asia

Hotel da Tailândia faz alerta e exige autorização de hóspedes para entrada de ladyboys

Os hóspedes do Omni Complex Hotel, em Bangkok, capital da Tailândia, cidade famosa pela prostituição e por ter uma das maiores comunidades trans do mundo, estão recebendo um formulário da recepção, caso tentem levar para seus quartos, um profissional do sexo que seja percebido como “ladyboy”, termo usado no país para descrever mulheres transgêneros, ou até mesmo, homossexuais afeminados.



Primeiro concurso de beleza transgênero da Índia reúne 1.500 participantes

A Índia realizou seu primeiro concurso de rainha de beleza transgênero que foi disputado por mais de 1.500 concorrentes na primeira seleção, que representaram diferentes estados da índia. A final, realizada esta semana, contou com 15 competidoras selecionadas e uma mega produção. O concurso só foi possível graças ao governo indiano que aprovou um projeto de lei que visa proteger os direitos das pessoas trans, denominado Transgender Person (Protection of Rights) em 2016, reconhecendo as pessoas trans como um terceiro sexo.



8 homens são presos por organizar “festa gay” na Indonésia

A Indonésia sempre esteve nos radares dos Direitos Humanos pela forma que os seus regulamentos regionais punem mulheres e LGBTs. Depois dos dois homens condenados a 100 chibatadas na província livre de Aceh, foi a vez de um grupo de 14 homens serem autuados pela lei anti-pornografia do país e pelo crime de organizarem uma “festa gay”, na cidade de Surabaya.
 
O chefe da polícia local Shinto Silitonga explicou que os homens foram pegos em flagrante em um quarto de hotel da segunda maior cidade da Indonésia.



Empresa aérea japonesa abraça a diversidade e cria banheiro sem gênero

A empresa aérea japonesa All Nippon Airways, Ana, anunciou esta semana novas políticas contra o preconceito e pela diversidade. A mais interessante delas é que, em suas salas VIPS, nos aeroportos japoneses de Haneda, Narita (ambos em Tóquio) e Osaka, a comunidade trans ou qualquer outra pessoa, poderá usar o banheiro antes exclusivo para cadeirantes. "Todos podem usar este local que é de uso universal", diz o cartaz na porta dos novos banheiros. Ainda, os passageiros do mesmo sexo em união estável poderão partilhar milhagens no programa de benefícios da empresa.



Transexual é eleita deputada federal nas Filipinas

A transexual Geraldine Roman,49, se tornou esta semana a primeira transexual eleita para o Parlamento das Filipinas. Sua campanha foi prometer promover a luta contra o preconceito e a exclusão no país e dar continuidade ao legado de sua mãe. Geraldine recebeu mais de 60% dos votos do Partido Liberal. Ela representará a região de Bataan, no Nordeste das Filipinas. Filha de uma ex deputada que atuou por três mandatos, o máximo permitido pelas leis locais, ela mostrou querer fazer um trabalho de continuidade em sua campanha.



Aplicativos de paquera criam epidemia invisível na Ásia, diz ONU

Uma pesquisa recente da ONU, organizada pela UNICEF, aponta a culpa dos smartphones no crescimento da incidência do HIV em adolescentes. Realizada com jovens de 10-19 anos na região da Ásia-Pacífico, o estudo que levou dois anos para ser concluído relaciona o uso de aplicativos de paquera com sexo casual e incidência do HIV em uma região com mais de 1.2 bilhão de pessoas nessa faixa etária.



Ilha inglesa de 56 habitantes regulamenta casamento gay mesmo sem ter demanda

As ilhas Pitcairn, território britânico perto da Polinésia Francesa, no Oceano Pacífico, aprovou uma lei que autoriza o casamento gay na considerado a nação do mundo com menor número de pessoas, 56 no total. Os nativos de um dos últimos territórios semi-autônomos tomados na colonização seguiram uma indicação do governo britânico e aprovaram em seu conselho a lei do casamento igualitário que passou a vale no dia 15 de maio.



