trans

Caitlyn Jenner revela que tentou fazer a transição de gênero 30 anos atrás

A transexual ativista Caitlyn Jenner está abalando o mundo com a sua história. Ex atleta olímpico dos Estados Unidos, sua luta começou a ser conhecida quando sua vida de socialite foi transmitida pelo reality Keeping Up With the Kardashians, onde apareceu junto com sua família. Caitlyn assumiu sua transexualidade em 2014, mas falou publicamente sobre porque não fez a transição antes apenas agora, em entrevista ao programa Today esta semana. Ela não diz isso com essas palavras, mas entende-se que ela abriu mão dos hormônios quando conheceu e se apaixonou por Kris.



Trans e homossexuais não são obras de Deus?

Neste final de semana as igrejas inclusivas de Curitiba que aceitam a comunidade LGBTQ foram alvo de diversos ataques pelas igrejas que não aceitam a ideia de que homoafetivos podem ser chamados “filhos de Deus” e  também e viverem como são e tendo uma vida espiritual em plena paz, harmonia e amor com o Deus da Bíblia.
 
Uma das vítimas mais atacadas e que deve nosso respeito foi uma irmã de 25 anos, transexual e ordenada missionária em 2015 pela Comunidade Cristã Abraça-me, por mim, Pastor Cristoffer Zilotti, e hoje segue sua missão em outra igreja inclusiva.



Transplante de útero pode virar realidade até para mulheres trans e homens

Em 2011, o primeiro transplante de útero do mundo foi realizado em uma mulher, entretanto, posteriormente sua gravidez acabou sendo interrompida. A Suécia é o país que mais investe em tecnologia para aprimorar a técnica, com cerca de 10 mulheres já tendo passado pelo procedimento. Mas a taxa de sucesso e gravidez completa é baixa e, mesmo quando a mulher completa a gestação, o bebê acaba nascendo prematuro. O primeiro nascimento bem sucedido foi registrado em 2014.



UEPG comemora a formatura da primeira trans em seus 46 anos de história

Este está sendo um ano maravilhoso para a inclusão de pessoas transexuais e travestis em universidades federais e estaduais de modo geral. No início do ano, acompanhamos o caso da travesti que conquistou o 1º lugar no curso de Serviço Social no vestibular da Universidade Federal do Pernambuco. E hoje, comemoramos a formatura de Alícia Kruger, mulher trans que completou o Bacharelado em Farmácia na Universidade Estadual de Ponta Grossa, aqui no Paraná. 
 
Com 46 anos de história no estado, a UEPG nunca havia celebrado a formatura de uma pessoa trans.



Bruno Gagliasso vai representar transexual em seriado da Globo

Duas atrações que estão causando na mídia são o novo seriado internacional de terror da Globo, “Supermax”, e o ator Bruno Gagliasso, que tem dado diversas declarações em favor da comunidade LGBTQ, inclusive usando saias e dando beijos em outros caras. Mas o assunto da vez é a personagem trans que Gagliasso interpretará no seriado. 
 
Supermax vai retratar um reality macabro onde ex-criminosos ficarão confinados dentro de uma prisão de segurança máxima para concorrer ao prêmio de 2 milhões de reais.



Jovens africanos apedrejam transexuais na Alemanha

Uma notícia sobre jovens africanos que atacaram mulheres transexuais com pedradas, em Dortmund, na Alemanha, está rodando os noticiários do mundo. E, como qualquer situação que envolve africanos ou árabes, as análises são feitas considerando apenas os aspectos da cultura ocidental que, em momento algum, representam a multiplicidade dos povos da África e do Oriente Médio.



Superação, preconceito, sucesso e amores: a história da cantora transexual Patrícia Ribeiro

Patrícia Ribeiro é a primeira cantora transexual portuguesa. Nascida em Lisboa e com uma carreira musical consolidada,bastante difundida na Europa e no Brasil, a artista lançou também um livro, chamado “Ontem Homem, Hoje Mulher”, que conta as histórias de uma mulher presa no corpo de um homem.  Toda a experiência e vivência desse mundo foi retratado através da perspectiva de Patrícia em sua autobiografia. Com 121 páginas, a cantora comemora a 2ª tiragem da sua obra com uma viagem ao Brasil para o lançamento.



Gretchen: a treinadora transexual de futebol de Recife que já foi profissional

Famosa no bairro do Pacheco, periferia de Jabotão dos Guararapes, na Grande Recife, Gretchen é uma das poucas celebridades locais. O motivo? Sua simpatia e seu esforço para treinar cerca de 45 meninos da escolinha de futebol Deus é Fiel. Sem receber nada pelo serviço, a transexual ajuda como pode, seja pedindo doações em dinheiro, em refrigerante para os jogos ou até mesmo em material. 
 
Sua conexão com o esporte vem de quando ainda era Nerivaldo Eretiano da Silva.



Você conhece o CPATT, ambulatório para as trans de Curitiba?

Centro de Pesquisa e Atendimento para Travestis e Transexuais, o CPATT é uma grande conquista dos movimentos sociais curitibanos. Inaugurado em fevereiro de 2014, o espaço faz acompanhamento psicológico, social e médico para pessoas trans que precisam de ajuda ao longo do processo transexualizador e inserção social. 
 
O CPATT, que atende na sede da Secretaria de Saúde do Estado do Paraná, busca conseguir, também, o credenciamento do Ministério Público para realizar cirurgias de readequação sexual.



Filme A Garota Dinamarquesa narra história da primeira trans a ser submetida a cirurgia de adequação sexual

O filme “A Garota Dinamarquesa” é um dos longas mais esperados de 2016 pela comunidade LGBTQ. Dirigido por Tom Hooper, vencedor do Oscar por “O discurso do Rei” e “Os miseráveis”, a obra conta a história da transexual Lili Elbe, primeira pessoa a se submeter a cirurgia de mudança de sexo no mundo. 
 
Antes de se assumir Lili, ela era nada menos do que o famoso pintor Einar Mogens Wegener, interpretado por Eddie Redmmayne, casado com a ilustradora e artista Gerda Wegener, de Alicia Vikander. Aliás, foi graças a esposa que Einar se vestiu de mulher pela primeira vez.



Páginas