Últimas Notícias

John Travolta é flagrado beijando outro homem

Depois de divulgarem que interpretará uma mulher na versão para o cinema do musical “Hairspray”, o ator John Travolta, 52 anos, casado, foi flagrado pelo tablóide Nation Enquirer dando um selinho em um homem. No Canadá, Travolta deu um selinho de “amigo” na porta do seu avião particular, no aeroporto de Hamilton.




Pais não querem professora trans nos EUA

Quatro crianças tiveram sua transferência solicitada por seus pais em uma escola secundária do distrito de Buffalo, nos EUA. O motivo da transferência foi que uma professora da escola irá se submeter a uma cirurgia de mudança de sexo. A escola informou à comunidade sobre a questão através de uma palestra com médicos e advogados. E tiveram algumas reações homofóbicas durante a apresentação.




Gana proíbe conferência GLBT

O Ministro da Informação de Gana, Kwamena Bartels, cancelou, no dia primeiro de setembro, uma conferência de Direitos Humanos que deveria ser realizada no país, em Kofiridua, no final dia 23 de setembro. Segundo o ministro, é crime ser homossexual no país e gays são presos. “Homossexualidade, lesbianismo e bestialidade são ofensas pelas leis de Gana... O governo não apóia atividades que ofendam a cultura e a moral do povo de Gana... Queremos deixar claro que não permitiremos tal conferência no país”, inflamou o ministro.




Transexual FTM de Brasília autoriza mudança de nome e sexo

Por viver e agir desde os cinco anos de idade como menino, e já ter retirado a mama e todo o aparelho reprodutor feminino, a 1ª Vara de Família de Brasília autorizou um transexual trocar seu nome e alterar seu sexo para masculino em seus registros.

FTM – female to male - e MTF - male to female – são as classificações técnicas para  distinguir as pessoas que precisam adequar os seus órgãos genitais por incompatibilidade entre o corpo e a sua identidade de gênero.




Casais gays e violência doméstica


Foi detectado o aumento de 13% no registro de casos de violência doméstica gay. 6523 novos casos de violência doméstica em lares homossexuais e seis assassinatos passionais foram registrados em uma pesquisa realizada por um ano em 11 capitais na América do Norte.

Como solução, cogita-se a criação de uma doação de US$ 23 aos casais que fizerem o registro de parceria civil ou união estável. Com isso, pretende-se financiar programas de combate à violência doméstica no meio GLBT.




Uganda na mira da Anistia Internacional

Segundo relatório da Anistia Internacional, divulgado no dia 29 de agosto, Uganda não respeita os Direitos Humanos assegurados pela Constituição do país, especialmente no trato com os homossexuais. Para a entidade, houve aumento na violência contra homossexuais no país.

Uma revista divulgou este ano uma lista de homossexuais em suas páginas, o que causou perseguição aos mesmos. No país a homossexualidade é ilegal e acusados sofrem tortura e abusos.




Príncipe gay quer adotar criança


Manvendrasinh Gohil , 40, príncipe indiano que foi ganhou as manchetes este ano após ser deserdado pela família por ser homossexual, quer agora adotar um filho. Esta seria uma forma de melhorar o relacionamento com a sua família.



Pastor será julgado por estuprar mulher lésbica

Em uma sessão diferente de exorcismo, um pastor do Texas é acusado de estuprar uma mulher de 22 anos. Segundo a vítima, o pastor Leonard Ray Owens tentou expulsar um “demônio lésbico” durante uma sessão de aconselhamento. Após o segundo estupro, em novembro no ano passado, a vítima prestou queixa e o religioso foi preso mas conseguiu liberdade após pagar fiança. O pastor, que nega o abuso, irá a julgamento e pode pegar até 20 anos de cadeia.




Hong Kong: dono de sauna é condenado

Um homem de 45 anos, Michael Kuek Boon-Leng, nascido na Singapura e o funcionário Samson Tsui Ying-Chung, 35 anos, terão de prestar, respectivamente 80 e 40 horas de serviço voluntário. A razão é que Michael é proprietário da sauna “Blue Spa” e lá estaria havendo a oferta de serviços sexuais, conforme constatou um policial disfarçado. Os dois foram condenados pelo crime de facilitação da prostituição.




Prefeitura de Taipé levanta a bandeira gay


Como parte das comemorações do 7º Festival do Movimento Gay de Taipe, a prefeitura deve hastear no dia 17 a bandeira do arco-íris na sede da administração do município. O festival chamado de “Taipei amiga dos gays” terá fóruns de direitos humanos e eventos culturais. A prefeitura, através da Secretaria de direitos civis é a maior patrocinadora do evento. É a primeira vez que a prefeitura adere aos pedidos da comunidade para o evento. Também será celebrado um casamento gay durante o evento e pretende-se discutir pelo menos uma lei de parceria civil no país.



Páginas