polêmica

Senado do Chile aprova Pacto de União Civil para pessoas do mesmo sexo

O Senado do Chile aprovou na noite desta terça-feira, com alterações, o projeto de lei 7011/7873, Acordo de Vida em Comum, que regulamenta o pacto de união civil, uma espécie de legislação que permite o reconhecimento legal de uniões entre pessoas, incluindo a união entre pessoas do mesmo sexo. Podem registrar suas uniões pessoas maiores de idade, sem impedimento legal de matrimônio ou uniões civis registradas anteriormente. Se comparado ao Brasil, a lei reconhece e se assemelha ao registro de união estável, documento que comprova a união de fato.



Irlanda: Prestes a regulamentar o casamento gay, ministro e padre saem do armário em apoio à causa

Em maio, a Irlanda devera decidir por meio de um referendo se autoriza ou não o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país. Neste domingo, o ministro da Saúde do país Leo Varadkar (à esq.), 36 anos, declarou-se gay, e apoiou o casamento gay publicamente, sendo o primeiro ministro do país a assumir-se homossexual. A declaração foi feita em entrevista para o canal RTE, junto com sua declaração de apoio ao casamento gay.



Reality show sobre ex gays gera polêmica nos EUA

Neste domingo, estréia nos EUA o programa My Husband´s Not Gay (Meu Marido Não É Gay) do canal pago TLC. O programa que mostra quatro ex-gays mórmons e suas vidas com suas esposas no formato de reality show foi classicado como um desserviço pela GLAAD (Aliança Gay e Lésbica Contra a Difamação). Para a entidade, dizer que a homossexualidade pode ser revertida é algo perigoso e inconsequente. A GLAAD pede para que a TLC cancele a atração.




Psicóloga Marisa Lobo nunca teve registro profissional cassado

O Juiz Federal Claudio Roberto da Silva, da 2ª Vara Federal da Curitiba (PR), emitiu na quinta-feira passada um mandado de segurança anulando o procedimento de cassação da licença profissional da psicóloga Marisa Lobo, resultado prévio de um processo administrativo do Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-PR) que ainda corre em recurso e sigilo no Conselho Federal de Psicologia. A própria psicóloga anunciou o resultado do processo interno e a decisão da Justiça a seu pedido de liminar.




Bi enrustido? Harry Styles do One Direction diz que pessoa ideal ser mulher não é importante

Harry Styles (dir), da banda One Direction, deixou no ar que é bissexual em entrevista ao canal Ode, sobre celebridades, na semana passada. A declaração em forma de piada ao lado do parceiro de grupo Liam Payne veio quando a entrevistadora pediu para ele descrever quatro qualidades para a parceira. Liam disse "ser do sexo feminino é uma boa característica", Harry completa: “Isso não é tão importante”. O cantor ainda continua se referindo ao parceiro ideal como "pessoa".



Peça de teatro em Curitiba foi interrompida por homofobia e rapaz inconveniente foi expulso

Algo parecido com o que ocorreu no Rio de Janeiro na semana passada, quando o ator Ney Latorraca precisou interromper o espetáculo “Entredentes” por causa de uma senhora que o insultou por ser homossexual. Em Curitiba, no final de setembro, os atores da peça “Descaso de Amor”, artistas precisaram chamar a segurança para retirar um rapaz que os xingava. O espetáculo fala de do fim da relação de mais de 20 anos entre dois homens, de sentimentos, amor, traição, lealdade, fidelidade e não tem cena de sexo.



Bafão: Presas famosas se casam para usufruir de benefício de casais homossexuais, serão lésbicas mesmo?

Presas condenadas por cometer crimes que chocaram o país, e cumprem pena em Tremembé, interior de São Paulo, voltaram às manchetes esta semana, depois que se descobriu que Suzane Von Richtofen, condenada a 38 anos e seis meses pela morte dos pais, se casou Sandra Regina Gomes, que cumpre pena de 27 anos por sequestro de uma empresária. Juntas, e "casadas", elas usufruem da convivência marital em cela e ala especial. Sandra antes vivia com Elize Matsunaga, ex mulher e assassina de Marcos Kitano Matsunaga, executivo da Yoki Alimentos, encontrado esquartejado, presa em junho de 2012.



Modelos sarados e dotados se vestem de padres na nova versão do Calendário Ortodoxo

O calendário criado por fiéis gays da Igreja Ortodoxa deste ano faz um tributo à aceitação social. No ano passado, o tema foi o casamento gay e os modelos, alguns são padre de verdade, segundo o projeto criado por romenos, estão cada vez mais lindos! O calendário tem previsão de lançamento para as próximas semanas e pode vir na versão censurada ou sem censura, ou seja, mostrando o santo graal e tudo.




UK: Guarda Real de olho em visitantes gays convidados via apps de pegação

A polícia real inglesa está de olho nos visitantes de convidados do staff da rainha a prédios em que a visitação de funcionários é permitida. Considerada com “grande preocupação” e “risco à segurança real”, a polícia verificou que boa parte dos 800 empregados dos prédios St James’s Palace e the Royal Mews, que podem receber visitas em suas acomodações, inclusive para pernoite, usam aplicativos como Tinder e Grindr para convidar parcerios a dormirem em seus quartos.




Autor de livro que afirma que Lampião era gay consegue derrubar censura imposta por família

Uma guerra ferrenha nos tribunais que durou dois anos liberou a venda do livro 'Lampião, O Mata Sete', do juiz aposentado Pedro de Morais. Depois de saber que a biografia não autorizada afirmava que o rei do cangaço era gay e Maria Bonita adúltera, a família de Lampião questionou a publicação. No dia 30 de setembro, a 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ-SE), derrubou a decisão de primeira instância que proibia a venda de livro por unanimidade. Vera Ferreira, neta de Virgulino Ferreira , o famoso Lampião, conseguiu na Justiça que o livro não chegasse aos leitores.



Carrefour cria Guia da Diversidade e proíbe a homofobia, inclusive por motivo religioso

Os funcionários da empresa francesa de supermercados Carrefour no Brasil receberam este ano a cartilha Guia da Diversidade, com perguntas e respostas com objetivo da inclusão do tema LGBT entre seus colaboradores, onde há o capítulo “Como tratar pessoas LGBTs”. A empresa aderiu ao grupo que apoiou a cartilha da ONU “Construindo a igualdade de oportunidades no mundo do trabalho: combatendo a homo-lesbo-transfobia”, lançada esta semana, no Instituto Carrefour, e mostra que já está fazendo o dever de casa.




Dilma afirma que fala de Fidelix foi um absurdo e que a discriminação é um câncer

Reunida com lideranças LGBT nesta segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff se manifestou sobre o episódio ocorrido no debate eleitoral de domingo, em que o candidato Levy Fidelix foi altamente homofóbico e deselegante. A presidente considerou as palavras de Fidelix um "absurdo". Dilma afirmou que o tema é "uma questão de civilidade", e que "a homofobia é um câncer que corrói a sociedade". Para a presidente, a atitude do candidato não condiz com o tamanho do Brasil e que todos devemos aprender e ser contra a homofobia.

Confira a fala:




Páginas