militancia

Dinamarca retira a transexualidade da lista de distúrbios mentais

A Dinamarca é mais uma vez o centro das atenções da comunidade trans. Depois do filme “A Garota Dinamarquesa” contar a história de Lili Elbe, agora a Dinamarca é novamente pioneira ao retirar a transexualidade da lista de doenças mentais no país. A decisão foi aprovada em Maio de 2016, mas só entrou em vigor no dia 1º de Janeiro de 2017. Agora, o país usará um código exclusivo para tratar as questões de identidade de gênero.




It Gets Better Brasil será lançado em março em Curitiba

 
Curitiba será mais uma vez pioneira ao receber a parceria do projeto It Gets Better, que se consagrou como um movimento mundial de ajuda a jovens LGBTs em situação de opressão e abuso. O Espaço Paranaense da Diversidade anunciou, com alegria, a chegada do material promocional da campanha, camisas, bottons e adesivos, e informou sobre a gravação do primeiro vídeo em Curitiba, que acontecerá no dia 17 de março, durante as comemorações dos 25 anos do Dignidade.



Câmara de Curitiba irá rever utilidade pública de Ong LGBT

Depois de negar no início deste mês o pedido de utilidade pública da ONG Instituto  Brasileiro de Diversidade Sexual, IBDSEX – Instituto Dignidade, a Câmara dos Vereadores de Curitiba irá rever nesta quarta-feira um requerimento que questiona a validade da decisão. Isso porque  na votação em segundo turno do dia 6 de setembro, a matéria foi retirada de pauta por 25 sessões, após pressão da bancada evangélica.  



São Paulo recebe conferência internacional sobre gênero e sexualidade

A 2ª Conferência Internacional [SSex BBox] e Mix Brasil é um encontro de pesquisadores, ativistas, artistas, trabalhadores sexuais e pessoas que vivenciam questões relativas ao gênero e à sexualidade fora da caixa. O evento é aberto para todas as pessoas e propõe discutir e interligar as linguagens acadêmica, artística e popular em relação ao tema LGBTQIA+, com foco no enfrentamento ao preconceito, discriminação e violência causada pela homo/lesbo/bi/transfobia.



Tudo pronto para a Parada da Diversidade de Curitiba 2016

No Domingo do dia 13 de Novembro, Curitiba recebe a sua Parada da Diversidade, organizada pela Associação Paranaense da Parada da Diversidade e grupos parceiros. Este ano, o tema escolhido será “E Por Falar em Juventude...”. Além da costumeira dúvida sobre o tempo, a questão mais uma vez é se o prefeito eleito de Curitiba ou o atual prefeito irão aparecer no evento. Nunca, em 16 edições do evento, um prefeito da cidade compareceu... quem sabe este ano não temos um novo posicionamento dos nossos políticos.



Grindr lança linha de roupas íntimas e esportivas com lucro para ajudar na causa

Todo mundo tem algumas peças de roupas íntimas que são usadas para aqueles momentos de pegação, seja para ir à balada, para um encontro ou para seduzir logo de cara no sexo casual. O aplicativo gay Grindr, que ajuda homens gays a encontrarem outros homens para sexo ou namoro, lançou esta semana uma coleção de roupas íntimas e esportivas inspirada na cultura pop LGBT e com referências da mitologia grega.



Marinha americana vai nomear navio em homenagem ao ativista gay Harvey Milk

O Congresso Americano divulgou uma notificação assinada pelo Secretário da Marinha Americana, Ray Mabus, que dá indícios da nomeação de um navio da frota de comando da Marinha como o nome de USNS Harvey Milk, em homenagem ao político e ativista gay de São Francisco. A notícia foi divulgada pelo USNI News e bastante comemorada pela comunidade LGBT norte americana, uma vez que Milk é um grande ícone gay no país. 
 
Assassinado em 1978, quando era político e uma das principais vozes do movimento queer dos Estados Unidos, Milk tinha certa relação com a Marinha Americana.



Orgulho de quê? De estar vivo e de existir!

Hoje é o Dia Internacional do Orgulho Gay. Alguns não entendem a importância deste dia. Ele tem diferentes significados mas ele representa, sobretudo, resistência. Em 28 de Junho de 1969, um grupo de LGBTs reagiu à opressão policial em uma rebelião no Bar Stonewall Inn em Nova York que durou alguns dias. Foi um marco. Mas muitos não entendem.