Grupo terrorista Estado Islâmico divulga imagens chocantes de gays sendo jogados de prédio

Uma multidão, suspostamente em Mosul, no Iraque, aguarda que dois homens sejam atirados do alto de uma torre por terroristas do grupo Estado Islâmico. Os homens, supostamente homossexuais, conforme as legendas das imagens, foram condenados a morte por sodomia, segundo as leis islâmicas pregadas pelo grupo que avança em diversos países do Oriente Médio assassinando não islâmicos, estrangeiros e LGBTs.




Glindr: App chinês de namoro gay tem 15 milhões de usuários e captou mais de R$70 milhões

Brincadeiras à parte, o concorrente chinês do aplicativo de namoro gay para celulares Grindr, o Blued, já alcançou em menos de um ano e meio de funcionamento três vezes mais usuários do que o famoso aplicativo, são 15 milhões contra 5 milhões de cadastros. Com estes números, o Blued conseguiu US$30 milhões em investimentos para ampliar seu produto. Os criadores do aplicativo comemoraram o sucesso e apostam no montante para mostrar o poder da internet no meio gay e o valor desse mercado, ajudando a derrubar preconceitos na China.




Strip da paz: Trans acabam com conflito armado ameaçando tirar a roupa na Índia

Em Trilokpuri, Oeste de Nova Deli, esta semana, um grupo religiosos estava prestes invadir uma área residencial quando um grupo de 15 transexuais ameaçou tirar a roupa caso o conflito prosseguisse. A tática coerciva é a mesma usada nas ruas quando querem ganhar um trocado ou afugentar alguém. Os homens, hindus e muçulmanos, armados com espadas e pedras, foram bloqueados pelas hijras (classe das transexuais no país) e desistiram do confronto depois da interceptação transexual.




Nova Déli estipula cota de 25% das vagas das escolas públicas para transexuais

A Índia vem mudando suas políticas para as transgêneros, que no país formam a casta das hijras: travestis, transexuais e eunucos historicamente marginalizados que no ano passado foram reconhecidos como terceiro sexo e tiveram uma bolsa auxílio estipulada pelo governo. Para combater o preconceito histórico, a classe recebe agora do governo de Nova Déli, maior cidade do país, a reserva de 25% das vagas de escolas públicas para elas.



Depois de instituir apedrejamento de gays em Brunei, empresa de sultão sofre represália

Ontem, dezenas de manifestantes protestaram em frente ao Beverly Hills Hotel, em Los Angeles, em razão do proprietário do local, o sultão de Brunei, na Ásia, ter instituído a Charia, o código penal islâmico que ordena o apedrejamento de homossexuais e adúlteros, entre outros crimes peculiares como faltar aos cultos. Entre os manifestantes estava o ator Jay Leno, vencedor do Oscar de ator coadjuvante por Clube de Compras Dallas este ano, em que vive uma travesti.




Índia pode rever proibição da homossexualidade restaurada no ano passado

A lei que bane a homossexualidade na Índia, que foi restaurada depois de uma decisão da Corte Suprema do país deve ser novamente discutida a pedido da Fundação Naz. A apelação foi feita ao Ministro da Justiça depois que o país aprovou uma lei que reconhece o terceiro  sexo no país na semana passada.

O pedido é para reexaminar a seção 377 da Constituição, restaurada em dezembro do ano passado. A pressa para botar o assunto em discussão é em razão de uma possível vitória conservadora nas próximas eleições de 2015 que poderia atrasar a revisão do tema.




China: Grupo é condenado por promover orgia gay

Na semana passada, oito homens foram indiciados e condenados pela corte da cidade de Shangai, na China, por promover uma festa sexual em um hotel em setembro do ano passado, sem licença. O caso ganhou destaque no país pela discussão da liberdade do sexo consensual entre adultos. Outra particularidade de caso é que o homem condenado por organizar o evento é casado, bem sucedido e possui doutorado em uma universidade famosa do país.




Bizarro: Programa de TV japonês mostra desafio de homem gay fazendo hétero gozar com sexo oral

Em agosto deste ano, uma cena de um programa de humor japonês conseguiu superar o mau gosto na TV e propôs um desafio que foi tratado de forma hilária. Um gay foi escalado para tentar fazer um hétero ejacular apenas com sexo oral. O ator pornô Ryo Sawai diz que não vai gozar, ainda mais depois de ver a cara feia do oponente, Takuya, um empresário da cena gay local de Tokyo.



Páginas