religião

Parada do Orgulho LGBT de São Paulo se renova e mostra a importância de ir para a rua

Com o lema "Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei. Todas e todos por um estado laico", a 21ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo reuniu uma gama de artistas e mais de 3 milhões de pessoas na Avenida Paulista neste domingo. O evento que a cada ano conta com mais empresas apoiando atraiu milhares de turistas para a capital paulista e chamou atenção para um tema de grande importância: o respeito. A religião é apontada como uma das maiores fontes de preconceito homofóbico e por isso foi a pauta escolhida como tema para este ano.



Vídeo de Testemunhas de Jeová ensina crianças que gays não entram no paraíso

As crianças não nascem mas  aprendem a ser preconceituosas e um vídeo na internet mostra muito bem isso. O desenho direcionado para crianças feito por uma associação de estudo da Bíblia da igreja Testemunhas de Jeová, de Nova York, está causando polêmica. Em “um homem e mulher”, da série “Seja amigo de Jeová”, Sofia questiona a mãe sobre a família de sua amiga Clara, que tem duas mães.



Katy Perry recebe homenagem por luta LGBTQ e conta que já rezou pedindo para não ser gay

Quem conhece a história da cantora pop Katy Perry sabe que ela começou a sua carreira na música Gospel. Com uma educação fundamentada na religião, Katy contou durante o seu discurso no National Equality Award at the Human Rights Campaign Gala, realizado em Los Angeles, onde foi homenageada por ser uma voz à comunidade LGBT, que já intercedeu às divindades para que Jesus a afastasse do seu lado gay.
 
A premiação, que aconteceu na noite do dia 18 de março, trouxe várias revelações sobre a cantora.



Depois de polêmica, evento de cura gay é cancelado

A unidade Portugal da Igreja Batista Getsêman, de Belo Horizonte, anunciou esta semana nas redes sociais um evento polêmico: uma palestra com a "psicopedagoga"  Isildinha Muradas com o tema "Como prevenir e reverter a homossexualidade". Com a repercussão negativa da propaganda do evento e até a manifestação de entidades ligadas à psicopedagogia, a organização apagou a postagem e refez o cartaz colocando "Orientando pais sobre a sexualidade de seus filhos". Nesta quarta-feira, o evento foi cancelado.



Curitiba sedia em Novembro congresso cristão que propõe a cura gay

Entre os dias 18 a 20 de Novembro, Curitiba sedia o 13º Congresso Nacional do Exodus Brasil sobre Sexualidade Humana, nas instalações da Igreja Batista do Bacacheri. O evento é dirigido a pastores e líderes de "ministérios de ajuda", pessoas de alguma forma “impactadas por problemas na área da sexualidade, e que desejam aprender mais sobre esse assunto, e também para homens e mulheres, acima de 18 anos de idade, que experimentam conflitos em sua própria sexualidade, e desejam receber ajuda nesta área”, diz o site do evento.



África do Sul barra pastor homofóbico de entrar no país

O Ministro dos Negócios da África do Sul, Malusi Gigaba, anunciou oficialmente na última terça-feira, 13, em Joanesburgo, que o pastor norte americano Steven Anderson e sua igreja não são bem-vindos no país. A decisão veio depois de muito protesto por parte da comunidade LGBT do país, uma vez que a religião abomina a homossexualidade e prega que ela deve ser penalizada com morte.
 
Chamada de Faithful Word Baptist Church in Tempe, na versão em inglês, a igreja planejava fazer uma campanha para evangelizar almas na África do Sul no final deste mês.



Bloco de religiosos anglicanos se assume gay e pede reconhecimento da Igreja

Um grupo de 14 padres e bispos da Igreja Anglicana da Inglaterra enviou uma carta à alta cúpula revelando sua homossexualidade e oferecendo suporte à comunidade LGBT que faz parte da religião. A agência de notícias Ansa afirma que isso aconteceu depois que o bispo Chamberlein, de Grantham, assumiu publicamente sua homossexualidade. A carta é um apelo para que as doutrinas voltadas aos relacionamentos homoafetivos sejam repensadas.
 
A carta foi assinada tanto por padres, quanto por bispos e leigos.



Padre gay dos Estados Unidos é afastado por defender treinadora lésbica

Um padre gay de Nova Jersey foi afastado pelo arcebispo de Newark, John Myers, no início de setembro por criar uma campanha de apoio a uma treinadora de um time feminino infantil de basquete que havia sido demitida de uma escola por ter se casado com outra mulher. O padre católico é famoso por suas campanhas de defesa à população LGBT e de acolhimento desse público pela igreja. 
 
O Reverendo Warren Hall, 53, foi transferido para Igreja de Hoboken  no meio do ano passado, onde foi bem recebido pela comunidade local.



Páginas