curioso

O culto ao pênis e a auto estima masculina

O tamanho do pênis sempre foi uma preocupação do homem. A questão é imposta a uma pessoa do sexo masculino desde criança, onde ter um órgão genital pequeno é sinônimo de vergonha e baixa estima, enquanto os dotados são venerados e cultuados. Isso acontece porque o tamanho do pênis também influencia na masculinidade do cara e, nas sociedades falocêntricas, fazem parte das relações de poder. Exemplos são os filmes pornográficos heterossexuais e homossexuais, os aplicativos de pegação e relacionamento e até mesmo as publicações de caráter erótico.



13 aplicativos para encontrar o homem dos seus sonhos... (SQN)

Os aplicativos de relacionamento são febre entre jovens e adultos. Muitos namoros, noivados e casamento nasceram em um desses aplicativos. No caso da comunidade LGBT, eles proporcionam um espaço de relacionamento sem o medo do preconceito - um pouco ilusório, porque até dentro da própria sigla, encontramos intolerância. De sexo à amizade e namoro, conheça 13 aplicativos gays que você precisa, ao menos, experimentar uma vez na vida, vai que o boy da sua vida está lá...
 
Moovz
O Moovz é uma das primeiras redes sociais LGBTs global.



Os surtados do Hornet: Tem maluco dando vexame nos aplicativos de pegação

Que pegação de rua já caiu em desuso, todo mundo já sabe: a moda agora é pagar de doido num desses aplicativos de “relacionamento”. Está duvidando? Baixe o Hornet, por exemplo, crie um perfil bacanésimo que não tenha nada a ver com você (que é o que todo mundo faz), invente um personagem surreal com uma história impossível de sustentar e...
 
 ...catapoft!



Viciados em aplicativos gays: dependência ou mudança de padrão?

Historicamente a comunidade gay tem dificuldade em se relacionar sem algum intermediário, seja tecnológico, um espaço físico ou até mesmo alguma instituição. Tudo por conta do preconceito e do fantasma do armário. Dessa forma, os aplicativos de relacionamento entre homens surgiram com muita aceitação e, desde então, viraram febre entre os jovens. Eles são usados desde para relacionamento até para sexo casual.
 
Uma questão levantada, entretanto, é a dependência de muitos gays desses aplicativos.



Pare de dizer que ser gay não te define, porque define sim

Pare de se desculpar por ser gay. Pare de dizer frases que reduzem a homossexualidade a algo insignificante na vida de uma pessoa. Dizer “ser gay não me define”, ou que você não gosta de ser rotulado tem tanto seus pontos válidos, quanto seu lado negativo, principalmente pelo fato de que isso faz com que você coloque a homossexualidade em um patamar inferior a heterossexualidade. Mas como assim? Você já ouviu alguém dizer “ser hétero não me define” como uma forma de se desvincilhar de estereótipos?



Olimpo gay: Os primeiros atletas LGBTs das Olimpíadas Modernas

As Olimpíadas Modernas tiveram seu início na edição de 1908, onde um atleta homossexual quase participou. O ginasta dinamarquês Niels Bukh foi cortado em cima dos jogos porque seu porte físico não era considerado atlético. Entretanto, na edição de 1912 foi medalhista de ouro ao treinar a equipe do seu país, aplicando seu próprio método de ginástica que perdura até hoje e leva seu nome.



Bate-Papo do Uol ajudou muitos gays a se descobrirem e faz 20 anos

20 anos marcando novas amizades, putaria, juntando pessoas, marcando encontros para sexo e celebrando conversas. As salas de bate-papo da Uol são conhecidas no Brasil todo e, principalmente para a comunidade LGBT, contam com um significado histórico. Em 1996, antes mesmo do Google (antes dominava no Brasil o buscador Cade?), o chat já permitia que membros da comunidade conversassem, se conhecessem e até se encontrassem pessoalmente.



Páginas