Paraná

Paraná inicia formação da Rede de Atenção a Casos de Violação de Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais

A Secretaria de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos do Estado do Paraná, SEJU, por meio de seu departamento de Direitos Humanos e Cidadania, DEDIHC, convocou a formação da Rede de Atenção a Casos de Violação de Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT), a primeira do gênero no país. O projeto é um conjunto de ações e políticas que visa dar maior apoio ao público LGBT, principalmente aqueles que estejam em situação de risco ou vulnerabilidade social, por conta da violência, e é uma demanda antiga da comunidade LGBT local. 



Vereador de Apucarana protocola projeto contra o ensino de “ideologia de gênero” nas escolas

O vereador da cidade de Apucarana, no interior do Paraná, a 360 quilometros de Curitiba, José Airton Deco de Araújo, protocolou no dia 17 de novembro um projeto de lei contra o ensino de “ideologia de gênero” nas escolas. A proposta prevê que qualquer menção à diversidade sexual e de gênero dentro das escolas públicas ou particulares do município será passível de punição. 



Primeira Guarda Municipal transgênero do Paraná já usa nome social no trabalho em São José dos Pinhais

Valkyria Menna, 43 anos, é a primeira mulher transgênero a fazer parte da corporação de uma Guarda Municipal no estado do Paraná. Após passar por anos de espera, Valkyria agora pode ser chamada pelo nome social em seu trabalho, graças à autorização que recebera da Prefeitura de São José dos Pinhais. No passado masculino, casou-se com uma mulher e teve duas filhas, hoje com 5 e 11 anos.



Assembléia Legislativa do Paraná promove audiência pública sobre a “cura gay”

O Grupo Dignidade em parceria com o Conselho Regional de Psicologia do Paraná promovem uma audiência pública sobre a chamada “cura gay” na Assembléia Legislativa do Paraná no próximo dia 31. O evento foi pedido pelo deputado estadual Professor Lemos e faz parte da campanha do CRP “Diferença não é Doença. Respeito é um direito”. Com fala aberta, será debatido o tema exposto os motivos que justificam que a proposta não é coerente nem com a Psicologia e nem com os direitos LGBT.



Polícia de Londrina admite que cinco homossexuais foram vítimas de emboscada mortal

O delegado chefe da 10ª Subdivisão Policial de Londrina, Osmir Ferreira Neves Júnior, afirmou que nos últimos dois anos cinco homossexuais morreram em casos muito semelhantes: encontros amorosos que acabaram em roubo e homicídio. Osmir disse que os casos que resultam em morte são os que chegam a polícia, porém acredita que a quantidade de vítimas de roubo, chantagem e/ou violência seja muito maior.



Homofobia sim: Pousada que sediaria evento LGBT na Ilha do Mel é interditada e evento proibido

Uma série de arbitrariedades marca a tentativa de realizar a primeira Parada LGBT da Ilha do Mel, no Paraná, que aconteceria neste final de semana. A pousada que receberia os participantes, Pousada da Aninha, em Nova Brasília, foi interditada nesta sexta-feira pela Prefeitura de Paranaguá, que fiscaliza a região. O curioso é que o documento de interdição afirma que o local não tinha alvará de funcionamento, documento que havia sido expedido um dia antes pela Secretaria de Urbanismo de Paranaguá.



Homofobia: estudante é agredido na saída de colégio em Maringá e tem rosto dilacerado

Mais um caso de homofobia entra para as alarmantes estatísticas sobre a violência contra a população LGBT no Brasil. Em Maringá, Norte do Paraná, um estudante de 14 anos foi brutalmente agredido enquanto aguardava por seu transporte em uma parada de ônibus. O adolescente teve ferimentos graves e terá que passar por cirurgias para reconstrução da face.
 
Segundo informações da polícia, o adolescente aguardava o ônibus após sair da escola, na tarde de quinta-feira dia 09 de agosto.



Arquiteto gay é vítima de espancamento em festa em Ponta Grossa e corre risco de perder a visão

O arquiteto André Panatto foi socorrido por uma equipe de resgate depois de ter sido espancado em uma festa realizada no Centro de Eventos da cidade de Ponta Grossa, no último domingo, 23. Internado no Hospital da Unimed, Panatto sofreu várias lesões no osso da face e corre o risco de perder a visão do olho esquerdo. Advogado da vítima afirma que a agressão teria sido feita pelos seguranças da festa por motivos homofóbicos.



Conselho de Educação do Paraná aprova uso de nome social para estudantes trans menores de 18 anos

Em agosto de 2013, o Grupo Dignidade entrou com um pedido formal no Conselho Estadual de Educação do Paraná (CEE-PR) para que pessoas trans pudessem fazer uso do nome social, mesmo se menores de idade. Apesar de uma normativa estadual de 2009 garantir o uso do nome social apenas para maiores de 18 anos, o grupo entendeu que a medida não protegia quem mais precisava do nome social: transexuais estudantes do ensino médio.



Páginas