em 2015. Gaga foi confirmada logo em seguida para o Rock In Rio deste ano, na programação do primeiro dia.


Confira o show da Mama Monster:






 
A cantora Lady Gaga foi a principal atração do intervalo do SuperBowl, final da NFL (National Football League), um dos principais eventos esportivos e televisivos dos Estados Unidos. Os comentários sobre a apresentação quebraram as Redes Sociais até no Brasil, onde o evento não é tão acompanhado. Fato é que Lady Gaga cantou Born This Way, hino LGBT, no evento, em um estádio do Texas, um dos estados mais conservadores do país.
 
O portal “USA Today” ressaltou que durante a letra de Born This Way, há a estrofe “não importa se você é gay ou bi, lésbica ou transgênero”. Esta seria a primeira vez que a palavra transgênero fora dita em um Super Bowl. Apesar do marco, a apresentação de Gaga deixou a desejar para muitos fãs, que esperavam mais ousadia e ativismo da sua parte. 
 
“O público esperava algo mais politicamente explícito”, comentou Daniela Mussi no Facebook. Seja por ordens da organização ou por escolha de um repertório com críticas embutidas, Lady Gaga não fez nenhum discurso abertamente contra Trump, mesmo tendo declarado publicamente a sua posição contrária ao presidente. Fato é que Gaga deu um espetáculo e não deixou a desejar ao homenagear a comunidade LGBT com Born This Way.
 
A apresentação foi o 2º Maior Show do Intervalo do Super Bowl em número de audiência, ficando atrás apenas do apresentado por Katy Perry. 



It Gets Better Brasil será lançado em março em Curitiba

 
Curitiba será mais uma vez pioneira ao receber a parceria do projeto It Gets Better, que se consagrou como um movimento mundial de ajuda a jovens LGBTs em situação de opressão e abuso. O Espaço Paranaense da Diversidade anunciou, com alegria, a chegada do material promocional da campanha, camisas, bottons e adesivos, e informou sobre a gravação do primeiro vídeo em Curitiba, que acontecerá no dia 17 de março, durante as comemorações dos 25 anos do Dignidade.



Páginas