trans

PMs agridem travestis e ridicularizam clientes em região nobre de São Paulo

As travestis que fazem ponto próximo ao Jockey Club da Avenida Lineu de Paula Machado, em São Paulo, denunciam que policiais militares estão as coagindo e vestindo seus clientes de mulher. Os oficiais que são contratados para fazer a segurança particular do local, cheia de mansões e frequentados pela alta sociedade, ainda fotografaram os clientes das travestis e fazem chantagens. Os policiais são contratados de forma irregular, e recebem até R$ 5 mil reais para eliminar as profissionais do local mesmo com o uso de violência. 



Sem apoio do SUS, homens trans promovem vaquinha na internet para fazer mastectomia

Residente em Ponta Grossa, Paraná, Guilherme é um jovem trans de 21 anos que enfrenta diariamente uma batalha em busca de algo que, mais que um  objetivo, é um direito. Guilherme deseja fazer a mastectomia, cirurgia de retirada das mamas, mas pelo SUS o processo é burocrático. Tendo seu direito negado pelo poder público, o jovem promoveu em suas redes sociais uma vaquinha para reunir a quantia necessária. Em seu pedido, Guilherme objetiva arrecadar o valor de R$ 10 mil reais, dos quais já reuniu R$ 630,00 desde junho de 2017.



Promotor de Curitiba nega pedido de mudança de nome e sexo nos documentos de homem transgênero

“Contraria o ordenamento jurídico”. Assim declarou o promotor Inácio de Carvalho Neto, da Vara de Registros Públicos de Curitba, sobre o pedido de um transgênero para mudança de nome nos documentos pessoais. O advogado Vitor Leme, recebeu no dia 12 de setembro uma parecer da Justiça sobre o pedido de seu cliente Nathan Kishner Tatch, homem transgênero que deseja o reconhecimento de sua cidadania como tal. Todos os pedidos do tipo que recebe, o promotor rejeita, chegando a uma média de dois pedidos por semana.



Assassino da travesti Makelly Castro é absolvido no Piauí

Responsável pela morte da travesti Makelly Castro, Luís Augusto Nunes foi absolvido no dia 5 de outubro, no estado do Piauí. O autor do crime, que também é professor, foi acusado de homicídio qualificado por emprego de meio cruel, o seja, houve intenção de matar e a execução da vítima foi um processo sofrível para a mesma. O corpo de Makelly Castro foi encontrado no dia 18 de julho de 2014, no bairro Distrito Industrial, localizado ao sul de Teresina. O corpo estava vestido apenas com roupas íntimas e apresentava vários hematomas. 



Guairinha receberá pela primeira vez a VII edição do Miss Curitiba Trans

O mês de novembro começa colorido este ano. Logo no dia 3, sexta-feira, a noite curitibana conta com o Miss Curitiba Trans VII edição, que acontecerá no Teatro Guairinha pela primeira vez. O evento terá início às 19h e contará com a participação de diversas candidatas. Além disso, estarão presentes os cantores Michele Mara e Léo Fressato. O júri que escolherá a vencedora será composto por importantes técnicos de moda e beleza de Curitiba. 



Peça "Nossa Senhora das Transexuais" traz atriz trans curitibana

A atriz curitibana Maitê Schneider está confimada no elenco de "Nossa Senhora das Transexuais", peça teatral com lançamento previsto em São Paulo, para o segundo semestre de 2017. Além de Maitê, que recentemente se mudou para a capital paulista, o espetáculo com direção de Fabricio Castro terá um grande elenco composto por Bruna de Moraes, Deborah Graça, Juan Manuel Tellategui, Luiz Luccas, Mariana França, Zenaide Denardi e Maura Ferreira.



A Arte Queer que quase ninguém entende no Brasil

Um termo até então desconhecido pelos brasileiros passou a fazer parte do cotidiano de qualquer um que acessa as redes sociais nos últimos dias: arte queer. O cancelamento da exposição Queermuseu em Porto Alegre pelo Santander Cultural após pressão de movimentos religiosos e do Movimento Brasil Livre (MBL) reacendeu a discussão do que é e o que não é permitido na arte. Com acusações de apologia a pedofilia e a zoofilia, a arte queer ganhou ares de uma arte depravada por parte dos conservadores e dos mais leigos no assunto. Mas o que é arte queer? Da onde veio?



Hotel da Tailândia faz alerta e exige autorização de hóspedes para entrada de ladyboys

Os hóspedes do Omni Complex Hotel, em Bangkok, capital da Tailândia, cidade famosa pela prostituição e por ter uma das maiores comunidades trans do mundo, estão recebendo um formulário da recepção, caso tentem levar para seus quartos, um profissional do sexo que seja percebido como “ladyboy”, termo usado no país para descrever mulheres transgêneros, ou até mesmo, homossexuais afeminados.



Concurso Miss USA tem a sua primeira competidora transgênero e ela é formidável

Anita Green, 26, é a primeira mulher transgênero a participar do concurso Miss USA, no Estado de Montana, nos Estados Unidos. O evento de beleza que aconteceu no sábado dia 9 de setembro, classifica mulheres a partir de critérios estéticos e elenca as vencedoras para outras etapas que, se vencidas, levam ao concurso do Miss Universo, o mais importante e almejado concurso de beleza do mundo. 



Modelo trans é contratada como nova garota propaganda da L'Oréal na Inglaterra e demitida em seguida

Munroe Bergdorf, 29, uma DJ trans de Londres foi a primeira modelo abertamente trans a estrelar uma propaganda da marca L'Oréal no Reino Unido. Ela fazia parte da campanha True Match no Instagram e estava orgulhosa de fazer sua parte pela visibilidade trans na mídia, no infocomercial da marca. “Obrigado L’Oréal por me dar esse espaço, espero que isso alcance alguma garota trans de 8 anos e faça ela sentir um pouco mais de esperança  e um pouco menos de medo quanto ao seu futuro do que eu senti quando tinha essa idade. O mundo está mudando e eu gosto como está sendo essa mudança.



Primeiro concurso de beleza transgênero da Índia reúne 1.500 participantes

A Índia realizou seu primeiro concurso de rainha de beleza transgênero que foi disputado por mais de 1.500 concorrentes na primeira seleção, que representaram diferentes estados da índia. A final, realizada esta semana, contou com 15 competidoras selecionadas e uma mega produção. O concurso só foi possível graças ao governo indiano que aprovou um projeto de lei que visa proteger os direitos das pessoas trans, denominado Transgender Person (Protection of Rights) em 2016, reconhecendo as pessoas trans como um terceiro sexo.



Educação: No combate aos preconceitos, universidades oferecem núcleos para estudos de gênero e sexualidade

Para diminuir a violência contra as minorias, a arma mais poderosa é a Educação, pois ela é elemento de transformação social que prepara as futuras gerações para lidar com respeito e tolerância com as diferenças. Algumas instituições de ensino superior oferecem grupos e oficinas para que o conhecimento acerca da diversidade se espalhe para além das matérias da grade curricular.



Páginas