militancia

Marcha Gay no Paraguai termina em pancadaria

No último dia 2, participantes de um protesto gay em Assunção, capital do Paraguai, foram hostilizados pela polícia quando se aproximaram do local da 44ª Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos, realizada no dia seguinte. Com objetivo de pedir que o país assinasse a Resolução Sobre Direitos Humanos, apresentada pelo Brasil, que teve apenas quatro adesões, os manifestantes foram repelidos pela polícia em frente a sede da Conmebol (Associação de Futebol da América do Sul).




Rede de hotéis Marriott faz campanha voltada ao público LGBT

“#LoveTravels (O amor viaja ou viagens do amor) Quando você pode ser você mesmo, sem importar quem seja ou onde vai” é o mote da campanha lançada pela rede de hotéis de luxo Marriott para comemorar o mês do orgulho gay. Com peças publicitárias exibindo casais gays, transexuais, gays e lésbicas famosos, a rede de hotéis presente em mais de 40 países quer ser a preferida dos gays, lésbicas e transgêneros.




Menino de 13 anos de Curitiba lança livro sobre adoção por casais gays

Alyson Miguel Harrad Reis, de apenas 13 anos de Curitiba, é o autor do livro “Jamily: a Holandesa Negra”. Filho do casal de militantes Toni Reis e David Harrad, Alyson foi destaque em uma entrevista na edição de setembro – outubro do ano passado na Lado A. Seu primeiro livro fala da história real de uma jovem holandesa mas faz paralelo com sua própria biografia. O livro será lançado no dia 30 de agosto pela editora Appris e está em pré venda com desconto.




Veja quem são os 10 Inimigos Públicos dos Gays em 2014

A tradicional lista anual da Revista Lado A, a mais antiga revista impressa para a comunidade gay brasileira, “Os 10 inimigos públicos dos gays no Brasil” enumera as personalidades brasileiras, que por meio de ações ou declarações na mídia, promovem o preconceito à comunidade de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros no Brasil. São declarações que desqualificam os cidadãos homossexuais e promovem o preconceito que em um cenário maior sustentam um sistema de opressão que resultam em assassinatos, bullying, discriminação e suicídios.



Wagner Moura posta foto com frase: “Homofobia não é a nossa praia”

O ator Wagner Moura é uma unanimidade nacional. Depois de fazer a sequência Tropa de Elite, foi alçado ao patamar de maior astro do cinema brasileiro na atualidade. Depois de uma carreira consagrada no teatro e na TV, Moura mostra todo seu talento mais uma vez em “Praia do Futuro”, do diretor Wagner Moura. Mas, desta vez, ele vive um homossexual e o público parece não estar entendendo bem o novo papel do ator.
Um cinema da Paraíba chegou a alertar os clientes da cena de sexo gay do filme, muitas pessoas por todo o país abandonam a sessão do polêmico filme.



Paraíba tem lindo comercial com beijo gay contra a homofobia e pelo amor na TV! Assista!

Neste fim de semana, a ONG Movimento do Espírito Lilás (MEL), em parceria com o Ministério Público do Trabalho, lançou a campanha “O amor une. A homofobia, não”, que será veiculada em todo o estado em canais abertos de televisão. O trabalho é bonito e lembra as tradicionais campanhas de margarina, surpreendendo pelo casal de homens. O lançamento da campanha marcou a celebração do Dia Internacional de Combate à Homofobia, que é comemorado no dia 17 de maio.




SP: Casarão na Paulista vai virar Museu da Diversidade, promete governador

O palacete Franco de Mello, na Avenida Paulista 1.919, datado de 1905, o último prédio deste período na famosa avenida paulistana, deve virar um museu LGBT, segundo afirmou o governador Geraldo Alckmin (PSDB) durante coletiva de imprensa da Parada Gay, neste final de semana. O imóvel ainda não foi desapropriado e aguarda decisão da Justiça, mas o Alckmin já afirmou que irá começar a licitação para o restauro. O antigo casão da Era dos barões do café é imponente mas precisa ser inteiramente restaurada.




OEA quer resposta do governo brasileiro sobre tortura e violação de direitos de casal de sargentos gays

Esta semana o Brasil recebeu uma notificação oficial da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) por conta do caso dos ex sargentos do Exército Fernando e Laci de Alcântara. Depois de julgados em tribunal militar, os dois foram condenados e desligados da corporação, que afirma que não houve homofobia ou tortura no cumprimento dos procedimentos disciplinares internos julgados na Justiça Militar. O país tem até maio para responder o pedido de informações do Centro pela Justiça e pelo Direito Internacional (Cejil).



