relacionamento

Namoro abusivo: 10 sinais de que o seu relacionamento não está no caminho certo

Para conseguir determinar se você está em um relacionamento abusivo, é necessário analisar além dos seus sentimentos, é preciso ser objetivo e o mais racional possível. Do contrário, estará enganando a si mesmo. 
Se você tem se sentido criticado, tenso, triste, angustiado, rejeitado, ignorado, pouco importante, isolado, culpado de tudo que acontece na relação, obrigado a se mostrar feliz ou fazer o outro feliz, está deixando seus gostos e interesses de lado para evitar uma briga, é porque sua relação não anda nada bem.  



Por que beijamos? A ciência explica algumas razões para beijar

Você lembra sobre o seu primeiro beijo? Foi com alguma colega da escola ou foi com o melhor amigo escondido na casa da árvore? Independente de onde ou com quem tenha sido, provavelmente o seu primeiro beijo ficou registrado na mente como uma das suas primeiras experiências vividas. 
 
Muito se fala sobre o beijo. Quando o assunto é ciência, geralmente os comentários são negativos e vinculados a doenças que podem ser transmitidas através da saliva. Mas, desta vez, um estudo da Universidade de Oxford explica porque o ser humano tem o hábito de beijar.



Alguns tipos de namorados que você deve evitar!

Todos esses tópicos abaixo foram baseados em postagens que pipocam na Rede. E é óbvio que eu também estou nesse barco. Hoje as pessoas andam tão melindradas que preciso sempre me justificar quando vou escrever sobre qualquer assunto. Do contrário, sou alvo de uma tribo de “corajosos virtuais” que surgem com pedras de faz-de-conta, com palavras de baixo calão e julgamentos que me deixam noooites sem pregar os olhos. Sigo me mantendo no estado planta.



Relacionamentos abertos criam maior cumplicidade, assim como beber juntos, diz estudo

Dois estudos recentes apontam que a cumplicidade de um casal homossexual pode ser maior quando o tipo de relacionamento foi aberto ou até mesmo quando ambos tem a prática de beberem juntos. O primeiro é um estudo do Centro de Saúde, Identidade, Comportamento, e Prevenção da Universidade de Nova York, enquanto o segundo é da Universidade de Michigan. 
 
Christopher Stults desenvolveu um questionário que aplicou a 10 casais gays que estavam em um relacionamento aberto.



Como terminar o namoro

Esses dias, li um texto do Bruno Astuto no qual ele afirmou que ex é para sempre. Portanto, tratar bem seu ex, ao terminar a relação, determinará se ele será um “ex-pírito” de porco ou um “ex-emplo” quando o assunto for você.
 
Por curiosidade, fui checar quais as buscas mais feitas na internet sobre “terminar namoro” e rolou uma surra de respostas, tanto que usei a mais buscada de todas como título deste texto! Entre elas, havia também “terminar relacionamento” e “frases para terminar”.



Curta metragem “Tenho local” fala sobre fetiches e amor juvenil. Assista!

A Maca Filmes lançou no último dia 22 o seu mais novo curta metragem. A produtora que é conhecida por seus trabalhos LGBTs inovou na produção de Tenho Local, filme com 18 minutos que trabalha com o suspense e a comédia para surpreender os espectadores o tempo todo. No enredo, Daniel (Leonardo Vieira Teles) marca um encontro para fazer sexo casual com cara desconhecido, interpretado por Thiago Cazado.
 
Dirigido por Mauro Carvalho e Thiago Cazado, o trabalho está colecionando respostas positivas dos fãs.



A homossexualidade de forma simples e honesta no filme Weekend

Weekend é um filme homossexual lançado na Inglaterra em 2012. Dirigido por Andrew Haigh, o mesmo do seriado gay Looking, a obra se propõe a contar a história de dois gays que se encontram em uma casa noturna na sexta-feira a noite e tem uma relação intensa ao longo de todo o final de semana, são eles Russell (Tom Cullen) e Glen (Chris New). Nesse tempo, eles ficam, transam, bebem, drogam-se, fazem sexo novamente e conversam. Conversam muito.



Pesquisa aponta que 41% dos gays já experimentaram relacionamentos abertos

Com tantas formas de se amar hoje em dia, é difícil ficar por dentro do que é poliamor, relacionamento aberto, monogamia, relacionamento triplo, relacionamento semiaberto etc. São diversas formas de viver um romance que fogem do modelo normativo da monogamia. Mas será que eles são de verdade mesmo? Uma pesquisa desenvolvida pela FS Magazine perguntou para jovens homossexuais da Inglaterra sobre suas experiências com relacionamentos abertos.