Joinville recebe trans curitibana Maitê Schneider esta semana

Nesta quarta e quinta-feira, a atriz e ativista trans Maitê Schneider desembarca em Joinville para dois eventos. Na quarta ela estreia com sua peça Escravagina, com direção de Cesar Almeida, às 20h, no Galpão de Teatro Ajote ( Rua Quinze de Novembro, 1383. Anexo a Cidadela Cultural Antártica.).  O espetáculo, sucesso de público e crítica em Curitiba é uma autobiografia adaptada de seu processo de descoberta como mulher.



Após Orlando, OEA se une contra a homofobia e promete ser mais direta na defesa dos LGBT

A Organização dos Estados Americanos (OEA), que reúne Brasil, Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Estados Unidos, México e Uruguai, anunciou na semana passada que irá atuar junto aos seus membros para combater a homofobia. Há alguns anos a instituição reporta as violações aos direitos LGBT no continente e decidiu assumir a linha de frente perante a homofobia como resposta ao atentado de Orlando. O anúncio deste reforço foi oficializado na 46ª Sessão Ordinária da Assembleia Geral da OEA, em São Domingos, na República Dominicana.



Ativistas saem da escuridão e realizam vigília no Marrocos

Depois do atentado em Orlando, homenagens às vítimas mortas na boate Pulse eclodiram por todo o mundo. A torre Eiffel ganhou as cores do arco-íris, bem como diversos monumentos pelo mundo. Vigílias foram e estão sendo organizadas em solidariedade às famílias das vítimas.  A Walt Disney World doou um milhão de dólares para as famílias das vítimas. Mas nenhum ato foi tão tocante quanto o de gays marroquinos que realizaram uma vigília em frente ao Parlamento do país na capital Rabat na noite desta quarta-feira.




Casal lança incrível projeto sobre amor gay para o dia dos namorados

Seguindo o sucesso dos blogs de fotos com a história de pessoas não famosas, o fotógrafo Ricardo Puppe e o jornalista Theo Borges, de João Pessoa, Paraíba, um dos estados mais violentos para os homossexuais viverem, com altos índices de homofobia e machismo, criaram a campanha #NossoAmorExiste. Com relatos de casais LGBTs ilustrados por fotos, os dois que estão noivos abordam temas como aceitação, superação, dificuldades, e claro, belas histórias de amor.



Soldado gaúcho quer ser o primeiro a casar vestindo uniforme da Brigada Militar

Juntos há quase um ano, o soldado Miguel Martins, de 29 anos, e seu noivo Diego Souza, de 21 anos, querem se casar em dezembro deste ano. Martins, militar há 10 anos, lotado no 1º Batalhão de Patrulhamento de Áreas de Fronteira (1º BPAF), de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, quer manter a tradição e se casar usando a farda de gala da corporação. Ele fez o requerimento ao comando da Brigada Militar que devem avaliar o pedido.



Curitiba: Marcha pela Diversidade reúne multidão debaixo de chuva e frio

Cerca de mil pessoas prestigiaram a primeira Marcha pela Diversidade neste Domingo em Curitiba. Organizado pelo Transgrupo Marcela Prado, Grupo Dignidade e grupos parceiros, o evento tinha como objetivo celebrar o 17 de maio, Dia Internacional de Luta contra a Homofobia.  Com um grande trio, a marcha que encerrou uma semana interia de atividades de militância conduziu cerca de mil participantes da praça Santos Andrade até a Boca Maldita onde aconteceram diversos shows em palco montado no local.



“Homossexual sim, gay não” diz ativista de Direita da França que é contra o casamento gay e a adoção

O jornalista Jean Pierre Delaume-Myard, criador do grupo francês “Manifestação para Todos” “Manif pour Tous”, que defende o casamento entre homens e mulheres apenas, é gay e revolta a militância com seu discurso cheio de homofobia internalizada. Delaume-Myard é contra o casamento gay, mesmo sendo homossexual. Ele discorda que a união civil homossexual tenha o mesmo status do matrimônio “natural”, defende a igreja, é contra a barriga de aluguel e ainda critica seus pares, principalmente os militantes, ao qual diz fazerem parte de um lobby gay.



Incrível: Pet Shop na Turquia vende tartaruga gay e testa os consumidores

Como você reagiria se gostasse de um animal e um pet shop e o vendedor te avisasse que o bicho é gay. Como assim gay? Homossexual, que gosta de acasalar com outros machos. Bem, foi isso que a Anistia Internacional Turquia propôs para testar a homofobia na Turquia.
 
O vídeo divulgado na semana passada está fazendo sucesso e mostra a reação da população turca, uma amostra da homofobia local. Apesar da homossexualidade não ser crime no país, a sociedade ainda acha que homossexuais são doentes ou menos merecedores de direitos.



Páginas