religião

Padre consultor do Vaticano afirma: alguns santos provavelmente eram homossexuais

O padre James Martin, consultor de relações públicas do Vaticano, publicou em seu Facebook em maio deste ano um comentário alegando que alguns santos provavelmente eram gays. James escreveu isso em resposta a alguns comentários homofóbicos em sua publicação sobre uma igreja inclusiva.
 
“Alguns deles (santos) provavelmente eram gays. Uma certa porcentagem da humanidade é gay, então isso deve ser parecido entre os santos. Você pode ficar surpreso quando chegar ao céu e ser recebido por um homem ou uma mulher LGBT” escreveu o padre em seu Facebook.



Pastores criadores da primeira Bíblia inclusiva do Brasil processam pastor baiano por difamação

Em junho de 2016, você conferiu aqui na Revista Lado A a entrevista com o pastor José Marvel Queiroz de Sousa, criador da primeira Bíblia inclusiva brasileira. A obra, que leva o nome de Bíblia Graça Sobre Graça, ficou conhecida como “Bíblia gay”. Entretanto, os comentários inclusivos contidos na versão vão além da questão LGBT, incluindo idosos, negros e mulheres.



Igrejas inclusivas ganham programa de TV, filme e até aplicativo para celular

As igrejas inclusivas tiveram chegada no Brasil por volta de 2000, sendo um movimento que tem por intenção de repensar a tradição religiosa e propor um lugar para população LGBT no cristianismo do mundo contemporâneo. 
 
Com o passar dos tempos, estes grupos ganharam espaços e fieis. E agora estão fazendo uso de meios de telecomunicação para alcançar as pessoas, como TV, filmes, Bíblia online e até aplicativo de celular. 



Vaticano contesta felicitações do Papa Francisco dada a casal gay curitibano

O casal Toni Reis e David Harrad, de Curitiba, está muito feliz por conta de uma carta de felicitações em razão do batizado dos filhos na Igreja Católica enviada pelo Vaticano. Reis publicou no dia 07/08/2017, em sua rede social, a carta que recebeu do Monsenhor Paolo Borgia, na qual o Papa Francisco parabenizava o batismo e reconhecia o casal homoafetivo e seus filhos como família. Segundo matérias veiculadas em sites católicos logo nos dias seguintes à publicação de Toni Reis, as notícias sobre as saudações do Papa ao casal seriam respostas padrão. 



Parada do Orgulho LGBT de São Paulo se renova e mostra a importância de ir para a rua

Com o lema "Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei. Todas e todos por um estado laico", a 21ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo reuniu uma gama de artistas e mais de 3 milhões de pessoas na Avenida Paulista neste domingo. O evento que a cada ano conta com mais empresas apoiando atraiu milhares de turistas para a capital paulista e chamou atenção para um tema de grande importância: o respeito. A religião é apontada como uma das maiores fontes de preconceito homofóbico e por isso foi a pauta escolhida como tema para este ano.



Vídeo de Testemunhas de Jeová ensina crianças que gays não entram no paraíso

As crianças não nascem mas  aprendem a ser preconceituosas e um vídeo na internet mostra muito bem isso. O desenho direcionado para crianças feito por uma associação de estudo da Bíblia da igreja Testemunhas de Jeová, de Nova York, está causando polêmica. Em “um homem e mulher”, da série “Seja amigo de Jeová”, Sofia questiona a mãe sobre a família de sua amiga Clara, que tem duas mães.



Katy Perry recebe homenagem por luta LGBTQ e conta que já rezou pedindo para não ser gay

Quem conhece a história da cantora pop Katy Perry sabe que ela começou a sua carreira na música Gospel. Com uma educação fundamentada na religião, Katy contou durante o seu discurso no National Equality Award at the Human Rights Campaign Gala, realizado em Los Angeles, onde foi homenageada por ser uma voz à comunidade LGBT, que já intercedeu às divindades para que Jesus a afastasse do seu lado gay.
 
A premiação, que aconteceu na noite do dia 18 de março, trouxe várias revelações sobre a cantora.



Depois de polêmica, evento de cura gay é cancelado

A unidade Portugal da Igreja Batista Getsêman, de Belo Horizonte, anunciou esta semana nas redes sociais um evento polêmico: uma palestra com a "psicopedagoga"  Isildinha Muradas com o tema "Como prevenir e reverter a homossexualidade". Com a repercussão negativa da propaganda do evento e até a manifestação de entidades ligadas à psicopedagogia, a organização apagou a postagem e refez o cartaz colocando "Orientando pais sobre a sexualidade de seus filhos". Nesta quarta-feira, o evento foi cancelado.



Curitiba sedia em Novembro congresso cristão que propõe a cura gay

Entre os dias 18 a 20 de Novembro, Curitiba sedia o 13º Congresso Nacional do Exodus Brasil sobre Sexualidade Humana, nas instalações da Igreja Batista do Bacacheri. O evento é dirigido a pastores e líderes de "ministérios de ajuda", pessoas de alguma forma “impactadas por problemas na área da sexualidade, e que desejam aprender mais sobre esse assunto, e também para homens e mulheres, acima de 18 anos de idade, que experimentam conflitos em sua própria sexualidade, e desejam receber ajuda nesta área”, diz o site do evento.



África do Sul barra pastor homofóbico de entrar no país

O Ministro dos Negócios da África do Sul, Malusi Gigaba, anunciou oficialmente na última terça-feira, 13, em Joanesburgo, que o pastor norte americano Steven Anderson e sua igreja não são bem-vindos no país. A decisão veio depois de muito protesto por parte da comunidade LGBT do país, uma vez que a religião abomina a homossexualidade e prega que ela deve ser penalizada com morte.
 
Chamada de Faithful Word Baptist Church in Tempe, na versão em inglês, a igreja planejava fazer uma campanha para evangelizar almas na África do Sul no final deste mês.



Bloco de religiosos anglicanos se assume gay e pede reconhecimento da Igreja

Um grupo de 14 padres e bispos da Igreja Anglicana da Inglaterra enviou uma carta à alta cúpula revelando sua homossexualidade e oferecendo suporte à comunidade LGBT que faz parte da religião. A agência de notícias Ansa afirma que isso aconteceu depois que o bispo Chamberlein, de Grantham, assumiu publicamente sua homossexualidade. A carta é um apelo para que as doutrinas voltadas aos relacionamentos homoafetivos sejam repensadas.
 
A carta foi assinada tanto por padres, quanto por bispos e leigos.



Páginas