go

Serial killer de Goiânia manteve encontros com as primeiras vítimas homossexuais

Entre 2011 e 2014, o vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, agora com 29 anos assassinou ao menos 39 pessoas na capital goiana, na maioria delas mulheres, mas seus primeiros homicídios foram de homossexuais. Conhecido como serial killer de Goiânia, o homem que está preso desde outubro de 2014 e já foi condenado a mais de 600 anos de prisão por 28 dos crimes já julgados, contou em entrevista para o programa de TV Câmera Record, na semana passada, que chegou a frequentar a casa de algumas de suas vítimas. 



Médico rejeitado por lésbicas diz que gays devem ser mortos em vídeo postado na internet

Em Goiânia, um casal de lésbicas foi surpreendido pela homofobia de um conhecido médico da cidade. “Gay, veado, se pegar, tem que matar essa desgraça. O mundo não é pra isso, as aberrações” disse o pneumologista Ricardo Dourado. O médico estava no bar de um posto de gasolina (?) quando encontrou as mulheres e reagiu declarando seu preconceito, gravado em vídeo, depois que uma delas mandou o médico parar de incomodar a companheira.



Padre dá benção em cerimônia gay e é afastado por Igreja em Goiânia

O arcebispo de Goiânia, dom Washington Cruz anunciou esta semana o afastamento do padre César Garcia em razão de uma benção dada pelo religioso no casamento dos arquitetos Leo Romano e Marcelo Trento. Um inquérito foi aberto para avaliar a atitude do pároco que não poderá realizar atividades como ordenado até sair a conclusão do Tribunal Eclesiástico de Goiânia. Segundo o arcebispo local, a presença do padre na cerimônia vai contra a sua posição, bem como o ato de se manifestar, mesmo como amigo, na celebração.




Padre carismático aborda casal gay que se beijava na rua e diz no Facebook que gays são doentes

O padre cantor goiano Cleidimar Moreira surpreendeu seus seguidores esta semana no Facebook ao postar que havia buzinado para um casal gay que se beijava na rua de Goiânia. Em discurso altamente repressor e preconceituoso, o padre da renovação carismática, e famoso por cantar o amor e Deus em suas músicas, chamou o ato dos rapazes de “sentimentos falsos” e contrários à “vontade de Deus”.