Últimas Notícias

Poder de compra e os direitos dos consumidores LGBT

Estima-se que a população LGBT tenha um grande potencial de consumo segundo uma pesquisa da Out Leadership, associação internacional de empresas que desenvolvem alternativas de consumo para o público LGBT. Os dados revelam que no Brasil a disponibilidade financeira do público gay é de aproximadamente US$ 133 bilhões, o equivalente a 418,9 bilhões de reais, correspondendo a 10% do PIB (Produto Interno Bruto) do país.



Filme gay “Me Chame Pelo Seu Nome” estreia em diversos cinemas do Brasil

“Me Chame pelo Seu Nome” é um filme de amor sensível e romântico que trabalha com diversos sentimentos. A obra de Lucas Guadagnino narra o nascimento da paixão entre um homem de 28 anos e um garoto de 16. Elio é o filho único de uma família norte-americana descendente de italianos e franceses. Ao passar as férias na Itália, na casa de seus pais, conhece Oliver, um acadêmico que chegou para ajudar o pai de Elio em uma pesquisa. O filme então discorre sobre os flertes dos dois, seus encontros e as descobertas do jovem Elio diante da surpresa da paixão com outro homem. 



OAB promove mesa de debate em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans em Curitiba

Em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans que acontece no dia 29 de janeiro, a OAB Paraná fará um evento com diversos profissionais do direito para debater políticas públicas encabeçadas pela Corte IDH no Brasil e na América. Essas instituições são formadas por juizes de vários países, incluindo o Brasil, para fomentar ideias de inclusão e assegurar os direitos humanos. O debate também irá considerar a opinião e ideias da sociedade para garantir os direitos das pessoas transgênero durante 2018. 




Historiador e ativista LGBT é agredido em Minas Gerais por estudante da mesma universidade

Fabrício Marçal Vilela, de 26 anos, historiador e ativista LGBT, foi agredido verbal e fisicamente por outro estudante da universidade onde estuda. O agressor seria um estudante do curso de física na Universidade Federal de Uberlândia, no  câmpus de Ituiutaba, em Minas Gerais. Marçal saía de uma sorveteria acompanhado da irmã, que também é homossexual, quando encontroou o agressor Gustavo Henrique Palazzo, no último sábado, dia 20 de janeiro.




Exposição “Tarja Preta” traz retratos de personalidades LGBT no Museu da Diversidade Sexual em São Paulo

A exposição “Tarja Preta” abriu no dia 24 de janeiro e apresenta retratos de importantes personalidades LGBT do Brasil. A mostra é formada pelas obras da fotógrafa Vania Toledo com imagens feitas nos anos 70, 80 e 90. Todas as imagens remetem às ações culturais na cena LGBT de São Paulo, formados por artistas como o cantor Ney Matogrosso, a escritora Cassandra Rios, o estilista Clodovil, cartunista Laerte, Leo Moreira, Luana Hansen, João Silvério Trevisan, As Bahias e a Cozinha Mineira, Karina Dias e Jean Claude Bernadet.



Blocos de Carnaval LGBT agitam as ruas de Curitiba

Em meio a tanta LGBTfobia durante o ano, Curitiba recebe blocos que representam a comunidade LGBT durante o seu famoso pré-Carnaval. As músicas e fantasias são compostas e produzidas por todos que quiserem participar. Conversamos com o bloco “Fogosa” e a bloca, sim, no feminino, “Saí do Armário e Me Dei Bem”. 
 
O Bloco Fogosa é comandado pelo artista Siamese e aborda não somente questões de gênero e sexualidade como também versa sobre o racismo estrutural.



Áudio homofóbico de WhatsApp é enviado por engano de advogado para seu cliente gay

“É uma bichinha enrustida”, foi como um advogado se referiu ao seu cliente através de um áudio enviado pelo WhatsApp. O professor Anderson Ribeiro, de 32 anos, de Curitiba, ingressou com uma causa trabalhista em um escritório de advocacia e seu caso foi passado para outro advogado, que enviou um áudio ofensivo por engano, mas que acabou se tornando um grande tormento na vida do professor. 



Páginas