Enterrando e desenterrando cadáveres de ex namorados

Aos 19 anos eu tive um grande amor que durou pouco mais de um ano. Foi intenso, imaturo e marcante, ao menos para mim. Éramos crianças. Terminou por telefone, depois de uma série de sucessivas brigas: “eu não aguento mais”, disse ele chorando. Eu era imaturo, reagi da pior maneira possível. Havíamos combinado durante o namoro que se algum dia terminássemos, teríamos que fazer algo para que não houvesse possibilidade de volta, já que ele ficou no vai e vem com o ex anterior alguns meses.



Chegou a hora de NAMORAR, mas como identificar a PESSOA CERTA?

Está é a pergunta de todos, ainda mais em um mundo complicado em que vivemos sendo hétero ou homoafetivo, cada dia buscamos ter alguém para amar chamar de “meu”,  poder cuidar,  construir uma vida juntos. O sonho de muitos é como  o de contos de fadas, que sempre finda em: “viveram felizes para sempre”. Mas no caminho tem uma bruxa para destruir tudo, não é verdade? A grande dúvida do momento seria: É possível ser Gay casar e  manter um único parceiro? Já consigo ouvir a moçada gritando: É DIFÍCIL! 



Porque você não está casado...

Você não passa de uma fantasia virtual, se acha a Madonna, tem síndrome de Peter Pan, é desesperado e se parece um garoto de programa, digno de capa de revista.

 
A vida moderna, o estilo de vida do novo milênio e a era da internet modificou nossas vidas afetivas tornando ainda mais complicada a incessante busca pela alma gêmea. As pessoas têm dado menos valor à prática do casamento, da vida a dois e a maioria nem se quer acredita mais em amor.



De galho em galho - Quanto tempo duram os nossos relacionamentos?

Um mês, seis meses, um ano, oito anos. Quiçá cinquenta. Para quem chegou ou está caminhando em direção à ultima opção, aqui vai a minha salva de palmas. Eu mesmo, o máximo que cheguei foram dois anos, seis meses, vinte e sete dias e oito horas. Mentira! Não sou tão metódico a esse ponto. Mas o tempo aproximado é bem por aí. Li em alguma revista de curiosidades, que relacionamentos gays são tão intensos que a contagem é a mesma dos cachorros, multiplica-se por sete. Será? Fica a dúvida no ar.



Aprendendo a ser blasé

Desde que meu primeiro relacionamento amoroso terminou, aprendi que manter nossas amizades é a melhor coisa que podemos fazer por nós mesmos.

Sei que muitos dos meus amigos não entendem o porquê ainda estou solteiro. Acho que também por este motivo, um desses amigos resolveu abrir meu Tínder para ver como converso com desconhecidos. Resumindo, ele acabou comigo. Disse que tenho que ser mais blasé. Não chamar ninguém para “tomar café”, pois é coisa de velho - não que haja algo errado nisso, leitores senhores - o mais cool é chamar para tomar “breja” num boteco decadente.



Curta brasileiro “Gaydar” debate se é possível saber quem é gay

A comédia "Gaydar" mostra a vida de Rafael, um jovem gay carioca cansado de chegar nas pessoas erradas que decide  adquirir um aparelho “gaydar”para saber quem é gay. O curta tem a participação de diversas estrelas jovens da Rede Globo, que abraçaram o projeto do diretor Felipe Cabral em seu primeiro curta. O filme já ganhou prêmios em festivais, como no Rio Festival Gay de Cinema 2012 como Melhor Curta-Metragem pelo Júri Popular, e acaba de ser disponibilizado na internet.




Humor: A Bruxa do Verão está à solta, cuidado com ela!

No dia 31 de Outubro, é o Halloween, todos sabem, uma data originada no Dia de Todos os Santos. Poucos sabem porém da existência de uma personagem que acaba interferindo na vida de diversos casais, especialmente dos casais gays. Diz a lenda que ela começa a agir nesta data, com a proximidade do Verão, e que influencia o término dos namoros. Faça as contas: Quantos namoros seus já terminaram entre Novembro e Março? Pois saiba que pode muito bem ter sido obra dela: A Bruxa do Verão.




Páginas