importante

Precisamos combater o racismo na comunidade LGBT

No dia 21 de março, o mundo se volta para o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial, institucionalizado pela ONU em memória ao Massacre de Shaperville, onde 69 negros foram mortos, e outros 186 ficaram feridos, quando o exército sul-africano atirou na multidão que protestava contra a lei do passe em Joanesburgo em 1960. No Brasil, 63 é o número de jovens negros assassinados por dia, segundo CPI do Senado.



Rede AccorHotels se torna membro do Fórum de Empresas e Direitos LGBT

No mês passado a rede francesa de hotéis AccorHotels, por meio da AccorHotels América do Sul, passou a integrar o Fórum de Empresas e Direitos LGBT, entidade fundada em 2013, em São Paulo, com objetivo de organizar e criar 10 compromissos para empresas em instituições, em respeito e promoção da comunidade LGBT. A rede reúne as bandeiras IBis, Mercure, Novotel, Adagio, Pullman, entre outros, com 310 na América do Sul, sendo 274 deles no Brasil. 



Gays e a saúde mental: o preço do preconceito

Há diversos estudos no mundo todo sobre a relação entre a orientação sexual de uma pessoa e os índices de problemas mentais, como depressão, bipolaridade e suicídio. Entretanto, um novo estudo apresentado na Universidade Nacional da Austrália pontua um aspecto que parece tão óbvio para todos, mas que é ignorado nas conclusões dos maiores estudos mundiais: não há ligação direta entre a orientação sexual de uma pessoa e os problemas mentais que ela sofre. O risco está no ambiente depreciativo a que essas pessoas são submetidas.
 
O estudo do Dr.



It Gets Better Brasil será lançado em março em Curitiba

 
Curitiba será mais uma vez pioneira ao receber a parceria do projeto It Gets Better, que se consagrou como um movimento mundial de ajuda a jovens LGBTs em situação de opressão e abuso. O Espaço Paranaense da Diversidade anunciou, com alegria, a chegada do material promocional da campanha, camisas, bottons e adesivos, e informou sobre a gravação do primeiro vídeo em Curitiba, que acontecerá no dia 17 de março, durante as comemorações dos 25 anos do Dignidade.



Rapaz de 22 está internado em Floripa, depois de consumir GHB em festa

Um rapaz de 22 anos, de Santa Catarina, é a primeira vítima do abuso da droga GHB, também conhecida como Gi, neste Verão em Floripa. O jovem estava em uma festa eletrônica de Natal neste domingo, na Rua das Rendeiras, na Lagoa da Conceição, quando misturou GHB e álcool. Ele caiu inconsciente, com convulsões, e foi levado por amigos para o Hospital Governador Celso Ramos onde permaneceu estabilizado em coma induzido nas primeiras horas.




10 lições preciosas que a vida me ensinou

Tenho 36 anos e já vivi um pouco. Tive uma vida diferente da maioria das pessoas. Aos 15 anos de idade, me mudei para o Japão, tive contato com diversas culturas e filosofias. Posso dizer que vivi bastante, apesar da jovem idade. Embora a palavra “bastante” para mim conote “suficiente”, sempre quero viver mais, aprender mais. Morei fora outras vezes, viagei bastante, passei por alguns dramas pessoais: sofri, caí e levantei. No caminho, vamos aprendendo lições e delas tiramos proveitos, ou não. Resolvi copilar alguns desses ensinamentos da vida.



Campanha francesa emociona mostrando as dificuldades enfrentadas por LGBTs ao longo da vida

Um lindo vídeo universal foi criado pela ONG francesa Inter-LGBT interação social para mostrar ao mundo os estresses que pessoas LGBT passam ao longo da vida por conta de sua orientação sexual e questão de gênero. "Até que a sociedade progrida, nós continuaremos" diz o filme "The Obstacle Course" - "A corrida com obstáculos", que lembra que além de todos os problemas comuns aos outros cidadãos, os homossexuais precisam responder a medos e situações específicos em suas vidas.



Tô passada: ONG lança curso preparatório para o Enem gratuito para LGBTs em Curitiba

O Transgrupo Marcela Prado, de Curitiba, lança cursinho preparatório para o Enem 2016 “Tô Passada”, um curso popular e gratuito de educação emancipadora. A proposta é  preparar melhor a comunidade LGBT para o ingresso no ensino superior, tendo como foco o ENEM, e na carreira profissional, sendo direcionado para mulheres transexuais, travestis, homens trans e demais população LGBT. O nome "tô passada" é uma gíria gay que foi colocada de forma super didática e positivista.




Como é ser gay na terceira idade?

Você já parou para pensar sobre como é viver a homossexualidade aos 60 anos? Um estudo publicado na revista Social Science & Medicine aponta que é bem mais difícil ser gay depois dos 50 anos. Problemas como depressão são comuns e o sentimento de invisibilidade e irrelevância social aumentam. 
 
Essa fase é retratada no filme O amor é estranho, do roteirista brasileiro Maurício Zacharias, de 2014. Na trama, ele mostra como um casal gay de mais de 50 anos sofre um preconceito duplo por resolver se casar depois de quatro décadas juntos.



Vírus HIV resiste ao PREP e causa alerta sobre protocolo

Um caso raro chamou a atenção de pesquisadores sobre o vírus HIV. Um canadense de 43 anos foi infectado com o vírus mesmo fazendo o tratamento de profilaxia, o PREP. O método, chamado de profilaxia pré-exposição, consiste no consumo diário de medicamentos retrovirais para evitar a infecção de pessoas que ainda não são portadoras do vírus. Cientistas da Conferência de Retrovírus e Infecções Oportunistas afirmam que a prática protege em mais de 99% dos casos e que este é raro.



Defensoria Pública da União busca permitir a doação de sangue por homossexuais em todo o país

Um dos direitos negados a pessoas homossexuais é a doação de sangue. Os hemocentros de todo o país contam com normas restritivas que proíbem a coleta de homens que tenham praticado sexo com outros homens nos últimos 12 meses, afetando homossexuais, bissexuais e HSH (Homens que fazem sexo com homens). A decisão toma como respaldo a justificativa de evitar a coleta de sangues infectados por HIV e é respaldado por uma normativa da Anvisa.



Curitibanos contam com PEP disponível 24h na UPA Matriz

A Profilaxia Pós Exposição é um protocolo para casos de risco de infecção pelo HIV para incidentes como rompimento do preservativo, acidentes com instrumentos perferocortantes e, principalmente, violência sexual. Tomando uma combinação de medicamentos após até 72 horas do momento da possível exposição, são diminuídos os riscos para a infecção pelo vírus HIV.



Alerta: Poppers pode causar morte súbita por inalação

Segundo estudos da Universidade da Califórnia, as novas versões dos populares poppers, droga barata e vendida na internet que agrada a comunidade gay, pode causar morte imediata.  O produto, hoje, não é mais seguro, alerta o pesquisador Dr. Timothy Hall, que encontrou novos nitritos nas composições da droga que é inalada principalmente durante o ato sexual como relaxante. Colas industriais, aerossóis, e componentes químicos extremamente tóxicos foram encontrados pelo estudo que alerta que o produto mudou e ficou perigoso demais.