Em nota, Comissão da Arquidiocese de São Paulo defende direitos gays pela primeira vez

O mundo está mudando e nunca é tarde para mudar. Partindo do “dar voz aqueles que não tem voz”, frase de seu fundador Dom Paulo Evaristo Ars, a Comissão Justiça e Paz Arquidiocese de São Paulo publicou ontem uma nota oficial histórica em que reflete o preconceito e homofobia da sociedade e os princípios cristão. O texto foi postado na rede social Facebook três dias antes da 18.ª Parada do Orgulho de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais de São Paulo, que acontece Domingo, na Avenida Paulista.



Quando o mundo virou alternativo e o orgulho gay foi perdido?

Há 15 anos, quando fazíamos IRContros (salas de chat de um programa primitivo em tempos de internet lenta), havia uma piada interna no canal #GaySC: “Pai, eu não sou gay, eu sou alternativo”, dito por um dos membros ao sair do armário em casa. De repente, passou a moda clubber, as drags, as paradas, podemos casar, a homofobia é discutida todos os dias, e cá estamos, em um mundo alternativo, de um lado com a ameaça evangélica e do outro o mundo goy. O que aconteceu?




Novo livro “Tempo Bom, Tempo Ruim” do deputado federal Jean Willys aborda sua trajetória e pensamentos

O sempre combatente militante e político Jean Wyllys, “Tempo bom, tempo ruim” será lançado no próximo dia 3 maio, e traz textos seus sobre assuntos polêmicos como minorias, manifestações de junho, homofobia, politica e maconha. Eleito como melhor deputado federal do Brasil em 2013 e 2012, pela revista Congresso Em Foco, por meio de votação popular, o parlamentar formado em jornalismo, vencedor do Big Brother Brasil 5, nascido na pequena cidade de Alagoinhas, no interior da Bahia, é hoje um dos principais defensores das minorias e dos direitos humanos no Congresso Nacional.




Suprema Corte da Índia reconhece terceiro gênero

As transexuais e travestis indianas, mais conhecidas como “hijras”, categoria a qual também se incluem os eunucos, conseguiram na Justiça o direito de serem consideradas um terceiro sexo e, por conseguinte, não serem enquadradas na lei que pune a homossexualidade, resgatada no ano passado e que tornou o sexo gay ilegal no país. Agora, as transexuais poderão se enquadrar em “outros” e não apenas nos gêneros masculino e feminino.



18ª Parada do Orgulho LGBT de SP pede a criminalização da homofobia. Confira todos os temas até hoje!

No dia 4 de maio, a Avenida Paulista recebe mais uma edição da maior parada gay do mundo, a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, em sua 18ª edição. Este ano o tema será “País Vencedor é País Sem Homolesbotransfobia: Chega de Mortes! Criminalização Já!”. O tema foi alterado para incluir os segmentos das lésbicas e das transexuais, já que falar apenas homofobia subentende-se que não se pede a criminalização explícita da violência e preconceito contra as transexuais e lésbicas, segundo seus movimentos.




Itália: Corte ordena que cidade reconheça casamento gay realizado no exterior

A corte da cidade de Grosseto, na Toscana, abriu um precedente importante na Itália. Stefano Bucci e Stefano Chigiotti, casados desde 2012 nos EUA, solicitaram o reconhecimento oficial da união em um cartório da cidade e tiveram o pedido recusado. Eles entraram com processo alegando a legalidade do reconhecimento da união realizada no exterior, assim como acontece com casais heterossexuais que se casam no estrangeiro. A corte da cidade reconheceu o direito da legalização da união realizada em país que reconhece o casamento gay pela primeira vez na Itália.




Deprimente: Ideli Salvatti é nova ministra dos Direitos Humanos e Maria do Rosário promete lei contra homofobia

Enquanto ministra da Secretaria de Relações Institucionais, a senadora catarinense Ideli Salvatti protagonizou um verdadeiro escândalo no final do ano passado, quando em troca do apoio dos evangélicos à reeleição da presidente Dilma, ousou interferir na votação do PLC 122 na Câmara. A mando do Palácio do Planalto, Ideli telefonou aos parlamentares petistas para que o projeto de lei que criminalizaria a homofobia só fosse à votação depois das eleições deste ano. A informação vazou e queimou a ministra com o movimento gay, ou deveria ter queimado.



Páginas